Carregando...
Ir para o conteúdo principal
Aprova Questões
Milhares de questões atuais de concursos.

Questões de Concurso

Milhares de questões com o conteúdo atualizado para você praticar e chegar ao dia da prova preparado!


Use os filtros abaixo para tornar a sua busca ainda mais específica. Você não precisa preencher todos os campos, apenas os que desejar.

Dica: Caso encontre poucas questões de uma prova específica, filtre pela banca organizadora do concurso que você deseja prestar.
Carregando...
Exibir questões com:
Não exibir questões:
Minhas questões:
Filtros aplicados:
Carregando...

Carregando...

Carregando...

João, que acabara de completar dezessete anos de idade,

levou sua namorada Rafaela, de doze anos e onze meses de idade,

até sua casa. Considerando ser muito jovem para namorar, a garota

aproveitou a oportunidade e terminou o relacionamento com João.

Inconformado, João prendeu Rafaela na casa, ocultou sua

localização e forçou-a a ter relações sexuais com ele durante

o primeiro de treze meses em que a manteve em cativeiro. Após

várias tentativas frustradas de fuga, um dia antes de completar

quatorze anos de idade, Rafaela, em um momento de deslize de

João, conseguiu pegar uma faca e lutou com o rapaz para, mais uma

vez, tentar fugir. Na luta, João tomou a faca de Rafaela e, após

afirmar que, se ela não queria ficar com ele, não ficaria com mais

ninguém, desferiu-lhe um golpe de faca. Rafaela fingiu estar morta

e, mesmo ferida, conseguiu escapar e denunciar João, que fugiu

após o crime, mas logo foi encontrado e detido pela polícia.

Rafaela, apesar de ter sido devidamente socorrida, entrou em coma

e faleceu após três meses.

Nessa situação hipotética, João

Carregando...

Maura e Sílvio, que foram casados por dez anos, se separaram há um ano e compartilham a guarda de filho menor. Sílvio buscava o filho na escola e o levava para a casa que era do casal, agora habitada somente pela mãe e pela criança, que fica aos cuidados da babá. A convivência entre ambos era pacífica até que ele soube de novo relacionamento de Maura. Sentindo-se ainda apaixonado por Maura, ele elaborou um plano para tentar reconquistá-la. Em uma ocasião, ao levar o filho para casa como fazia cotidianamente, Sílvio, sem que ninguém percebesse, pegou a chave da casa e fez dela uma cópia. Em determinado dia, ele comprou um anel e flores, preparou um jantar e, à noite, entrou na casa para surpreender a ex-esposa — nem Maura nem a criança estavam presentes. Maura havia deixado a criança com a avó e saíra com o namorado. Ao chegar à casa, bastante embriagada, Maura dormiu sem perceber que Sílvio estava na residência. Sílvio tentou acordá-la, mas, não tendo conseguido, despiu-a, tocou-lhe as partes íntimas e tentou praticar conjunção carnal com ela. Como Maura permanecia desacordada, Sílvio foi embora sem consumar o último ato.

Nessa situação hipotética, Sílvio

Carregando...

A respeito da aplicação da lei penal e dos elementos e das causas de

exclusão de culpabilidade, assinale a opção correta.

Carregando...
GABARITO:

  • 1) C
  • 2) D
  • 3) C
© Aprova Concursos - Al. Dr. Carlos de Carvalho, 1482 - Curitiba, PR - 0800 727 6282