O concurso TJ RJ foi retomado com oferta de 132 vagas e salários que podem passar de R$ 6 mil. As inscrições serão na próxima semana e a prova no início de dezembro. O edital havia sido publicado em março do ano passado para os cargos de técnico e analista. Então, se você sonha em ser um funcionário público do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro essa é a hora de retomar seus estudos!

Saiba tudo sobre o concurso TJ RJ!

O Aprova Concursos preparou um curso exclusivo para o concurso TJ RJ 2021. Nossas videoaulas estão em formato de plano de estudos, ou seja, elas já estão organizadas na ordem dos assuntos que mais tem chances de serem cobrados na prova! Então, é só dar o play e seguir a sequência do seu ambiente de estudos, assim, você não perde tempo! E, elas também são gravadas por assunto, com a duração ideal para que você consiga aprender sobre o tema proposto pelo professor, sem ficar cansativa!

Afinal, a sua preparação só precisa durar o tempo necessário para garantir a vaga dos seus sonhos. Com toda a certeza um dos nossos cursos irá aumentar muito as suas chances de conquistar uma das vagas no TJ RJ, venha para o Aprova e descubra o segredo para ser aprovado!

Acesse o curso para o concurso TJ RJ

Para mais informações, ligue 0800 727 6282

Navegue entre os conteúdos utilizando o menu abaixo

Últimas notícias concurso TJ RJ

Como mencionamos no início do texto, o edital do concurso TJ RJ  foi republicado e agora a oferta é de 10 vagas para Técnico Judiciário (nível médio) e 122 vagas para Analista Judiciário (nível superior).

O prazo de inscrição será reaberto entre os dias 4 e 13/10/2021, mas aquelas inscrições efetuadas e pagas em 2020 ainda seguem válidas.

As provas objetiva e discursiva estão previstas para 05/12/2021, com o resultado final ficando para abril de 2022.

Concurso do TJ RJ inscrição

As inscrições, serão reabertas a partir das 10h de 4 de outubro até 18h de 13 outubro, nos seguintes endereços eletrônicos do Cebraspe (antiga Cespe):

  • https://www.cebraspe.org.br/concursos/TJ_RJ_20_ANALISTA
  • https://www.cebraspe.org.br/concursos/TJ_RJ_20_TECNICO

 

A taxa de inscrição, que precisará ser paga pelo candidato, custa R$ 80 para técnico e R$ 100 para analista.

Provas do concurso TJ RJ

As provas objetivas, a prova discursiva e a avaliação de títulos, para todos os candidatos, serão realizadas nas seguintes cidades: Angra dos Reis, Cabo Frio, Campos dos Goytacazes, Duque de Caxias, Itaperuna, Niterói, Nova Friburgo, Petrópolis, Rio de Janeiro, Teresópolis e Volta Redonda.

Com a divulgação do novo cronograma, as datas são as seguintes:

  • Aplicação da prova objetiva – 05/12/2021
  • Divulgação do gabarito oficial preliminar da prova objetiva – 07/12/2021
  • Prazo para a interposição de recursos contra o gabarito oficial preliminar – 10h de 09/12 até 18h de 10/12/2021 (horário oficial de Brasília/DF)
  • Resultado provisório na prova objetiva – 04/01/2022
  • Prazo para a interposição de recursos contra o resultado provisório na prova objetiva – 10h de 05/01 até 18h 06/01/2022 (horário oficial de Brasília/DF)
  • Resultado final na prova objetiva e convocação para o desempate de notas (se houver) – 19/01/2022

Prova objetiva para Técnico TJ RJ

As provas objetivas do tj rj concurso para o cargo de Técnico serão compostas por 60 questões de múltipla escolha, sendo 20 questões de Conhecimentos Básicos divididas. As matérias do concurso tj rj são as seguintes:

  • Língua Portuguesa;
  • Legislação Especial;
  • Noções dos Direitos das Pessoas com Deficiência;
  • Ética no Serviço Público.

 

E 40 questões de conhecimentos Específicos para o cargo de Técnico de Atividade Judiciária, divididas entre as disciplinas de:

  • Noções de Direito Administrativo;
  • Noções de Direito Constitucional;
  • Noções de Direito Processual Civil;
  • Noções de Direito Processual Penal;
  • Legislação.

 

Provas para Analista TJ RJ

As provas objetivas de Analista serão compostas por 60 questões de múltipla escolha, sendo 20 questões de Conhecimentos Básicos. O que cai no concurso tj rj é o seguinte:

  • Língua Portuguesa;
  • Legislação Especial;
  • Noções dos Direitos das Pessoas com Deficiência;
  • Ética no Serviço Público.

 

Já as 40 demais questões são de Conhecimentos Específicos e variam de acordo com cada especialidade.

E apenas os aspirantes a uma vaga de analista serão submetidos ainda a uma prova discursiva que acontecerá no mesmo dia. Nesta etapa, será necessário produzir uma redação de texto dissertativo com 30 linhas sobre algum tema relacionado aos conhecimentos específicos da especialidade do cargo. Os futuros analistas ainda passarão por prova de títulos.

Vagas e cargos do concurso do TJ RJ

Entre as 132 vagas agora disponibilizadas, 10 são para técnico judiciário e 122 para analista judiciário, conforme o quadro abaixo:

Cargo Vagas Escolaridade
Técnico de Atividade Judiciária – Sem especialidade 10 Nível médio
Analista Judiciário – Sem especialidade 10
Analista Judiciário – Grupo: Gestão – Especialidade: Contador 5
Analista Judiciário – Grupo: Judicial – Especialidade: Execução de Mandados 5
Analista Judiciário – Grupo: Judicial – Especialidade: Comissário de Justiça da Infância, da Juventude  e do Idoso 5
Analista Judiciário – Grupo: Assistencial – Especialidade: Psicólogo 10
Analista Judiciário – Grupo: Assistente Social 10
Analista Judiciário – Grupo: Assistencial – Especialidade: Médico 6
Analista Judiciário – Grupo: Assistencial – Especialidade: Médico Psiquiatra 1
Analista Judiciário – Grupo: Tecnologia da Informação – Especialidade: Analista de Infraestrutura TIC 17
Analista Judiciário – Grupo: Tecnologia da Informação – Especialidade: Analista de Segurança da Informação 12
Analista Judiciário – Grupo: Tecnologia da Informação – Especialidade: Analista de Sistemas 17
Analista Judiciário – Grupo: Tecnologia da Informação – Especialidade: Analista de Negócios 15
Analista Judiciário – Grupo: Tecnologia da Informação – Especialidade: Analista de Projetos 4
Analista Judiciário – Grupo: Tecnologia da Informação – Especialidade: Analista de Gestão de TIC 5

Além das chances imediatas mostradas no quadro acima, o TJ RJ formará um cadastro de reserva que poderá ser aproveitado durante o prazo de validade do concurso. O órgão tem o costume de chamar muitos excedentes no decorrer desse período de validade.

E para você ficar por dentro de tudo, vamos falar um pouco sobre cada um dos cargos nos tópicos a seguir, acompanhe!

Técnico do TJ RJ

Se você tem nível médio completo pode se inscrever no cargo de técnico de atividade judiciária. O salário para a função é de R$ 3.870,06 e o funcionário deve desempenhar uma carga horário de 40 horas semanais.

Entre as atribuições, é preciso destacar que o servidor deverá praticar os atos necessários ao impulsionamento oficial dos processos judiciais e administrativos, observando os comandos e as rotinas automatizados disponibilizados pelos sistemas e a normatização interna do Poder Judiciário.

Além disso, a lotação das vagas será nas seguintes cidades cariocas:

  • Rio de Janeiro
  • Niterói
  • Petrópolis
  • Duque de Caxias
  • Volta Redonda
  • Campos dos Goytacazes
  • Vassouras
  • Itaguaí
  • Nova Friburgo
  • Itaperuna
  • Cabo Frio

Requisitos básicos para o cargo de Técnico

  • Ser aprovado no concurso público.
  • Ter a nacionalidade brasileira ou portuguesa e, no caso de nacionalidade portuguesa, estar amparado pelo Estatuto de Igualdade entre Brasileiros e Portugueses, com reconhecimento do gozo dos direitos políticos, nos termos do § 1º do art.12 da Constituição Federal.
  • Estar em gozo dos direitos políticos.
  • Estar quite com as obrigações militares, em caso de candidato do sexo masculino.
  • Estar quite com as obrigações eleitorais.
  • Possuir os requisitos exigidos para o exercício do cargo, conforme o item 2 do edital.
  • Ter idade mínima de 18 anos completos na data da nomeação.
  • Não ter cumprido sanções por inidoneidade ou qualquer tipo de penalidade grave no exercício da função pública (como demissão, suspensão, ou cassação de aposentadoria), aplicada por qualquer órgão público e(ou) entidade da esfera federal, estadual ou municipal nos últimos cinco anos.
  • Comprovar conduta ilibada e bons antecedentes.
  • Ter aptidão física e mental para o exercício das atribuições do cargo.
    • A comprovação da aptidão física e mental do candidato será verificada por meio de exames médicos definidos pelo TJRJ, que poderá, ainda, solicitar ao candidato outros exames complementares, se assim julgar necessário.
    • A avaliação médica será realizada pela equipe médica do TJRJ, que emitirá laudo conclusivo sobre a aptidão do candidato ao cargo/região.
    • Para os exames de aptidão física e mental, o candidato deverá apresentar os exames a serem informados em edital próprio de convocação para a avaliação médica.
  • Estar regularmente inscrito no Cadastro de Pessoas Físicas;
  • O candidato deverá declarar, na solicitação de inscrição, que tem ciência e aceita que, caso aprovado, deverá entregar os documentos comprobatórios dos requisitos exigidos para os cargos por ocasião da nomeação, cuja relação lhe será apresentada pela Divisão de Captação quando de sua convocação.
    • A comprovação da documentação exigida será verificada pela Divisão de Captação do Departamento de Desenvolvimento de Pessoas, da Diretoria-Geral de Gestão de Pessoas, que poderá, ainda, solicitar ao candidato documentos complementares, se assim julgar necessário.
  • Cumprir as determinações do edital.

Analista Judiciário do TJ RJ

O salário para a função de Analista é de R$ 6.373,89 para jornada de 40 horas semanais de trabalho.

Requisitos básicos para o cargo de Analista TJ RJ

  • Ser aprovado no concurso público.
  • Ter a nacionalidade brasileira ou portuguesa e, no caso de nacionalidade portuguesa, estar amparado pelo Estatuto de Igualdade entre Brasileiros e Portugueses, com reconhecimento do gozo dos direitos políticos, nos termos do § 1º do art.12 da Constituição Federal.
  • Estar em gozo dos direitos políticos.
  • Estar quite com as obrigações militares, em caso de candidato do sexo masculino.
  • Estar quite com as obrigações eleitorais.
  • Possuir os requisitos exigidos para o exercício do cargo, conforme o item 2 do edital.
  • Ter idade mínima de 18 anos completos na data da nomeação.
  • Não ter cumprido sanções por inidoneidade ou qualquer tipo de penalidade grave no exercício da função pública (como demissão, suspensão, ou cassação de aposentadoria), aplicada por qualquer órgão público e(ou) entidade da esfera federal, estadual ou municipal nos últimos cinco anos.
  • Comprovar conduta ilibada e bons antecedentes.
  • Ter aptidão física e mental para o exercício das atribuições do cargo.
  • A comprovação da aptidão física e mental do candidato será verificada por meio de exames médicos definidos pelo TJRJ, que poderá, ainda, solicitar ao candidato outros exames complementares, se assim julgar necessário.
    • A avaliação médica será realizada pela equipe médica do TJRJ, que emitirá laudo conclusivo sobre a aptidão do candidato ao cargo/região
    • Para os exames de aptidão física e mental, o candidato deverá apresentar os exames a serem informados em edital próprio de convocação para a avaliação médica.
  • O candidato deverá declarar, na solicitação de inscrição, que tem ciência e aceita que, caso aprovado, deverá entregar os documentos comprobatórios dos requisitos exigidos para os cargos por ocasião da nomeação, cuja relação lhe será apresentada pela Divisão de Captação quando de sua convocação.
    • A comprovação da documentação exigida será verificada pela Divisão de Captação do Departamento de Desenvolvimento de Pessoas, da Diretoria Geral de Gestão de Pessoas, que poderá, ainda, solicitar ao candidato documentos complementares, se assim julgar necessário.
    • Não serão aceitos, para todos os cargos previstos neste edital, os cursos superiores de tecnologia (tecnólogo), os cursos sequenciais por campo de saber, os cursos de extensão ou equivalentes.
  • Cumprir as determinações do edital.

Requisitos e atribuições dos Analistas TJ RJ

Analista Judiciário – Assistente Social
  • REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação em Serviço Social, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), e registro no órgão de classe.
  • ATRIBUIÇÕES:
    • coordenar, elaborar, executar, supervisionar e avaliar estudos, pesquisas, planos, programas e projetos na área de Serviço Social;
    • prestar assessoria e consultoria;
    • realizar vistorias, perícias técnicas, laudos periciais, informações e pareceres sobre a matéria de Serviço Social;
    • fornecer subsídios às decisões judiciais e administrativas que envolvam matéria de sua esfera de competência, prestar orientação social aos envolvidos nos feitos judiciais e administrativos, dentro dos limites dos processos.
Analista Judiciário – Médico
  • REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação em Medicina, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, acrescido de diploma fornecido pela Comissão Nacional de Residência Médica (CNMR) ou pelo MEC, de conclusão de residência médica em Medicina de Emergência, Medicina Intensiva ou Cardiologia; ou de título de Especialista em Medicina de Emergência, Medicina Intensiva ou Cardiologia, e registro no Conselho Regional de Medicina.
  • ATRIBUIÇÕES:
    • realizar consultas e atendimentos médicos;
    • tratar pacientes;
    • implementar ações para promoção da saúde;
    • coordenar programas e serviços em saúde, efetuar perícias em servidores e magistrados do Poder Judiciário para a instrução de processos administrativos, auditorias e sindicâncias médicas; elaborar documentos e difundir conhecimentos da área médica.
Analista Judiciário – Médico Psiquiatra
  • REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação em Medicina, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, acrescido de diploma, fornecido pela CNMR ou pelo MEC, de residência Médica em Psiquiatria, ou de título de Especialista em Psiquiatria, expedido pela Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), e registro no Conselho Regional de Medicina.
  • ATRIBUIÇÕES:
    • prestar atendimento médico assistencial aos usuários do Departamento de Saúde (DESAU), de acordo com a ocorrência de demanda na área, compor junta médica para exame de agente público com transtorno mental/comportamental;
    • elaborar laudo pericial circunstanciado;
    • realizar avaliação pericial para graduação de deficiência;
    • elaborar, implantar e acompanhar os resultados dos programas institucionais de saúde mental.
Analista Judiciário – Psicólogo
  • REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação em Psicologia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, e registro no órgão de classe.Não serão aceitos os diplomas de bacharelado em Psicologia e de licenciatura em Psicologia, nos termos da Lei Federal nº 4.119, de 27 de agosto de 1962.
  • ATRIBUIÇÕES:
    • utilizar métodos e técnicas psicológicas com os seguintes objetivos: o diagnóstico psicológico; a elaboração estudo psicológico em processos judiciais e administrativos, com vistas a subsidiar decisões, prestação de orientação e o acompanhamento do jurisdicionado e/ou servidor, nos limites dos feitos judiciais ou administrativos.
Analista Judiciário – Contador
  • REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação em Ciências Contábeis, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, e registro no órgão de classe.
  • ATRIBUIÇÕES:
    • organizar e executar serviços de contabilidade em geral;
    • revisão de balanços e de contas em geral, verificação de haveres, revisão permanente ou periódica de escritas e quaisquer outras atribuições de natureza contábil conferidas por lei aos profissionais de contabilidade.
Analista Judiciário – Comissário de Justiça da Infância, da Juventude e do Idoso
  • REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em Direito, Administração, Serviço Social, Sociologia, Psicologia ou Pedagogia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, e registro no órgão de classe, quando for o caso.
  • ATRIBUIÇÕES:
    • exercer funções de fiscalização, de garantia, de cunho socioeducativo em geral e de proteção dos direitos da criança, do adolescente e do idoso, desenvolver trabalhos de prevenção, aconselhamento, orientação, acompanhamento técnico à criança, ao adolescente e ao idoso, fornecer subsídios para instruir processos, judiciais e administrativos, que auxiliem na tomada de decisões.
Analista Judiciário – Execução de Mandados
  • REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação em Direito, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC.
  • ATRIBUIÇÕES:
    • realizar diligências externas relacionadas com a prática de atos de comunicação processual e de execução, tais como: cumprir pessoalmente as ordens de citação, intimação, prisão, penhora, arresto e demais diligências próprias de seu ofício, certificando no mandado o ocorrido, com menção de lugar, dia e hora, na presença de duas testemunhas, sempre que possível;
    • executar as ordens do magistrado a que estiver subordinado; entregar o mandado, depois de cumprido, na serventia, dentro do prazo estabelecido.
Analista Judiciário – Sem Especialidade
  • REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação em Administração, Direito ou Economia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, e registro no órgão de classe, quando for o caso.
  • ATRIBUIÇÕES:
    • fornecer suporte técnico jurídico e administrativo ao exercício da atividade judicante por magistrado ou órgão julgador, ou da atividade administrativa, de forma a otimizá-la, elaborando as minutas de decisões, despachos e outras tarefas que lhe forem atribuídas, incluindo os atos necessários ao impulsionamento dos processos judiciais e administrativos em curso no órgão ou na unidade de sua lotação.
Analista Judiciário – Gestão de TIC
  • REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior em Ciência da Computação, Engenharia da Computação, em Sistemas de Informação, em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, em Análise de Processos, em Gestão em Tecnologia da Informação, em Engenharia de Controle e Automação, Engenharia de Software, em Redes de Computadores, Engenharia de Redes e Telecomunicações, em Engenharia de Telecomunicações, em Banco de Dados, em Engenharia de Banco de Dados ou em Gestão em Banco de Dados, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC.
  • ATRIBUIÇÕES:
    • coordenar as ações para o planejamento e gerenciamento dos serviços de TIC;
    • analisar a capacidade do ambiente de TIC;
    • identificar, planejar e implementar mudanças nos serviços de forma a otimizar recursos;
    • mapear processos e procedimentos que possam melhorar a qualidade dos serviços;
    • propor ações preventivas e corretivas nos serviços de TIC;
    • propor e coordenar ações de integração entre as áreas de TIC e do TJRJ;
    • elaborar especificações técnicas e toda a documentação de estudos preliminares de contratações, dentro da sua área de atuação.
Analista Judiciário – Infraestrutura de TIC
  • REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior em Ciência da Computação, em Engenharia da Computação, em Sistemas de Informação, em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, em Análise de Processos, em Gestão em Tecnologia da Informação, em Engenharia de Controle e Automação, em Engenharia de Software, em redes de Computadores, em Engenharia de Redes e Telecomunicações, em Engenharia de Telecomunicações, em Banco de Dados, em Engenharia de Banco de Dados ou em Gestão em Banco de Dados, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC.
  • ATRIBUIÇÕES:
    • desempenhar as atribuições inerentes aos atributos de configurações da infraestrutura de TIC, compreendendo o suporte técnico de itens de configuração de infraestrutura nas fases de aprovisionamento, operação e melhoria contínua da infraestrutura composta por servidores, bancos de dados, redes de comunicação, equipamentos ou softwares de armazenamento e aplicações de middleware que suportam os sistemas de TIC ofertados pelo PJERJ;
    • planejar o aprovisionamento dos servidores;
    • atuar na operação dos servidores, o que inclui análise e correção de falhas em nível de hardware e software, configuração e atualização de sistemas operacionais;
    • analisar processos e ambientes e propor melhorias, sempre que pertinente;
    • instalar, configurar e manter em operação os sistemas operacionais, incluindo atualização de versão e release, dos equipamentos que compõe a infraestrutura de TIC;
    • instalar, configurar e manter em operação as aplicações da camada de middleware da infraestrutura de TIC, incluindo atualização de versão e release;
    • planejar o aprovisionamento de storage para prover capacidade para os servidores físicos ou virtuais; atuar na operação desse servidores, o que inclui análise e correção de falhas em nível de hardware e software, configuração e atualização de sistema operacional;
    • realizar os serviços nos equipamentos da rede local, como instalação e configuração de computadores e ativos de rede;
    • prestar suporte à área de desenvolvimento de aplicações, registrar ocorrências, orientar usuários, acompanhar e eliminar falhas;
    • prestar suporte e manutenção de servidores e data center, planejar capacidade e desenvolver projetos de melhorias dos serviços corporativos, gerenciando a criação de usuários e manutenção de grupos para concessão de privilégios com permissão de acesso;
    • projetar, operacionalizar e suportar redes internas e externas de comunicação de dados com e sem fio em qualquer meio de transmissão e seus respectivos equipamentos;
    • elaborar especificações técnicas e toda a documentação de estudos preliminares de contratações, dentro da sua área de atuação.
Analista Judiciário – Negócios
  • REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação em Administração ou em Engenharia de Produção, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, registro no órgão de classe, quando for o caso.
  • ATRIBUIÇÕES:
    • intermediar as partes interessadas e os objetivos organizacionais;
    • identificar e mapear processos de trabalho e propor melhorias;
    • identificar falhas e melhorias em sistemas;
    • levantar demandas em sistemas e propor soluções;
    • levantar requisitos de sistemas com os usuários responsáveis;
    • elaborar especificações técnicas e toda a documentação de estudos preliminares de contratações, dentro da sua área de atuação.
Analista Judiciário – Projetos
  • REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior em Ciência da Computação, em Engenharia da Computação, em Sistemas de Informação, em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, em Análise de Processos, em Tecnologia da Informação, em Engenharia de Controle e Automação, Engenharia de Software, em Redes de Computadores, em Engenharia de Redes e Telecomunicações, Engenharia de Telecomunicações, em Banco de Dados, em Engenharia de Banco de Dados ou em Gestão em Banco de Dados, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC.
  • ATRIBUIÇÕES:
    • coordenar e executar planos,comunicação e acompanhamento de projetos;
    • elaborar e acompanhar cronograma de projetos;
    • elaborar indicadores e garantir as entregas de pacotes de serviço e atividades a serem desempenhadas para a execução do projeto;
    • abrir projetos de TIC e seu acompanhamento;
    • monitorar os projetos TIC;
    • propor fluxos de projetos;
    • supervisionar e apoiar os gerentes de projetos;
    • propor ações preventivas e corretivas dos projetos;
    • elaborar especificações técnicas e toda a documentação de estudos preliminares de contratações, dentro da sua área de atuação.
Analista Judiciário – Segurança da Informação
  • REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior em Ciência da Computação, em Engenharia da Computação, em Sistemas de Informação, em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, em Análise de Processos, em Tecnologia da Informação, em Engenharia de Controle e Automação, Engenharia de Software, em Redes de Computadores, em Engenharia de Redes e Telecomunicações, em Engenharia de Telecomunicações, em Banco de Dados, em Engenharia de Banco de Dados ou em Gestão em Banco de Dados, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC.
  • ATRIBUIÇÕES:
    • gerenciar ambientes computacionais do ponto de vista de segurança da informação, mantendo-os estáveis e seguros, e participando na definição da arquitetura tecnológica para segurança da informação;
    • apoiar o planejamento e a elaboração de políticas, técnicas, normas, padrões e infraestrutura de segurança, com alinhamento continuado com as demais áreas gerenciais e operacionais da DGTEC;
    • analisar e monitorar as ações e os ativos de segurança da informação;
    • analisar sistemas, infraestrutura, processos e pessoas; levantar vulnerabilidades;
    • mapear e avaliar riscos de TIC;
    • atuar de forma preventiva e corretiva em relação a incidentes de segurança;
    • propor soluções de segurança da informação e melhorias para a segurança do ambiente;
    • elaborar especificações técnicas e toda a documentação de estudos preliminares de contratações, dentro da sua área de atuação.
Analista Judiciário – Sistemas
  • REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior em Ciência da computação, em Engenharia da computação, em sistemas de informação, em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, em Análise de Processos, Gestão em Tecnologia da Informação, em Engenharia de Controle e Automação, em Engenharia de Software, em Redes de Computadores, em Engenharia de Redes e Telecomunicações, em Engenharia de Telecomunicações, em Banco de Dados, em Engenharia de Banco de Dados ou em Gestão em Banco de Dados, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC.
  • ATRIBUIÇÕES:
    • desempenhar a atribuição de analista, desenhista e desenvolvedor de sistemas informatizados e aplicações, de acordo com as regras de negócio, monitorando e acompanhando o seu ciclo de vida, suportando também arquitetura e usabilidade das soluções adotadas;
    • trocar informações de forma continuada com as áreas de infraestrutura, segurança, banco de dados, relacionamento com usuário, entre outras, além de atuar na análise, estratégia e no planejamento de alto nível das soluções de TI existentes e a serem utilizadas no PJERJ, visando a integração e a melhoria do ambiente existente de forma ampla e multidisciplinar;
    • realizar modelagem de dados; analisar, desenvolver e coordenar projetos de sistemas;
    • analisar e supervisionar o desempenho de sistemas implantados;
    • propor soluções de problemas técnicos; acompanhar o ciclo de vida das aplicações e propor correções no seu transcurso;
    • elaborar manuais;
    • desenvolver códigos para o banco;
    • gerenciar tabelas e informações do banco, de forma a garantir a consistência dos dados;
    • desenvolver design estrutural de grupos de informações relacionadas ou, pela organização e rotulação de Web sites, Intranets, comunidades online e software para dar suporte à usabilidade e facilidade de obtenção de informações;
    • atuar com arquitetura em soluções de tecnologia;
    • interagir com a infraestrutura em geral (banco de dados redes e servidores) e metodologias, de forma a obter soluções otimizadas, mais focadas no negócio;
    • elaborar especificações técnicas e toda a documentação de estudos preliminares de contratações, dentro da sua área de atuação.

Outros benefícios do concurso TJ RJ

Conforme consta no site do TJ RJ, além da remuneração, os servidores do TJ RJ terão direito a:

  • Auxílio-adoção;
  • Auxílio-creche no valor de R$ 1.238,11 por beneficiário;
  • Auxílio-doença;
  • Auxílio-educação no valor de R$ 1.238,11;
  • Auxílio-funeral no valor de R$ 2.271,54;
  • Auxílio-locomoção no valor de R$18,00 por dia útil. Totalizando aproximadamente R$ 360,00 por mês, exceto para o Analista Execução de Mandado para o qual o valor inicial do adicional-locomoção é de R$ 1.912,17;
  • Auxílio-alimentação/refeição, no valor de R$ 1.290,00;
  • Auxílio-saúde R$ 268,00; e
  • Plano de Saúde AMIL BLUE IV pago, integralmente, pelo PJERJ.

 

Evolução funcional do concurso TJ RJ

Estude para o concurso TJ RJ

Para garantir uma vaga no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ RJ) você precisa começar a preparação hoje mesmo. Afinal, você tem pouco tempo até o dia da prova e não pode perder tempo lendo centenas de páginas de uma apostila, precisa otimizar o tempo de preparação com videoaulas. No Aprova, você aprende com videoaulas de 30 minutos e explicações diretas ao ponto, por isso, fica mais perto da aprovação!

banner curso concurso tj rj

Playlist: Revisão TJ RJ – Técnico Judiciário

Assim que o edital do concurso TJ RJ foi publicado em março de 2020, nossos professores de imediato produziram uma série de videoaulas grátis mostrando os conteúdos que têm grandes chances de serem cobrados nas provas para o cargo de Técnico Judiciário. Na playlist abaixo você verá as disciplinas de Noções de Direito Administrativo, Língua Portuguesa e Noções de Direito Constitucional.

Videoaulas Grátis: Estatuto da Pessoa com Deficiência

Como você pôde ver ao falarmos sobre as disciplinas que farão parte do conteúdo programático, em ambos os casos consta Noções dos Direitos das Pessoas com Deficiência. E para te dar um auxílio na preparação desse tema tão importante, separamos abaixo duas videoaulas gratuitas tratando das disposições gerais da Lei 13.146/2015, que trata do Estatuto da Pessoa com Deficiência.

Responda questões do concurso TJ RJ

Venha testar seus conhecimentos respondendo questões de concursos anteriores. Só assim, você conhece o estilo de cobrança da banca, quantas alternativas cada pergunta tem e o nível de dificuldade do enunciado. Então, para te dar uma ajuda, separamos abaixo mais de 20 questões que foram cobradas em concursos passados do TJ RJ, produzidas pela banca Cespe.

Teste seus conhecimentos com questões do concurso TJ RJ

Resumo do concurso TJ RJ

  • Banca: Cebraspe
  • Vagas: 132
  • Remuneração: até R$ 6,3 mil
  • Nível: médio e superior
  • Inscrições: 04 a 13/10/21
  • Prova: 05/12/21

 

Últimos concursos TJ RJ

Concurso TJ RJ 2014

Realizado em 2014 pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) ofereceu 90 vagas para Técnico de Atividade Judiciária sem especialidade e 118 oportunidades para Analista Judiciário, distribuídas entre quatro especialidades:

  • Assistente Social – 46 vagas;
  • Psicólogo – 15 vagas;
  • Comissário de Justiça, da Infância, da Juventude e do Idoso – 23 vagas;
  • Execução de Mandados – 34 vagas.

 

As provas para o cargo de técnico tinham 100 questões, divididas da seguinte forma:

  • Língua Portuguesa – 30
  • Raciocínio Lógico Matemático – 10
  • Noções de Direito Administrativo e Constitucional – 10
  • Noções de Direito Processual Civil – 15
  • Noções de Direito Processual Penal – 15
  • Noções de Custas Judiciais – 10
  • CODJERJ, Consolidação Normativa e Legislação Complementar – 10

 

Por outro lado, as avaliações para o cargo de Analista tinham 70 questões de múltipla escolha, em todas as especialidades, sendo divididas entre conhecimentos básicos e específicos.

O cargo de Técnico de Atividade Judiciária Sem Especialidade teve um total de 65.093 candidatos inscritos. Por outro lado, os cargos de Analistas contaram com:

  • Analista Judiciário – Psicólogo: 2.449 candidatos inscritos
  • Analista Judiciário – Assistente Social: 3.873 candidatos inscritos
  • Analista Judiciário – Comissário de Justiça, da Infância, da Juventude e do Idoso: 9.747 candidatos inscritos
  • Analista Judiciário – Execução de Mandados: 16.719 candidatos inscritos

 

Gabarito concurso TJ RJ 2014

Na época deste concurso os professores do Aprova fizeram a correção das questões para o cargo de Técnico de Atividade Judiciária do concurso do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ RJ). Assista:

Nomeações no concurso TJ RJ 2014

De acordo com a Assessoria de Imprensa do TJ RJ, o órgão já nomeou 883 aprovados no concurso de 2014. A última cerimônia de posse do TJ RJ aconteceu em novembro de 2019 e empossou 52 novos servidores. Anteriormente, em julho de 2019, havia ocorrido uma cerimônia de posse, em que 130 servidores foram empossados.

Concurso TJ RJ 2012

Antes do certame de 2014, o TJ RJ havia realizado concurso em 2012com organização da pela Fundação Carlos Chagas (FCC). A oferta foi de A oferta foi de:

  • 6 vagas para o cargo de Analista Judiciário – especialidade Analista de Sistemas.
  • 71 vagas para o cargo de Analista Judiciário sem especialidade.

 

Depoimento de aprovado no concurso TJ RJ

Graduado em Engenharia da Produção, Wellington Aguiar, 24 anos, foi aprovado em segundo lugar para o cargo de técnico judiciário, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ RJ). Realizado em novembro de 2014, o concurso teve 65.093 inscritos que disputaram 90 vagas.

Natural de Santa Maria Madalena, interior do estado do Rio de Janeiro, Wellington conta que o esforço da preparação valeu a pena quando viu o seu nome na lista de aprovados.

O aprovado estudava de 12 a 14 horas por dia, e a cada duas horas fazia um intervalo de 15 minutos. Todos os dias resolvia várias questões e nos finais de semana aproveitava para resolver as provas anteriores dos concursos para este cargo.

“Esse concurso do TJ RJ foi o primeiro que eu realmente estudei, que eu foquei nos estudos. Antes eu apenas me inscrevia e não estudava”, diz.

Para o futuro, Wellington pretende tentar outro concurso para a vaga de analista judiciário do próprio TJ RJ e analisa a possibilidade de cursar Bacharelado em Direito.

Conheça as dicas dadas por ele:

  • Escolher um bom material para a sua preparação;
  • Organizar o seu tempo, se possível numa planilha com todos os horários e conteúdos a serem estudados durante o dia;
  • O foco é fundamental. Se você tem quatro horas de estudos por dia, por exemplo, essa tempo tem que ser dedicado integralmente aos estudos;
  • Desligar-se do mundo externo, inclusive do celular e redes sociais. A atenção durante os seus horários de estudos deve ser para a sua preparação.

Dicas para começar a estudar do zero

Você está começando agora sua trajetória no mundo dos concursos públicos? Então, não perca a chance de iniciar com o pé direito, confira nossas dicas sobre como começar a estudar para concurso do zero. Mesmo se você tem pouco tempo para se preparar, nós te ensinaremos a aproveitar seu tempo para conquistar uma vaga!

Concursos Autorizados e Previstos

Excelentes oportunidades serão ofertadas em breve para todos os níveis de escolaridade nos concursos autorizados e previstos de todo o Brasil. Há previsão que mais de que milhares de vagas sejam abertas nos principais concursos. Acesse  o link acima, confira e antecipe sua preparação!

Concursos Abertos e Editais Publicados

Veja os destaques dos concursos abertos e editais publicados e prepare-se com o Aprova Concursos! Há milhares de oportunidades abertas em diversas em Prefeituras, Tribunais, Polícias (Militar e Civil), e muito mais!

Material gratuito para concursos públicos

A fim de ajudar na sua preparação montamos diversos materiais gratuitos com os temas mais cobrados nas provas de concurso público, Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), Exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Exame do Conselho Federal de Contabilidade (CFC) e muitos outros materiais grátis! Dessa maneira, acesse o link acima e baixe o conteúdo gratuito agora mesmo.

Prepare-se com o Aprova Concursos

Primeiramente, você ainda não possui nível superior? Aproveite, veja uma lista e escolha seu curso superior ead para ficar bem preparado e conquistar uma excelente vaga nos próximos concursos públicos! Os cursos de pedagogia e serviço social são boas opções para quem está em dúvida e deseja seguir uma carreira de sucesso.

Portanto, como você não tem muito tempo, precisa deixar as apostilas de lado e aprender com videoaulas. No Aprova, você tem acesso ao conteúdo que realmente será cobrado na prova dividido em videoaulas de 30 minutos.

Assim sendo, você aprende o tema proposto pelo professor sem que o processo se torne cansativo. E ainda, pode aproveitar os intervalos do seu dia para assistir a uma videoaula e ficar ainda mais perto da aprovação.

Por fim, é importante ressaltar que cada preparatório é específico para o certame e também para o cargo do seu interesse. Confira nosso curso para concurso!

Leia mais notícias

Inscreva-se no YouTube

Curta no Facebook

Siga no Instagram

Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *