Quem espera pelo Concurso TRT 4 pode começar a se preparar! Atualmente o órgão conta com mais 400 cargos vagos, então a necessidade de um novo edital é grande. Por isso, se você quer saber mais sobre esse certame e como se preparar para garantir uma das vagas, é só continuar lendo esse texto. 

O Aprova Concursos preparou um curso exclusivo para o concurso TRT 4. Nossas videoaulas estão em formato de plano de estudos, ou seja, elas já estão organizadas na ordem dos assuntos que mais tem chances de serem cobrados na prova! Então, é só dar o play e seguir a sequência do seu ambiente de estudos, assim, você não perde tempo! E, elas também são gravadas por assunto, com a duração ideal para que você consiga aprender sobre o tema proposto pelo professor, sem ficar cansativa!

Afinal, a sua preparação só precisa durar o tempo necessário para garantir a vaga dos seus sonhos. Com toda a certeza um dos nossos cursos irá aumentar muito as suas chances de conquistar uma das vagas no TRT 4, venha para o Aprova e descubra o segredo para ser aprovado!

Acesse o curso para o concurso TRT 4

Para mais informações sobre os cursos preparatórios, ligue: 0800 606 8889

Situação atual do concurso TRT 4

Recentemente, o órgão divulgou um comunicado que mostra o total de 408 cargos vagos (dado extraído dos sistemas de gestão de pessoas em 08/04/2021), todos sem possibilidade de nomeação imediata, pois haveria aumento de despesa, distribuídos da seguinte forma:

  • Analista – 145 cargos vagos
  • Técnico – 231 cargos vagos
  • Auxiliar – 24 cargos vagos

 

Cargo/Área/Especialidade Nº de cargos vagos
Analista Judiciário, Área Administrativa 35
Analista Judiciário, Área Judiciária 68
Analista Judiciário, Área Apoio Especializado, Especialidade Arquitetura 1
Analista Judiciário, Área Apoio Especializado, Especialidade Biblioteconomia 1
Analista Judiciário, Área Administrativa, Especialidade Contabilidade 1
Analista Judiciário, Área Apoio Especializado, Especialidade Engenharia 1
Analista Judiciário, Área Apoio Especializado, Especialidade Medicina 3
Analista Judiciário, Área Apoio Especializado, Especialidade Odontologia 4
Analista Judiciário, Área Apoio Especializado, Especialidade Tecnologia da Informação 1
Analista Judiciário, Área Judiciária, Especialidade Oficial de Justiça Avaliador Federal 30
Auxiliar Judiciário, Área Administrativa, Especialidade Apoio de Serviços Diversos* 23
Auxiliar Judiciário, Área Administrativa, Especialidade Mecânica* 1
Técnico Judiciário, Área Administrativa, Especialidade Segurança 30
Técnico Judiciário, Área Apoio Especializado, Especialidade Tecnologia da Informação 3
Técnico Judiciário, Área Administrativa, Especialidade Telefonia 2
Técnico Judiciário, Área Administrativa 203
Técnico Judiciário, Área Apoio Especializado, Especialidade Enfermagem 1
Total 408

* A carreira de Auxiliar Judiciário está em extinção no âmbito do Judiciário Trabalhista (Art. 11 da Resolução CSJT nº 47/2008). Dessa forma, não poderão ser incluídos em futuros concursos públicos para reposição das vagas.

 

É importante destacara também que o último concurso TRT 4 foi realizado em 2015 e a seleção expirou em 2019. Confira a seguir o restante do comunicado publicado no site do órgão:

Comunicado do TRT 4 em abril de 2021

“Desde 2016, os Tribunais Regionais do Trabalho não têm autorização para provimento de cargos vagos que impliquem aumento de despesa. A impossibilidade decorre de uma inédita fase de contenções orçamentárias, a partir das restrições estabelecidas pela Emenda Constitucional n° 95/2016 (PEC do Teto dos Gastos), que tem levado o Conselho Superior da Justiça do Trabalho a vedar a reposição de grande parte das vacâncias ocorridas nos diversos Regionais.

A Administração do TRT da 4ª Região tem procurado equacionar a força de trabalho, enfrentando os obstáculos e buscando alternativas que melhor atendam suas necessidades no contexto temporal vivenciado.

Porém, somente surge a possibilidade de nomeação quando há vacância por posse em outro cargo inacumulável, exoneração ou falecimento sem instituição de pensão. Inicia-se, assim, o processo de avaliação quanto à forma de provimento, que, considerando a inexistência de concurso vigente neste Regional (o último certame teve seu término em novembro de 2019), pode culminar num pedido de aproveitamento de candidatos aprovados em concursos de outros Órgãos ou redistribuição do cargo vago por cargo ocupado de outra Instituição, observados a compatibilidade dos cargos e eventuais impedimentos. Essas medidas dependerão, ainda, da análise discricionária da Administração do Tribunal e da anuência dos envolvidos.

A destinação de cargos com provimento autorizado é examinada pela Comissão de Movimentação de Servidores e, posteriormente, definida pela Presidência, sob a ótica da conveniência e oportunidade administrativa.

Relativamente ao aproveitamento da lista de aprovados em concursos de outros órgãos, é necessária uma análise preliminar quanto ao cumprimento das exigências estabelecidas pelo Tribunal de Contas da União, tendo vários acórdãos sobre a questão (633/1994, 212/1998, 569/2006 e 1.618/2018 – Plenário). Preenchidos esses requisitos é avaliada a possibilidade de expedição de ofícios aos órgãos que possuem concurso aberto.

Desde dezembro de 2019, foram realizadas consultas ao Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul, ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região e ao Superior Tribunal Militar acerca da viabilidade de utilização da lista de aprovados das citadas Cortes, para eventuais e futuras tratativas. Até o momento, houve algumas nomeações por aproveitamento de candidatos do TRE-RS e do STM, assim como a sinalização positiva do TRF da 4ª Região, que poderá ser apreciada futuramente.

Entretanto, não há obrigatoriedade de ser concedida tal autorização, nem de o TRT4 nomear candidatos de outros órgãos, o que reforça a discricionariedade administrativa e a necessidade de considerar todas as variáveis, inclusive o contexto temporal, havendo, muitas vezes, prazos a serem observados.

Outro aspecto relevante, é que não há vinculação do cargo vago com a sua unidade de origem, podendo ser direcionado para outras áreas com maior carência de pessoal.

Assim, um cargo que venha a ficar vago em uma unidade pode ter autorização para ser reposto em outra, mediante aproveitamento ou redistribuição de cargos. Eventualmente, pode-se, ainda, haver disponibilização da vaga para remoção interna de servidores. Nesse caso, haverá déficit em outros setores, diversos do inicialmente previsto, a partir da movimentação dos servidores interessados, possivelmente gerando uma sequência de remoções, com o redirecionamento do local de reposição da vaga para nomeação ou redistribuição. Dessa forma, não há como prever, de antemão, os locais em que haverá novo provimento.

Além disso, o quantitativo de servidores de cada unidade não é definido com base nos tipos de cargos, não havendo predefinição do número ideal de analistas, técnicos ou auxiliares por setor, ainda que esse seja um aspecto considerado pela Comissão de Movimentação de Servidores.

Sobre a realização de um novo concurso público, houve posicionamento da Administração anterior, por ocasião do término do prazo do último concurso, de não abrir novo edital em razão das restrições orçamentárias que ocorreram a partir da Emenda Constitucional n° 95/2016, situação que permanece até os dias atuais. Deliberou-se, à época, no sentido de que não é conveniente, nem oportuna, a realização de novo concurso, considerado o alto custo para a efetivação do certame, combinado com a perspectiva de poucas nomeações durante seu prazo de validade, em virtude do cenário vivenciado (Processo Administrativo n.° 0005652-98.2019.5.04.0000).”

Fonte: Segesp – Seção de Ingresso e Estágios

Cargos do concurso TRT 4

Como ainda não há um novo edital publicado, não é possível saber quantas vagas serão abertas e para quais cargos, mas de acordo com o último edital, podemos ter uma ideia. Então, confira as atribuições e os requisitos do último edital e comece a se preparar para o concurso TRT 4 2021.

Técnico Judiciário – Área Administrativa

  • Requisitos: Certificado de conclusão de curso de Ensino Médio, devidamente registrado, expedido por Instituição de Ensino reconhecida pelo Ministério da Educação.
  • Atribuições:
    • Prestar apoio técnico e administrativo pertinente às atribuições das unidades organizacionais;
    • Executar tarefas de apoio à atividade judiciária;
    • Arquivar documentos; efetuar tarefas relacionadas à movimentação e à guarda de processos e documentos;
    • Atender ao público interno e externo;
    • Classificar e autuar processos;
    • Realizar estudos, pesquisas e rotinas administrativas;
    • Redigir, digitar e conferir expedientes diversos e executar outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.

Técnico Judiciário – Área Apoio Especializado – Especialidade Tecnologia da Informação

  • Requisitos: Certificado de conclusão de curso de Ensino Médio, devidamente registrado, acrescido de curso de Programação com, no mínimo, 120 (cento e vinte) horas/aula, ou certificado de conclusão de Curso Técnico na área de Informática, expedido por Instituição de Ensino reconhecida pelo Ministério da Educação.
  • Atribuições:
    • Executar atividades relacionadas ao desenvolvimento, teste, codificação, manutenção e documentação de programas e sistemas de informática;
    • Prestar suporte técnico e treinamento a usuários;
    • Elaborar páginas para internet e intranet;
    • Identificar as necessidades de produção, alteração e otimização de sistemas;
    • Efetuar os procedimentos de cópia, transferência, armazenamento e recuperação de arquivos de dados;
    • Elaborar pareceres técnicos;
    • Redigir, digitar e conferir expedientes diversos e executar outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.

Analista Judiciário – Área Judiciária

  • Requisitos: Diploma de Graduação em Direito, devidamente registrado, fornecido por Instituição de Ensino Superior reconhecida pelo Ministério da Educação.
  • Atribuições:
    • Analisar petições e processos, confeccionar minutas de votos, emitir informações e pareceres;
    • Proceder a estudos e pesquisas na legislação, na jurisprudência e na doutrina pertinente para fundamentar a análise de processo e emissão de parecer;
    • Fornecer suporte técnico e administrativo aos magistrados, órgãos julgadores e unidades do Tribunal;
    • Inserir, atualizar e consultar informações em base de dados;
    • Verificar prazos processuais; atender ao público interno e externo;
    • Redigir, digitar e conferir expedientes diversos e executar outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.

Analista Judiciário – Área Judiciária – Especialidade Oficial de Justiça Avaliador Federal

  • Requisitos:Diploma de Graduação em Direito, devidamente registrado, fornecido por Instituição de Ensino Superior reconhecida pelo Ministério da Educação.
  • Atribuições:
    • Executar citações, notificações, intimações e demais ordens judiciais, certificando no mandado o ocorrido;
    • Executar penhoras, avaliações, arrematações, praças e hastas públicas, remissões, adjudicações, arrestos, sequestros, buscas e apreensões, lavrando, no local o respectivo, auto circunstanciado;
    • Redigir, digitar e conferir expedientes diversos e executar outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.

Analista Judiciário – Área Administrativa

  • Requisitos: Diploma de curso superior, em qualquer área de formação, inclusive Licenciatura Plena, devidamente registrado, fornecido por Instituição de Ensino Superior reconhecida pelo Ministério da Educação.
  • Atribuições:
    • Realizar tarefas relacionadas à administração de recursos humanos, materiais, patrimoniais, orçamentários e financeiros, de desenvolvimento organizacional, licitações e contratos, contadoria e auditoria;
    • Emitir informações e pareceres; elaborar, analisar e interpretar dados e demonstrativos; elaborar, implementar, acompanhar e avaliar projetos pertinentes à área de atuação;
    • Elaborar e aplicar instrumentos de acompanhamento, avaliação, pesquisa, controle e divulgação referentes aos projetos desenvolvidos;
    • Atender ao público interno e externo; redigir, digitar e conferir expedientes diversos e executar outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.

Analista Judiciário – Área Apoio Especializado – Especialidade Engenharia (Segurança do Trabalho)

  • Requisitos:  Diploma de Graduação em Arquitetura ou Engenharia, acrescido de pós-graduação em Engenharia de Segurança do Trabalho, devidamente registrados, reconhecidos pelo Ministério da Educação, e registro no respectivo Órgão de Classe.
  • Atribuições:
    • Executar atividades relacionadas à prevenção e ao controle de riscos dos locais de trabalho e das instalações e equipamentos;
    • Elaborar, acompanhar e avaliar projetos pertinentes à segurança e à higiene do trabalho;
    • Vistoriar, avaliar, realizar perícias, emitir pareceres e laudos técnicos;
    • Propor políticas, programas, campanhas educativas, treinamento, normas e regulamentos de segurança do trabalho;
    • Elaborar projetos de sistemas de segurança e assessorar a elaboração de projetos de obras, instalação e equipamentos, opinando sob o ponto de vista da engenharia de segurança;
    • Propor medidas de prevenção de acidentes de trabalho;
    • Acompanhar e fiscalizar obras e serviços; redigir, digitar e conferir expedientes diversos e executar outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.

Analista Judiciário – Área Apoio Especializado – Tecnologia Da Informação

  • Requisitos: Diploma de curso superior em Informática, ou de qualquer outro curso superior com Pós-Graduação na área de Informática, com carga horária mínima de 360 (trezentos e sessenta) horas/aula, devidamente registrados e fornecidos por Instituição de Ensino Superior reconhecida pelo Ministério da Educação.
  • Atribuições:
    • Desenvolver projetos e sistemas de informática;
    • Documentar os sistemas; analisar e avaliar diagramas, estruturas e descrições de entradas e saídas de sistemas;
    • Sugerir as características e os quantitativos de equipamentos necessários à utilização dos sistemas;
    • Analisar e avaliar as definições e a documentação de arquivos, programas, rotinas de produção e testes de sistemas;
    • Identificar as necessidades de produção, alteração e otimização de sistemas;
    • Prestar suporte técnico e treinamento aos usuários de sistemas;
    • Analisar e avaliar procedimentos para instalação de base de dados, assim como definir dados a serem coletados para teste paralelo de sistemas;
    • Planejar e coordenar as atividades de manutenção dos sistemas em operação;
    • Elaborar projetos de páginas para internet e intranet;
    • Elaborar especificação técnica para subsidiar a aquisição de software e equipamentos de informática;
    • Propor padrões e soluções para ambientes informatizados;
    • Elaborar pareceres técnicos;
    • Redigir, digitar e conferir expedientes diversos e executar outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.

Evolução funcional do concurso TRT 4

De acordo com a estrutura remuneratória, o vencimento inicial acrescido da Gratificação de Atividade Judiciária (GAJ) varia entre R$ 3 mil e R$ 12 mil. Porém, existem outras gratificações que podem ser adicionadas ao vencimento, aumentando ainda mais o vencimento final.

  • Analista Judiciário
    • Inicial: R$ 12.455,30
    • Final: R$ 18.701,52
  • Técnico Judiciário
    • Inicial: R$ 7.591,37
    • Final: R$ 11.398,39
  • Auxiliar Judiciário
    • Inicial: R$ 3.881,69
    • Final: R$ 6.750,55

 

E ainda, além desse vencimento, o servidor também poderá ter acesso aos seguintes benefícios:

  • Auxílio-transporte: R$ 316,43
  • Assistência pré-escolar: R$ 719,62
  • Auxílio-alimentação: R$ 910,08
  • Assistência médica (Titulares): R$ 215,00
  • Assistência médica (Dependentes): R$ 215,00

Etapas do concurso TRT 4

Ainda não dá para saber o que vai cair na prova, mas isso não quer dizer que você não possa iniciar a sua preparação. Com base no edital de 2015, você pode começar seus estudos hoje mesmo. Confira a seguir como foram as etapas e o que caiu nas provas do último certame:

Quadro com as etapas do último concurso TRT 4

 

Disciplinas do último concurso

Conhecimentos Gerais

Analista Judiciário – áreas: Judiciária, Oficial de Justiça, Administrativa e Engenharia:

  • Língua Portuguesa
  • Raciocínio Lógico- matemático
  • Legislação
  • Noções de Informática

 

Analista Judiciário – Área: Tecnologia da Informação

  • Língua Portuguesa
  • Raciocínio Lógico-matemático
  • Legislação

 

Técnico Judiciário

  • Língua Portuguesa
  • Raciocínio Lógico-matemático
  • Legislação
  • Noções de Informática

 

Conhecimentos Específicos

Analista Judiciário – Área Judiciária e Oficial de Justiça

  • Direito Constitucional
  • Direito Processual do Trabalho
  • Direito do Trabalho
  • Direito Processual Civil
  • Direito Administrativo

 

Analista Judiciário – Área Administrativa

  • Noções de Administração Pública
  • Gestão de Pessoas
  • Noções de Direito Constitucional
  • Noções de Direito do Trabalho
  • Noções de Direito Administrativo
  • Noções de Contabilidade Pública
  • Noções de Orçamento Público

 

Analista Judiciário – Área Engenharia

  • Conhecimentos da área (edital)

 

Analista Judiciário – Área TI

  • Conhecimento da área (edital)

 

Técnico Judiciário – Área Administrativa

  • Noções de Administração Pública
  • Noções de Gestão Pública
  • Noções de Direito Constitucional
  • Noções de Direito Processual de Trabalho
  • Noções de Direito do Trabalho

 

Técnico Judiciário – Área TI

  • Conhecimento da área (edital)

Estude para o concurso TRT 4

Para conquistar uma das vagas você precisa de um curso para concurso de qualidade. E como esse é um edital que oferece vagas com excelente remuneração a concorrência tende a ser alta. Então, nada de esperar, comece a estudar agora mesmo!

E ainda, para te dar um gostinho do jeito Aprova de te preparar, separamos abaixo, algumas videoaulas sobre as disciplinas citadas acima. Então, é só dar o play e começar a aprender tudo sobre esses assuntos:  

Playlist: Língua Portuguesa para Concursos

Uma das disciplinas de Conhecimentos Gerais que foi comum a todos os cargos no último concurso TRT 4 é a Língua Portuguesa. E certamente no conteúdo programático do próximo edital ela também estará presente, e com grande peso. Antecipar sua preparação é fundamental, por isso preparamos a playlist abaixo, repleta de videoaulas grátis que te mostrarão o que mais costuma cair nas provas. Confira!

Playlist: Raciocínio Lógico para Concursos

A exemplo da Língua Portuguesa, o Raciocínio Lógico também deve aparecer no conteúdo programático do próximo concurso TRT 4 como sendo comum a todos os cargos oferecidos. E ela, como você bem sabe tende a derrubar os candidatos que não estão devidamente preparados. Na playlist abaixo separamos uma série de videoaulas grátis, com temas como Proposições, Lógica Proposicional e Tabela Verdade, que certamente cairão na futura prova. Não perca a chance de aprender!

Playlist: Direito Constitucional para Concursos

Agora, ainda falando sobre disciplinas que deverão ser comuns a todos os cargos do concurso TRT 4 2021, vamos falar sobre uma que deve aparecer no conteúdo programático de Conhecimentos Específicos: Direito Constitucional. Que tal então conferir algumas videoaulas apresentando temas que realmente caem nas provas? Na playlist abaixo você saberá tudo sobre: Direito à Vida; Direito à Igualdade; Direito à Propriedade; Direito à Segurança; e Direito à Liberdade. Aproveite!

Questões para o concurso TRT 4

Para deixar a sua preparação ainda mais direcionada, separamos também questões de concursos anteriores. Então, aproveite essa oportunidade para testar seus conhecimentos e simular o dia da sua prova, assim, você vai deixar um pouco de nervosismo de lado e ficar mais perto da vaga dos seus sonhos.

Resolva questões do concurso TRT 4

E com o intuito de te ajudar a conhecer ainda melhor o estilo das questões, separamos algumas para você ir treinando para o concurso TRT 4 2021. Confira abaixo:

Questão 1

Concurso 2015

Disciplina: Direito Administrativo

Considere que uma sociedade de economia mista controlada pela União, que atua na área de processamento de dados, pretenda oferecer seus serviços ao mercado privado, com vistas a ampliar suas receitas para além dos recursos obtidos com a prestação dos serviços à Administração pública. Referida entidade

a) dado o regime de direito público a que se submete, está imune à tributação sobre a prestação dos serviços aos privados.

b) sujeita-se ao regime jurídico próprio das empresas privadas inclusive no que diz respeito às obrigações tributárias.

c) passará a caracterizar-se como uma empresa com fins lucrativos, perdendo a imunidade tributária.

d) perde a prerrogativa de ser contratada pela Administração com dispensa de licitação, caso a atuação caracterize regime de competição no mercado.

e) passará do regime de direito público ao de direito privado, mantida, contudo, a obrigatoriedade de observância dos princípios aplicáveis à Administração pública.

Questão 2

Concurso 2015

Disciplina: Raciocínio Lógico

Há um diamante dentro de uma das três caixas fechadas e de cores diferentes (azul, branca, cinza). A etiqueta da caixa azul diz “o diamante não está aqui”, a da caixa branca diz “o diamante não está na caixa cinza”, e a da caixa cinza diz “o diamante está aqui”. Se apenas uma das etiquetas diz a verdade, então, a caixa em que está o diamante e a caixa com a etiqueta que diz a verdade são, respectivamente,

a) branca e azul.

b) cinza e cinza.

c) cinza e azul.

d) azul e branca.

e) azul e cinza.

Resumo do concurso TRT 4 2021

  • Inscrições: a definir 
  • Cargos: Técnico e Analista
  • Taxa de Inscrição: a definir 
  • Salário/Remuneração: a definir 
  • Nº Vagas: a definir 
  • Data da Prova: a definir 
  • Nível: Médio e Superior

 

Último concurso TRT 4

Como já dissemos anteriormente, o último concurso do Tribunal Regional do Trabalho da 4.ª Região (TRT 4), que abrange o Estado do Rio Grande do Sul, foi aberto em 2015. Na ocasião, foram abertas 18 vagas e oportunidades em cadastro de reserva para cargos de níveis médio e superior.  Os salários iam de R$ 5.425,79 até R$10.485,62.

Para se ter uma ideia, nesse certame foram registrados 51.207 inscritos. Assim sendo, o cargo com mais procura de candidatos foi o de Técnico Judiciário – Área Administrativa, com 27.916 inscritos.

A banca organizadora selecionada para o Concurso TRT 4 foi a Fundação Carlos Chagas, a FCC.

Então, se você quer saber mais sobre esse certame, confira a quantidade de vagas abertas para cada oportunidade, e os salários oferecidos:

  • Técnico Judiciário – Área Administrativa: 7 + CR e salários de R$ 5.425,79
  • Técnico Judiciário – Área Apoio Especializado – Especialidade Tecnologia da Informação: 7 + CR com salários de R$ 5.425,79
  • Analista Judiciário – Área Judiciária: 2 + CR e remuneração de R$8.863,84.
  • Analista Judiciário – Área Judiciária – Especialidade Oficial de Justiça Avaliador Federal: Cadastro reserva com salários de R$ 10.485,62
  • Analista Judiciário – Área Administrativa: 1 + CR e salário de R$8.863,84.
  • Analista Judiciário – Área Apoio Especializado – Especialidade Engenharia (Segurança do Trabalho): 1 + CR e salário de R$8.863,84.
  • Analista Judiciário – Área Apoio Especializado – Tecnologia Da Informação:  Cadastro reserva com salários de R$ R$ 8.863,84

 

Sobre o TRT 4

O Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região, com sede em Porto Alegre, estado do Rio Grande do Sul, é um órgão da Justiça do Trabalho, pertencente ao Poder Judiciário da República Federativa do Brasil, o qual exerce jurisdição em todo território do estado do Rio Grande do Sul.

As atribuições da Justiça do Trabalho estão descritas no art. 114 da Constituição Federal. A Instituição é responsável por processar e julgar:

  • Ações oriundas da relação de trabalho, abrangidos os entes de direito público externo e da administração pública direta e indireta da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios;
  • Ações que envolvam exercício do direito de greve;
  • Ações sobre representação sindical, entre sindicatos, entre sindicatos e trabalhadores, e entre sindicatos e empregadores;
  • Mandados de segurança, habeas corpus e habeas data, quando o ato questionado envolver matéria sujeita à sua jurisdição;
  • Conflitos de competência entre órgãos com jurisdição trabalhista, ressalvado o disposto no art. 102, I, “o”;
  • Ações de indenização por dano moral ou patrimonial, decorrentes da relação de trabalho;
  • Ações relativas às penalidades administrativas impostas aos empregadores pelos órgãos de fiscalização das relações de trabalho;
  • A execução, de ofício, das contribuições sociais previstas no art. 195, I, “a”, e II, e seus acréscimos legais, decorrentes das sentenças que proferir;
  • Outras controvérsias decorrentes da relação de trabalho, na forma da lei.

 

O órgão tem sede na Av. Praia de Belas, 1100 em Porto Alegre/RS e funciona de segunda a sexta-feira das 10 às 18 horas. O telefone para contato é o (51) 3255-2000.

Dicas para começar a estudar do zero

Você está começando agora sua trajetória no mundo dos concursos públicos? Então, não perca a chance de iniciar com o pé direito, confira nossas dicas sobre como começar a estudar para concurso do zero. Mesmo se você tem pouco tempo para se preparar, nós te ensinaremos a aproveitar seu tempo para conquistar uma vaga!

Concursos autorizados e previstos

Excelentes oportunidades serão ofertadas em breve para todos os níveis de escolaridade nos concursos autorizados e previstos de todo o Brasil. Há previsão que mais de que milhares de vagas sejam abertas nos principais concursos. Acesse  o link acima, confira e antecipe sua preparação!

Concursos abertos e editais publicados

Veja os destaques dos concursos abertos e editais publicados e prepare-se com o Aprova Concursos! Há milhares de oportunidades abertas em diversas em Prefeituras, Tribunais, Polícias (Militar e Civil), e muito mais!

Material gratuito para concursos públicos

A fim de ajudar na sua preparação montamos diversos materiais gratuitos com os temas mais cobrados nas provas de concurso público, Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), Exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Exame do Conselho Federal de Contabilidade (CFC) e muitos outros materiais grátis! Dessa maneira, acesse o link acima e baixe o conteúdo gratuito agora mesmo.

Prepare-se com o Aprova Concursos 

Primeiramente, você ainda não possui nível superior? Aproveite, veja uma lista e escolha seu curso superior ead para ficar bem preparado e conquistar uma excelente vaga nos próximos concursos públicos! Os cursos de pedagogia e serviço social são boas opções para quem está em dúvida e deseja seguir uma carreira de sucesso.

Portanto, como você não tem muito tempo, precisa deixar as apostilas de lado e aprender com videoaulas. No Aprova, você tem acesso ao conteúdo que realmente será cobrado na prova dividido em videoaulas de 30 minutos.

Assim sendo, você aprende o tema proposto pelo professor sem que o processo se torne cansativo. E ainda, pode aproveitar os intervalos do seu dia para assistir a uma videoaula e ficar ainda mais perto da aprovação.

Por fim, é importante ressaltar que cada preparatório é específico para o certame e também para o cargo do seu interesse. Confira nosso curso para concurso!

Leia mais notícias
Inscreva-se no Youtube
Curta no Facebook
Siga no Instagram

Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *