Carregando...
Ir para o conteúdo principal
Aprova Questões
Milhares de questões atuais de concursos.

Questões de Concurso

Milhares de questões com o conteúdo atualizado para você praticar e chegar ao dia da prova preparado!


Use os filtros abaixo para tornar a sua busca ainda mais específica. Você não precisa preencher todos os campos, apenas os que desejar.

Dica: Caso encontre poucas questões de uma prova específica, filtre pela banca organizadora do concurso que você deseja prestar.
Carregando...
Exibir questões com:
Não exibir questões:
Minhas questões:
Filtros aplicados:
Carregando...

Carregando...

Carregando...
Exibindo questões de 506 encontradas. Imprimir página Salvar em Meus Filtros

Julgue o item quanto à estruturação linguística do texto.

Na linha 1, o emprego de acento grave indicativo de crase em “à” decorre da regência da forma verbal “remonta” e da presença de artigo feminino que define o nome “Antiguidade”.

Carregando...

No que se refere às ideias e aos aspectos linguísticos do texto precedente, julgue o item a seguir.

No trecho “largue tudo de repente sob os olhares à sua volta”, o uso do acento indicativo de crase é facultativo.

Carregando...

No que se refere aos aspectos linguísticos do texto 2A2-I, julgue o item que se segue

A supressão do sinal indicativo de crase empregado no trecho “opressão à família de Fabiano” (sétimo parágrafo) manteria a correção gramatical do texto, assim como seu sentido original.

Carregando...

Na frase “Eu me recuso à aprender a lição”, a utilização da crase, de acordo com a norma culta da língua, se configura como inadequada porque

I. nas locuções adverbiais formadas de um substantivo feminino que indica instrumento, utiliza-se apenas a preposição.

II. antes de substantivos masculinos não se emprega o artigo definido feminino.

III. as formas verbais não podem ser determinadas por artigos definidos, não havendo, portanto, a possibilidade de ocorrer preposição a + artigo feminino.

É correto o que se afirma

Carregando...

Considere o seguinte excerto:

_____ narrativa da testemunha, no entanto, pareceu-nos faltar _____ observação de que _____ ela não cabia julgar os fatos, mas deles dar conhecimento tais quais aconteceram, cabendo _____ Comissão incumbida de interpretá-los – e _____ mais ninguém – deles fazer juízo.

Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas acima, na ordem em que aparecem no texto.

Carregando...

A expressão “alimentação adequada” encontra-se ampliada com o acento grave adequadamente empregado em:

Carregando...

Leia o texto para responder à questão.

Com base no emprego do sinal indicativo de crase, assinale a alternativa que completa corretamente a frase a seguir:

O político fez declarações...

Carregando...

A utilização da crase em “à” na frase abaixo é justificada pela seguinte regra gramatical:

... dizia Ahmad Ghassam Feith, um jovem de 32 anos que assistiu naquela manhã à oração das sextas-feiras em Teerã.” (linhas 34 a 36).

Carregando...

De acordo com a norma-padrão da Língua Portuguesa, assinale a alternativa correta em relação à ocorrência de crase.

Carregando...

A crase foi empregada corretamente na seguinte alternativa:

Carregando...

Leia com atenção o texto a seguir para responder a questão.

   A igualdade é coisa que todos desejam. As crianças querem ser iguais. Daí a importância de ter o brinquedo que todas têm. A menina que não tinha a Barbie era aleijada, estava excluída das conversas, dos brinquedos, das trocas. A criança que não tivesse o "bichinho eletrônico" era uma criança "portadora de deficiência”. "Como não ter o bichinho se todas as crianças têm o bichinho?” Os pais compravam o bichinho – mesmo sabendo que ele era idiota – para que o filho não sentisse a dor da exclusão. Os adolescentes usam tênis da mesma marca, camisetas da mesma grife, fazem todos as mesmas coisas, [...] falam todos _____ mesmas palavras que só eles entendem. Ai daquele que falar as palavras da linguagem dos pais, ou que usar tênis e camiseta de marca desconhecida. Esse adolescente é "diferente", “não pertence" ao grupo, é "portador de deficiência". O grupo é o "conjunto" – no sentido matemático ao qual pertencem os iguais. Os diferentes "não pertencem", são excluídos. Os diferentes estão condenados _____ solidão.
   As pessoas portadoras de deficiência estão condenadas, de início, ____ solidão. Por serem fisicamente diferentes e por não poderem fazer o que todos fazem, estão excluídas do grupo.
   Ser igual é muito fácil. Basta deixar-se levar pela onda, ir fazendo o que todos fazem, não é preciso pensar muito nem tomar decisões. As decisões já estão tomadas. É só seguir ____ onda. A vida é uma grande festa. Mas o "diferente" está sozinho. Não existe nenhuma onda que o leve, nenhum bloco que o carregue. Cada movimento é uma batalha.
   Os "normais" podem dizer simplesmente: "Sou igual _____ todos, portanto sou." É a igualdade que define o seu ser. Mas os "portadores de deficiência" têm que fazer uma outra afirmação: Pugno, ergo sum – luto, logo existo. Muitos, sem coragem para enfrentar a luta solitária, desistem de viver e são destruídos. Os que aceitam o desafio, entretanto, se transformam em guerreiros.

   Há jardins que se fazem por atacado: basta comprar _____ plantas no Ceasa e em Holambra. As plantas são produzidas em série, em terra cientificamente preparada. São jardins bonitos, feitos com plantas produzidas em série, todas iguais. Mas há os jardins das solidões, que florescem nas pedras.
   As pessoas são assim também. Há os jardins produzidos em série. Parecem diferentes, mas são todos iguais. Quem quiser um que chame um paisagista. E há aqueles que nenhum paisagista sabe fazer. Brotam da rudeza da pedra vulcânica com uma beleza que é só sua.
   Pois foi organizado, em Campinas, o "Centro de Vida Independente" – uma ONG (Organização Não-Governamental) que tem por objetivo reunir as pessoas portadoras de deficiência (PPDs). Surgida nos Estados Unidos, nos anos 70, foi criada por portadores de deficiências graves, provenientes na sua maioria, de ferimentos na guerra do Vietnã. O seu objetivo é encorajar os PPDs a assumir sua vida de maneira independente, sem medos e sem vergonhas: fazer brotar jardins nas pedras brutas.

ALVES, Rubem. Sobre violinos e rabecas. in Concerto para corpo e alma. Campinas, São Paulo: Papirus: Speculum, 1998.

Assinale a alternativa que preencha CORRETAMENTE as lacunas do texto:

Carregando...

Assinale a alternativa que preenche as lacunas do texto a seguir, de acordo com a norma-padrão de crase e emprego e colocação de pronomes.

O prazer de ler está associado _________ mecanismos de
identificação do leitor, ________ expectativas frequentemente _______ decidir se dá continuidade ou não _______ leitura.

Carregando...

Com relação aos aspectos linguísticos e aos sentidos do texto precedente, julgue:

 

A supressão do acento indicativo de crase em “à própria noção de ‘viagem’” (R.18) manteria os sentidos e a correção gramatical do texto.

Carregando...

Assinale a alternativa que preenche correta e respectivamente as lacunas do trecho a seguir, considerando as regras de emprego da crase.
É importante criar políticas que atendam _______ necessidade da população de acesso _______ formas de vida favoráveis _______ saúde mental.

Carregando...

Em “para reduzir a exposição das crianças à publicidade de alimentos” (2º parágrafo), a expressão “à publicidade de alimentos” pode ser substituída, mantendo o acento grave, por:

Carregando...
GABARITO:

  • 1) Certo
  • 2) Certo
  • 3) Errado
  • 4) C
  • 5) C
  • 6) B
  • 7) E
  • 8) A
  • 9) D
  • 10) A
  • 11) A
  • 12) B
  • 13) Errado
  • 14) C
  • 15) A
  •  
© Aprova Concursos - Al. Dr. Carlos de Carvalho, 1482 - Curitiba, PR - 0800 727 6282