Carregando...
Ir para o conteúdo principal

Questões de concursos

Confira várias questões de diferentes concursos públicos e responda as perguntas para testar o seu conhecimento.


Minhas questões:

Questões com:

Excluir questões:


Carregando...
Carregando...
Carregando...

Carregando...

Exibindo 1 a 15 de 18 questões.

Salvar em Meus Filtros
Imprimir página - Exibindo 1 a 15
Questões por página:
Q704681

No que concerne às abordagens teóricas em ciências sociais, julgue os itens que se seguem.

Para diversas correntes sociológicas contemporâneas, no mundo contemporâneo, marcado pela globalização, o tema da identidade cultural deve ser tratado a partir de conceitos que permitam captar sua dinâmica e seu caráter fragmentado.

Carregando...
Q675367

Leia o texto abaixo.

“A diversidade do “ser jovem" nas sociedades modernas nos coloca o desafio de compreender tal fenômeno em suas múltiplas dimensões. Dessa forma, é necessário relativizar definições que tratam a juventude como sendo uma mesma experiência vivida por todos. Na literatura sociológica, são mobilizadas, com frequência, duas perspectivas teóricas para lidar com o tema da juventude: a corrente geracional e a corrente classista. A primeira lida com o fenômeno a partir do determinante biológico, que seria a definição de um período cronológico da vida do indivíduo. Já a segunda questiona a unicidade do conceito de juventude e propõe o tratamento diferenciado deste fenômeno de acordo com a heterogeneidade das trajetórias individuais imposta pela estratificação social" (LIMA, Raquel. A Sociologia e o conceito de juventude. Disponível em: . Acesso em: 07/02/2018).

No texto acima, a autora aponta a existência, na Sociologia, de duas perspectivas teóricas para tratar do tema da juventude: a geracional e classista. Em relação a essas duas perspectivas teóricas da Sociologia da Juventude, é CORRETO afirmar:

Carregando...
Q675361

Em relação aos conceitos de papel, status e habitus elaborados pela Sociologia, numere a segunda coluna de acordo com a primeira:

A sequência CORRETA, de cima para baixo, é:

Carregando...
Q729745

“A desorientação hiperindividualista vai muito além da esfera política, como o demonstram o laço com a família e as relações de gênero. A família contemporânea registra uma baixa no número de casamentos, divórcios em alta, coabitação pré-nupcial, surto dos nascimentos fora do casamento, baixa fecundidade [...]. A instituição obrigatória e diretiva de antigamente se metamorfoseou em instituição emocional e flexível, em laço contratual que se pode construir e reconstruir livremente."

LIPOVETSKY, Gilles; SERROY, Jean. A cultura como mundo e como mercado. In:______; ______. A cultural mundo: resposta a uma sociedade desorientada. São Paulo: Cia das Letras, 2001. p. 53.

O fragmento apresenta a análise dos autores acerca de um processo específico inerente ao que chamam de cultura-mundo do capitalismo da hipermodernidade, processo patente

Carregando...
Q675372

Observe a charge do cartunista argentino Quino.

De acordo com a charge, é CORRETO afirmar que

Carregando...
Q747447

Sobre o conceito de habitus desenvolvido por Pierre Bourdieu, é correto afirmar que

Carregando...
Q457538

A respeito dos métodos sociológicos de Auguste Comte, Karl Marx

e Georg Simmel, julgue os itens a seguir.

Georg Simmel entendia a sociologia como um estudo das

formas de socialização.

Carregando...
Q457537

O sociólogo e antropólogo Marcel Mauss foi, ao lado de seu tio

Émile Durkheim, um dos fundadores da chamada escola francesa de

sociologia. Mestre de toda uma geração de consagrados

antropólogos contemporâneos como Claude Levi-Stráuss e Louis

Dumont, Mauss realizou pesquisas fundamentais sobre magia e

religião. Considerando essas observações, julgue os itens

subsequentes, com base na obra de Marcel Mauss.

Segundo Mauss, existem fenômenos sociais que podem ser

chamados de totais, pois neles são expressas, ao mesmo tempo

e de uma só vez, todas as instituições sociais.

Carregando...
Q483775

“Onde acaba a natureza? Onde começa a cultura? Nenhuma análise real permite apreender o ponto de passagem entre os fatos da natureza e os fatos da cultura, e reconhecer o mecanismo da articulação entre eles. Mas, com a presença ou a ausência da regra nos comportamentos não sujeitos às determinações instintivas, a análise nos forneceu o critério mais válido para reconhecer as atitudes sociais.
Em toda parte onde se manifesta uma regra, nós sabemos com certeza de estar no plano da cultura. Simetricamente, é fácil reconhecer no universal o critério da natureza: de fato, tudo o que é constante em todos os homens escapa necessariamente ao domínio dos costumes, das técnicas e das instituições que diferenciam e opõem os grupos. Estabeleçamos, pois, que tudo quanto é universal no homem pertence à ordem da natureza e é caracterizado pela espontaneidade, e que tudo quanto está assujeitado a uma norma pertence à cultura e apresenta os atributos do relativo e do particular.”
(Adaptado de Claude Lévi-Strauss.
As estruturas elementares de parentesco, 1949)
A passagem do “estado de natureza” para o “estado de sociedade” é

Carregando...
Q457547

Considerando que os métodos sociológicos contemporâneos se

cristalizaram após as interpretações de Karl Marx, Émile Durkheim

e Max Weber, por meio do diálogo com as suas reflexões, que

ficaram conhecidas como teoria sociológica clássica, julgue os

próximos itens.

A teoria crítica da sociedade é identificada com o método

associado à assim chamada Escola de Frankfurt.

Carregando...
Q553236

“É a diversidade que deve ser salva. É necessário, pois, encorajar as potencialidades secretas, despertar todas as vocações para a vida em comum que a história tem de reserva; é necessário também estar pronto para encarar, sem surpresa, sem repugnância e sem revolta, o que estas novas formas sociais de expressão poderão oferecer de desusado. A tolerância não é uma posição contemplativa dispensando indulgências ao que foi e ao que é. É uma atitude dinâmica, que consiste em prever, em compreender e em promover o que se quer ser.” (LÉVI-STRAUSS, C. “Raça e História”. In: Antropologia Estrutural Dois. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1993)
Lévi-Strauss escreveu “Raça e História”, a pedido da UNESCO no contexto pós-Segunda Guerra Mundial, defendendo a diversidade cultural como um grande patrimônio e para pôr fim à ideia de superioridade por parte de alguns povos. Nesse sentido, o estudo das culturas e povos diferentes que a antropologia fez ao longo de sua história é de fundamental importância. E o entendimento desses povos e/ou culturas diferentes só é possível graças ao desenvolvimento de um método muito típico da antropologia. Este método é o:

Carregando...
Q392567

Falar de uma cultura do consumo é considerar os valores dominantes de uma sociedade como valores que não só são organizados pelas práticas de consumo, mas também, de certo modo, derivados delas. Por conseguinte, poderíamos descrever a sociedade contemporânea como materialista, como uma sociedade transformada em mercadoria ou como uma sociedade de escolhas e da soberania do consumidor. (SLATER, Don. Cultura do consumo e modernidade. São Paulo: Nobel, 2002. p. 32) De acordo com o autor, a cultura do consumo é um fenômeno tratado por perspectivas teóricas opostas que enfatizam, respectivamente,

Carregando...
Q392573

É um axioma aceito em psicometria que a fidedignidade de um instrumento coloca os limites superiores da validade. Com uma régua não fidedigna, seria difícil fazer alguma contribuição útil à cartografia. Mas ao mesmo tempo, alta fidedignidade não confere automaticamente validade. A relação específica, contudo, entre fidedignidade e validade faz menos sentido na medida em que passarmos à interpretação de material textual ou da evidência da entrevista. Na interpretação, a validade pode estar associada à baixa fidedignidade. (BAUER, M., GASKELL, G. & ALLUM, N. Qualidade, quantidade e interesses do conhecimento. Petrópolis: Vozes: 2005. p. 476) Sobre a prestação de contas envolvendo o conhecimento científico, os autores defendem que a:

Carregando...
Q299764

O processo que superaria a divisão da nação em raças e

promoveria alguma democracia social é chamado por

Gilberto Freyre de

Carregando...
Q134420

A Constituição Federal de 1988 (CF) foi elaborada em um contexto histórico marcado, de um lado, pela ânsia de consagrar o moderno conceito de democracia, menos formal e mais identificado com as práticas de cidadania; de outro, pela acelerada urbanização, que leva à mobilização de crescente número de setores da sociedade em busca de soluções para os problemas que a nova realidade urbana fez emergir. Não por acaso, a CF dedica um capítulo às políticas urbanas. Da criação de secretaria, em 1995, passando pelo Estatuto das Cidades, em 2001, e chegando ao Ministério das Cidades, em 2003, um importante caminho foi percorrido, culminando com a aprovação da Política Nacional de Desenvolvimento Urbano.



Considerando o texto acima, relativamente à caracterização da sociedade brasileira contemporânea e a aspectos ligados ao planejamento e à gestão de serviços públicos no Brasil, julgue os itens seguintes.



O aumento da violência urbana, cuja dimensão ampliou-se consideravelmente a partir dos anos 80 do século passado, pode ser atribuído a fatores diversos, entre os quais a falta de infraestrutura na periferia dos grandes centros, e se expressa no aumento vigoroso do número de mortes decorrentes de homicídio e acidentes, a começar pelos de trânsito.

Carregando...
GABARITO:

  • 1) Certo
  • 2) E
  • 3) E
  • 4) B
  • 5) D
  • 6) C
  • 7) Certo
  • 8) Certo
  • 9) D
  • 10) Certo
  • 11) B
  • 12) E
  • 13) A
  • 14) C
  • 15) Certo
  •  
© Aprova Concursos - Al. Dr. Carlos de Carvalho, 1482 - Curitiba, PR - 0800 727 6282