Carregando...
Ir para o conteúdo principal
Aprova Questões
Milhares de questões atuais de concursos.

Questões de Concurso

Milhares de questões com o conteúdo atualizado para você praticar e chegar ao dia da prova preparado!


Use os filtros abaixo para tornar a sua busca ainda mais específica. Você não precisa preencher todos os campos, apenas os que desejar.

Dica: Caso encontre poucas questões de uma prova específica, filtre pela banca organizadora do concurso que você deseja prestar.
Carregando...
Exibir questões com:
Não exibir questões:
Minhas questões:
Filtros aplicados:
Carregando...

Carregando...

Carregando...
Exibindo questões de 27 encontradas. Imprimir página Salvar em Meus Filtros

Para os usuários de língua de sinais, as expressões faciais, além de distinguirem funções linguísticas, servem para

Carregando...

As línguas de sinais não são compostas apenas de linguagem, são reconhecidamente uma língua, uma vez que possuem todos os níveis linguísticos (semântico, sintático, fonológico, morfológico e pragmático) semelhantes aos existentes nas línguas orais. Sobre essas funções, Felipe (1998) esclarece que as pesquisas sobre as línguas de sinais vêm mostrando que estas são compatíveis com quaisquer línguas orais quanto à

Carregando...

De acordo com Quadros (2004), o intérprete educacional é aquele que atua como profissional intérprete de língua de sinais na educação e, em hipótese alguma, poderá assumir o papel do professor. Sobre esta ocorrência, analise as proposições abaixo. I. O intérprete especialista para atuar na área da educação deverá ter um perfil para intermediar as relações entre os professores e os alunos, bem como entre os colegas surdos e os colegas ouvintes.
II. Deve-se também considerar que o intérprete é apenas um dos elementos que garantirá a acessibilidade.
III. É recomendado redirecionar os questionamentos dos alunos ao professor, pois, desta forma, o intérprete não caracteriza o seu papel na intermediação, mesmo quando este papel é alargado.
IV. Para garantir a acessibilidade, é função do intérprete preparar atividades e provas para o aluno surdo, deste modo, o trabalho do professor terá credibilidade e o estudante surdo um bom desempenho no processo de ensino aprendizagem.
V. Os intérpretes têm o direito de ser auxiliados pelo professor através da revisão e preparação das aulas que garantem a qualidade da sua atuação durante as mesmas.
Sobre a atuação do intérprete de Libras em sala de aula, estão CORRETAS apenas as assertivas constantes nos itens

Carregando...

Assinale a alternativa em que, no par de figuras, se constata o fenômeno do verbos sem concordância.

Carregando...

Roberts (1992), in Quadro (2004, p. 73), apresenta seis categorias para analisar o processo de interpretação que serão destacadas a seguir por apresentarem as competências de um profissional tradutor-intérprete. Considerando as variedades destes, relacione o tipo de discurso (coluna 1) a sua caracterização (coluna 2).
1- Competência linguística.
2- Competência para transferência.
3- Competência metodológica.
4- Competência na área.
5- Competência bicultural.
6- Competência técnica.
( ) Habilidade para posicionar-se apropriadamente para interpretar, para usar microfone e para interpretar usando fones, quando necessário.
( ) Habilidade em usar diferentes modos de interpretação (simultâneo, consecutivo, etc.), para escolher o modo apropriado diante das circunstâncias e para retransmitir a interpretação, quando necessário.
( ) Conhecimento requerido para compreender o conteúdo de uma mensagem que está sendo interpretada.
( ) Habilidade em manipular as línguas envolvidas no processo de interpretação (habilidades em entender o objetivo da linguagem usada em todas as suas nuanças e em expressar corretamente, fluentemente e claramente a mesma informação na língua alvo).
( ) Conhecimento profundo e exclusivo da cultura surda que subjaz a língua envolvida no processo de interpretação (conhecimento das crenças, valores, experiências e comportamentos dos utentes da língua fonte e da língua alvo e apreciação das diferenças entre a cultura da língua fonte e a cultura da língua alvo).
( ) Habilidade para compreender a articulação do significado no discurso da língua fonte e para interpretar o significado da língua fonte para a língua alvo.
Assinale a alternativa correspondente a sequência CORRETA.

Carregando...

Em relação à Língua de Sinais, é CORRETO afirmar que

Carregando...

A Lei nº 10.436/2002 reconhece a Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) como meio legal de comunicação e expressão e outros recursos de expressão a ela associados. Nessa Lei, a Libras é definida como

Carregando...

Assinale a alternativa que traz a figura em que se constata o fenômeno da(o) palavra/sinal com concordância locativa.

Carregando...

Com base nos princípios do Código de Ética do Intérprete de Libras, parte integrante do Regimento Interno do Departamento Nacional de Intérpretes (FENEIS), Quadros (2004) apresenta as seguintes sugestões sobre como se portar diante do contexto de interpretação da língua portuguesa escrita no momento de provas e concursos caso um candidato surdo solicite uma resposta de um dos itens do certame. Diante do exposto, julgue as afirmativas abaixo.
I. O intérprete deve lhe informar que apenas fará a tradução do português para a língua de sinais, deixando claras as suas atribuições durante o processo.
II. O intérprete deverá fazer a interpretação das instruções dadas na língua portuguesa apenas escrita quando este for o caso.
III. O intérprete deve lhe informar que fará a interpretação do português escrito para a língua de sinais, deixando claras as suas atribuições durante o processo.
IV. O intérprete dará, sutilmente, suas opiniões de modo que os responsáveis pelo certame não percebam, dessa forma garantirá a acessibilidade da pessoa surda.
V. O intérprete também deverá fazer a interpretação das instruções dadas na língua portuguesa falada e/ou escrita quando estes forem os casos.
Assinale a alternativa que contempla todos os itens nos quais as informações estão CORRETAS.

Carregando...

O Decreto nº 5.626, de 22 de dezembro de 2005, que regulamentou a Lei de Libras, dedica o Capítulo V à formação do tradutor e intérprete de Libras - Língua Portuguesa, no § 1º, é CORRETO afirmar:

Carregando...

Ronice Müller de Quadros, em seu livro O Tradutor e Intérprete de Língua Brasileira de Sinais e Língua Portuguesa, apresentou o Regimento Interno do Departamento Nacional de Intérpretes da FENEIS, aprovado por ocasião do II Encontro Nacional de Intérpretes - Rio de Janeiro/RJ/Brasil – 1992 . Sobre este regimento, é CORRETO afirmar

Carregando...

A FIGURA 8, traduzindo-se para a língua portuguesa, corresponde a

Carregando...

De acordo com o Capítulo IV do Decreto n° 5.626, que trata do uso e da difusão da Libras e da Língua Portuguesa para o acesso das pessoas surdas à educação, é CORRETO afirmar que

Carregando...

Sobre a ordem da frase na Língua Brasileira de Sinais, marque a alternativa CORRETA.

Carregando...

O tradutor e intérprete de Libras - Língua Portuguesa necessita de termos técnicos e específicos das áreas a serem interpretadas, “a fim de minimizar as dificuldades dos estudantes na compreensão dos textos acadêmicos.” (STUMPF, 2014, p.146), por conta disso I. desde a criação do Letras-Libras em 2006, pela UFSC, “formou-se uma equipe de tradutores possibilitando mais um campo de trabalho para pessoas surdas: a tradução de materiais didáticos.” (STUMPF, 2014, p.145)
II. “os tradutores/atores participantes da equipe eram pessoas surdas bilíngues – fluentes em Libras e língua portuguesa – conhecedores das realidades culturais que permeiam os falantes destas duas línguas.” (STUMPF, 2014, p.145)
III. “a partir de 2008, a equipe de tradução começou a se reunir sistematicamente aproveitando o conhecimento que os tradutores traziam de seus estados de origem e do contato com estudantes do curso Letras-Libras para fomentar a alimentação do glossário, visto que, por questões históricas – poucos registros ou mesmo ausência de interações entre comunidades surdas de diferentes regiões do país – é comum encontrar diferentes propostas de realizações de sinais para um mesmo conceito.” (STUMPF, 2014, p.149)
IV. pesquisadores “atribuem a necessidade de desenvolvimento de repertórios de áreas de especialidade em Libras às questões históricas de dificuldades de aprendizagem da língua portuguesa descrita” por vários surdos brasileiros. (STUMPF, 2014, p.147)
V. conscientizar estudantes surdos, de cursos de graduação, a respeito dos processos de construção terminológica permitirá o enriquecimento ainda mais acelerado da LSB, e a rápida sistematização e divulgação dos neologismos terminológicos acarretará o acesso e o domínio mais rápido, também dos intérpretes para adequarem sua tradução ao contexto emergente. (FARIA-DO-NASCIMENTO, 2009, p.55)
Sobre terminologias, assinale a alternativa que traz as assertivas CORRETAS.

Carregando...
GABARITO:

  • 1) C
  • 2) A
  • 3) D
  • 4) A
  • 5) C
  • 6) B
  • 7) B
  • 8) D
  • 9) A
  • 10) E
  • 11) E
  • 12) D
  • 13) E
  • 14) B
  • 15) D
  •  
© Aprova Concursos - Al. Dr. Carlos de Carvalho, 1482 - Curitiba, PR - 0800 727 6282