Concurso Ministério da Economia 2022: descubra como ser aprovado!

Atualizado em 01/02/2022 às 13:45

O concurso Ministério da Economia abriu 300 vagas imediatas, mais 1.830 oportunidades em cadastro de reserva para os níveis médio e superior com salários de até R$ 6,1 mil. O certame está suspenso, mas ele pode ser retomado a qualquer momento. Então, se você deseja saber mais informações e iniciar a sua preparação hoje mesmo, não deixe de conferir o texto a seguir!

O Aprova Concursos preparou um curso exclusivo para o concurso Ministério da Economia. Nossas videoaulas estão em formato de plano de estudos, ou seja, elas já estão organizadas na ordem dos assuntos que mais tem chances de serem cobrados na prova! Então, é só dar o play e seguir a sequência do seu ambiente de estudos, assim, você não perde tempo! E, elas também são gravadas por assunto, com a duração ideal para que você consiga aprender sobre o tema proposto pelo professor, sem ficar cansativa!

Afinal, a sua preparação só precisa durar o tempo necessário para garantir a vaga dos seus sonhos. Com toda a certeza um dos nossos cursos irá aumentar muito as suas chances de conquistar uma das vagas no Ministério da Economia, venha para o Aprova e descubra o segredo para ser aprovado!

Estude para o concurso Ministério da Economia

Para mais informações, ligue: 0800 727 6282

Tudo sobre o concurso do Ministério da Economia

Como já mencionamos no início do texto, o certame encontra-se suspenso. Confira o comunicado divulgado no site da organizadora:

Comunicado do Idib

Quando o concurso for retomado, é importante destacar que provavelmente a oferta de vagas continuará a ser de 2,1 mil oportunidades e a divisão é conforme o quadro abaixo:

CARGOS VAGAS SALÁRIO REQUISITO
Analista de Negócios 1A 30 + 180 CR R$ 6.130,00 Graduação de nível superior em qualquer área + pós nas áreas de Administração Pública ou Direito ou experiência profissional superior a 3 anos nas atividades a serem desenvolvidas.
Analista de Negócios 1B 10 + 90 CR R$ 6.130,00 Graduação de nível superior em qualquer área + pós nas áreas de Ciências Contábeis ou Economia ou experiência profissional superior a 3 anos nas atividades a serem desenvolvidas.
Analista técnico de demandas previdenciárias, judiciais e de controle 145 + 870 CR R$ 3.800,00 Graduação de nível superior em qualquer área
Técnico em atividades previdenciárias e de apoio 115 + 690 CR R$ 1.700,00 Nível médio completo

 

É importante destacar que o Processo Seletivo Simplificado destina-se à contratação temporária de profissionais para o quadro do Ministério da Economia, para o exercício funcional em Brasília/DF. Haverá reserva de vagas para candidatos negros e pessoas com deficiência. E ainda, a jornada de trabalho será de 40 horas semanais para todos os cargos.

E para você que ainda não possui o registro profissional junto ao Conselho Federal de Contabilidade, saiba que ele é muito importante e provavelmente será cobrado no momento da posse. Para te ajudar, oferecemos o nosso curso exame de suficiência cfc com tudo o que você precisa saber para superar mais essa etapa!

Inscrições no concurso Ministério da Economia

Antes da suspensão, o prazo de inscrições ia das 14h de 10 de janeiro até às 23h59min de 14 de fevereiro de 2022 no endereço eletrônico www.idib.org.br. A taxa custa R$ 64,00 para nível superior e R$ 54,00 para nível médio e o pagamento deverá ser efetuado em até 24 horas após a emissão do boleto. Porém, é preciso aguardar novas informações para saber se haverá mudanças nessas datas.

Seguindo, é preciso destacar que o candidato poderá se inscrever para mais de uma função, desde que haja compatibilidade de dia e horário do cronograma previsto (ANEXO V do edital) para aplicação das provas.

E ainda, existe possibilidade de isenção da taxa para os candidatos inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) ou doadores de medula óssea em entidades reconhecidas pelo Ministério da Saúde. Antes da suspensão o prazo para solicitar essa isenção ia até 12/01/22, é preciso aguardar novas informações para saber se haverá reabertura.

Por fim, o prazo de validade deste certame será de 2 anos contados a partir da data de assinatura do primeiro contrato, prorrogável uma única vez por igual período.

Etapas concurso Ministério da Economia

Quanto as fases de avaliação, todos os candidatos serão avaliados com prova objetiva na cidade de Brasília/DF. A data prevista é 3 de abril de 2022, com realizaão em dois turnos:

  • Manhã (08h): Analista de Negócios 1B e Analista técnico de demandas previdenciárias, judiciais e de controle
  • Tarde (15h): Analista de Negócios 1A e Técnico em atividades previdenciárias e de apoio

As questões serão divididas conforme o quadro abaixo:

Provas do Ministério da Economia

Atribuições dos cargos do Ministério da Economia

A seguir confira a descrição sumária das atividades de cada cargo:

Analista de Negócios 1A

  • Análise de processos administrativos de benefícios de aposentadoria, pensão, auxílio funeral, assistência à saúde, dentre outros;
  • Análise e execução de atividades para subsídio e cumprimento de demandas oriundas de demandas judiciais e de órgãos de controle interno e externo;
  • Análise e produção de informações técnicas sobre demandas da Advocacia-Geral da União, da Procuradoria Geral da Fazenda Nacional – PGFN e dos órgãos do poder judiciário, para subsidiar a defesa da União em juízo;
  • Elaboração de nota técnica com análise de mérito dos requerimentos;
  • Mapear fluxo das atividades e identificar falhas, a fim de auxiliar na definição de estratégias de solução de problemas e melhoria contínua dos processos;
  • Realização de pesquisas e estudos, produção de relatórios técnicos e desenvolvimento de indicadores de desempenho que auxiliem a gestão;
  • Auxiliar no monitoramento de indicadores de desempenho de processos.

Analista de Negócios 1B

  • Análise de processos administrativos de reposição ao erário, exercícios anteriores, execução orçamentária e financeira;
  • Análise, execução e correção de lançamentos em folha de pagamento;
  • Interlocução com as áreas de orçamento dos órgãos cujos serviços foram centralizados no Decipex e do Ministério da Economia;
  • Análise e elaboração de planilhas de cálculos para subsídio de tomada de decisões;
  • Elaboração de nota técnica com análise de mérito dos requerimentos;
  • Mapear fluxo das atividades e identificar falhas, a fim de auxiliar na definição de estratégias de solução de problemas e melhoria contínua dos processos;
  • Realização de pesquisas e estudos, produção de relatórios técnicos e desenvolvimento de indicadores de desempenho que auxiliem a gestão;
  • Auxiliar no monitoramento de indicadores de desempenho de processos;

Analista técnico de demandas previdenciárias, judiciais e de controle

  • Recebimento e avaliação preliminar dos processos e requerimentos;
  • Triagem e avaliação preliminar de processos administrativos relacionados aos temas de benefícios e pagamento;
  • Avaliação preliminar e execução de atividades para subsídio e cumprimento de demandas oriundas de órgãos judiciais e de controle interno e externo;
  • Coleta de informações para elaboração de notas técnicas e estudos;
  • Elaboração de planilhas de cálculos para processos das temáticas de reposição ao erário, exercícios anteriores, reversão de créditos, pagamentos, repagamentos, dentre outros relacionados à folha de pagamento;
  • Cadastramento de ações judiciais em módulo específico no SIGEPE;
  • Redação de documentos oficiais (despachos, notas informativas e técnicas, ofícios, etc.);
  • Execução de atividades de atendimento ao público, especialmente por meios digitais.

Técnico em atividades previdenciárias e de apoio

  • Recepção e distribuição dos processos administrativos nas áreas do departamento;
  • Apoio à execução de processos administrativos;
  • Apoio na coleta de informações para subsídio à elaboração de notas técnicas e estudos, para o atendimento de demandas de órgãos de controle e do poder judiciário e para a construção de relatórios de suporte à gestão dos processos;
  • Elaboração de redação de documentos oficiais (despachos, notas informativas e técnicas, ofícios, etc.);
  • Localização e recepção de processos de aposentadoria e pensão relativos aos benefícios concedidos no prazo do Decreto de compensação previdenciária (Decreto 10.188 de 20 de dezembro de 2019);
  • Análise e identificação dos processos de aposentadoria e pensão passíveis de compensação previdenciária;
  • Separação de documentos e adoção dos procedimentos para compensação previdenciária no COMPREV.

Condições para contratação no Ministério da Economia

O edital menciona que para a contratação, o candidato deverá satisfazer as condições especificadas a seguir:

  • ter sido classificado no Processo Seletivo Simplificado na forma estabelecida neste Edital, em seus anexos e eventuais retificações;
  • ter nacionalidade brasileira;
  • no caso de nacionalidade portuguesa, estar amparado pelo estatuto de igualdade entre brasileiros e portugueses, com reconhecimento do gozo dos direitos políticos, nos termos do §1º do art. 12 da Constituição da República Federativa do Brasil e na forma do disposto no art. 13 do Decreto nº 70.436, de 18 de abril de 1972;
  • ter idade mínima de 18 anos completos;
  • estar em pleno gozo dos direitos políticos;
  • estar quite com as obrigações eleitorais e, se do sexo masculino, também com as obrigações militares;
  • firmar declaração de não estar cumprindo e nem ter sofrido, no exercício da função pública, penalidade por prática de improbidade administrativa, aplicada por qualquer órgão público ou entidade da esfera federal, estadual ou municipal;
  • apresentar declaração quanto ao exercício de outro(s) cargo(s), emprego(s) ou função(ões) pública(s) e sobre recebimento de proventos decorrentes de aposentadoria e/ou pensão;
  • firmar declaração de não estar cumprindo sanção por inidoneidade, aplicada por qualquer órgão público ou entidade da esfera federal, estadual ou municipal;
  • firmar termo de compromisso de sigilo e confidencialidade das informações;
  • ser considerado apto no exame admissional a ser realizado pelo Ministério da Economia, mediante apresentação dos laudos, exames e declaração de saúde que forem por ela exigidos;
  • apresentar diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de Nível Médio ou Nível Superior, a depender da função escolhida, fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério de Educação, comprovado por meio de apresentação de original e cópia do respectivo documento;
  • estar registrado e com a situação regularizada junto ao órgão de conselho de classe correspondente à sua formação profissional, quando for o caso;
  • estar apto física e mentalmente para o exercício da função, não sendo, inclusive, pessoa com deficiência incompatível com as atribuições deste, fato a ser apurado pelo Ministério da Economia;
  • cumprir com as determinações do Edital.

O que estudar para o concurso do Ministério da Economia

Estudar para um concurso público requer muito foco e dedicação. Para tanto, a nossa sugestão é de que você conte com o auxílio profissional de um curso para concurso.

Isso porque, contando com a experiência de professores especialistas em aprovação, você terá acesso somente ao conteúdo que poderá ser cobrado na sua prova, sem perda de tempo.

Prova disso é que no curso para concurso Ministério da Economia 2022 você estudará de forma otimizada, com videoaulas de, no máximo, 30 minutos de duração, em uma metodologia em formato de plano de estudos, que facilita a assimilação dos conteúdos mais relevantes.

Materiais gratuitos para o concurso Ministério da Economia

A fim de ajudar na sua preparação montamos diversos materiais gratuitos com os temas mais cobrados nas provas de concurso público, Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), Exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Exame do Conselho Federal de Contabilidade (CFC) e muitos outros materiais grátis! Dessa maneira, acesse o link acima e baixe o conteúdo gratuito agora mesmo.

Em especial, para o concurso do Ministério da Economia, separamos abaixo os conteúdos de temas mais cobrados, edital verticalizado e simulados, confira:

Temas mais cobrados Ministério da Economia

Nos temas mais cobrados, após uma minuciosa análise da banca e também com base no edital e nas estatísticas de incidência de questões, você ficará por dentro dos principais assuntos a serem cobrados em cada disciplina. Confira a lista de disciplinas:

Técnico: Atividades Previdenciárias e de Apoio
  • Língua Portuguesa
    • Compreensão e Interpretação de Textos
    • Concordância Nominal e Verbal
    • Acentuação gráfica: Proparoxítonas, Paroxítonas, Oxítonas e Hiatos
    • Classes de Palavras
  • Noções de Informática
    • Hardware
    • Planilhas Eletrônicas – Microsoft Excel e Calc
    • Redes de computadores
    • Segurança da Informação
    • Windows 10
  • Noções de Direito Administrativo
    • Atos administrativos
    • Princípios da administração pública
    • Organização da Administração Pública
    • Agentes públicos
  • Redação Oficial
    • Redação de Correspondências Oficiais
  • Ética na Administração Pública
    • Ética no setor público.
    • Ética e moral
    • Ética, princípios e valores
    • Decreto nº 1.171/1994 (Código de Ética Profissional do Serviço Público)
  • Legislação
    • Lei nº 8.429/1992
    • Lei nº 12.846/2013 (Lei Anticorrupção)
    • Lei nº 12.527/2011
Analista: Negócios 1A  e Analista: Negócios 1B
  • Língua Portuguesa
    • Compreensão e Interpretação de Textos
    • Concordância Nominal e Verbal
    • Acentuação gráfica: Proparoxítonas, Paroxítonas, Oxítonas e Hiatos
    • Classes de Palavras
  • Noções de Informática
    • Hardware
    • Planilhas Eletrônicas – Microsoft Excel e Calc
    • Redes de computadores
    • Segurança da Informação
    • Windows 10
  • Redação Oficial
    • Redação de Correspondências Oficiais
  • Noções de Direito Administrativo
    • Atos administrativos
    • Princípios da administração pública
    • Improbidade Administrativa – Lei 8.429/92
    • Organização da Administração Pública
  • Administração Geral
    • Funções de administração: planejamento, organização, direção e controle
    • Planejamento
    • Balanced Scorecard
    • Processo decisório
  • Administração Pública
    • Excelência nos serviços públicos
    • Gestão por resultados na produção de serviços públicos
    • Governabilidade e governança
  • Ética na Administração Pública
    • Ética no setor público
    • Ética e moral
    • Ética, princípios e valores
    • Decreto nº 1.171/1994 (Código de Ética Profissional do Serviço Público)
Analista: Técnico
  • Língua Portuguesa
    • Compreensão e Interpretação de Textos
    • Concordância Nominal e Verbal
    • Acentuação gráfica: Proparoxítonas, Paroxítonas, Oxítonas e Hiatos
    • Classes de Palavras
  • Noções de Informática
    • Hardware
    • Planilhas Eletrônicas – Microsoft Excel e Calc
    • Redes de computadores
    • Segurança da Informação
    • Windows 10
  • Redação Oficial
    • Redação de Correspondências Oficiais
  • Noções de Direito Administrativo
    • Atos administrativos
    • Princípios da administração pública
    • Improbidade Administrativa – Lei 8.429/92
    • Organização da Administração Pública
  • Ética na Administração Pública
    • Ética no setor público
    • Ética e moral
    • Ética, princípios e valores
    • Decreto nº 1.171/1994 (Código de Ética Profissional do Serviço Público)

Temas mais cobrados – Analista Negócios 1A Ministério da Economia

Temas mais cobrados – Analista Negócios 1B Ministério da Economia

Temas mais cobrados – Analista Técnico Ministério da Economia

Temas mais cobrados – Técnico Ministério da Economia

Edital verticalizado Ministério da Economia

Já o edital verticalizado traz a relação das disciplinas cobradas no conteúdo programático e seus referidos assuntos, de forma ordenada.

Edital verticalizado – Analista Negócios 1A Ministério da Economia

Edital verticalizado – Analista Negócios 1B Ministério da Economia

Edital verticalizado – Analista Técnico Ministério da Economia

Edital verticalizado – Técnico Ministério da Economia

Checklist de estudos Ministério da Economia

Neste material você vai encontrar um checklist para que você faça um acompanhamento dos estudos, marcando o que já foi estudado e revisado:

Checklist – Analista Negócios 1A Ministério da Economia

Checklist – Analista Negócios 1B Ministério da Economia

Checklist – Analista Técnico Ministério da Economia

Checklist – Técnico Ministério da Economia

Simulados Ministério da Economia

E por fim, o simulado traz questões sobre os conteúdos mais relevantes que estarão presentes na sua prova.

Simulado – Analista Negócios 1A Ministério da Economia

Simulado – Analista Negócios 1B Ministério da Economia

Simulado – Analista Técnico Ministério da Economia

Simulado – Técnico Ministério da Economia

Videoaulas gratuitas: língua portuguesa para concursos

Por aqui gostamos de otimizar o seu tempo de preparação. Por isso, trouxemos algumas videoaulas gratuitas para você dar o start nos estudos agora mesmo. Para começar, uma playlist de língua portuguesa com alguns dos temas mais cobrados em concurso público. Aprenda com a professora Carolina Santana e não erre mais!

Videoaulas sobre Noções de Informática

E se você quer gabaritar as questões de Noções de Informática precisa conferir as videaulas com a professora Kátia Quadros. Para aprender, é só dar o play no vídeo abaixo e seguir a sequência da playlist!

Questões concurso Ministério da Economia

Conhecer o estilo de cobrança da banca faz parte da sua preparação, por isso, responder questões de concursos anteriores, também é uma ótima forma de se preparar e simular o grande dia.

Com o Aprova Questões, você tem acesso a questões não só do Idib, que é o organizador deste concurso como de milhares de outras bancas. Além disso, nós atualizamos o banco de perguntas diariamente, para que fiquem só questões com conteúdo atual e válido.

Desta forma, combinando o método de videoaulas com a resolução de questões, sua preparação fica ainda mais poderosa.

Questões banca Idib

Resumo do concurso Ministério da Economia

  • Banca: Idib
  • Inscrições: SUSPENSAS
  • Cargos: Analista e Técnico
  • Nível: médio e superior
  • Vagas: 300 + 1.830 CR
  • Remuneração: até R$ 6.130,00
  • Prova: 03/04/22

Sobre o Ministério da Economia

A nova estrutura do Ministério da Economia foi estabelecida com a Medida Provisória 870, de 1º de janeiro de 2019. Dentro da organização dos órgãos da Presidência da República e dos ministérios, o órgão foi criado, integrando atribuições dos ministérios da Fazenda, do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, e do Trabalho.

A estrutura regimental do Ministério da Economia é definida pelo Decreto nº 9.679, de 2 de janeiro de 2019, com alterações do Decreto nº 9.745, de 08 de abril de 2019 e do Decreto nº 10.072 de 18 de outubro de 2019, e do Decreto n° 10.366, de 22 de Maio de 2020 e posteriores alterações com a conversão da MP na Lei nº 13.844, de 18 de junho de 2019.

 

Último concurso do Ministério da Economia

O último certame para efetivos foi realizado em 2015 pelo Cebraspe, quando o órgão ainda tinha o nome de Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG). A oferta foi de 556 vagas de nível superior, divididas entre os cargos de Administrador, Analista Técnico-Administrativo, Arquivista, Contador, Médico, Técnico em Assuntos Educacionais, Arquiteto, Economista, Engenheiro, Analista em T.I., Assistente Social, Geógrafo, Geólogo e Técnico de Nível Superior.

Concursos abertos e previstos

Veja os destaques dos concursos abertos e previstos e prepare-se com o Aprova Concursos! Há milhares de oportunidades abertas em diversas em Prefeituras, Tribunais, Polícias (Militar e Civil), e muito mais! E ainda, excelentes oportunidades serão ofertadas em breve em diversos concursos federais.

Prepare-se com o Aprova Concursos

Primeiramente, você ainda não possui nível superior? Aproveite, veja uma lista e escolha seu curso superior ead para ficar bem preparado e conquistar uma excelente vaga nos próximos concursos públicos! Os cursos de pedagogia e serviço social são boas opções para quem está em dúvida e deseja seguir uma carreira de sucesso.

Portanto, como você não tem muito tempo, precisa deixar as apostilas de lado e aprender com videoaulas. No Aprova, você tem acesso ao conteúdo que realmente será cobrado na prova dividido em videoaulas de 30 minutos.

Assim sendo, você aprende o tema proposto pelo professor sem que o processo se torne cansativo. E ainda, pode aproveitar os intervalos do seu dia para assistir a uma videoaula e ficar ainda mais perto da aprovação.

Por fim, é importante ressaltar que cada preparatório é específico para o certame e também para o cargo do seu interesse, como o curso OAB. Confira nosso curso para concurso!

Leia mais notícias

Inscreva-se no YouTube

Curta no Facebook

Siga no Instagram

Compartilhe com
seus amigos

Deixe seu Comentário