Carregando...
Ir para o conteúdo principal

Questões de concursos

Confira várias questões de diferentes concursos públicos e responda as perguntas para testar o seu conhecimento.


Minhas questões:

Questões com:

Excluir questões:


Carregando...
Carregando...
Carregando...

Carregando...

Exibindo 1 a 15 de 34 questões.

Salvar em Meus Filtros
Imprimir página - Exibindo 1 a 15
Questões por página:
Q782220

Historicamente, a instituição Universidade constituiu-se como lugar de produção do conhecimento, posteriormente agregando a função de formação de profissionais, com caminhos e tempos distintos, conforme o país, mas que traz como marca inerente o reconhecimento de um dado tipo de conhecimento, o científico, e uma autonomia autocentrada que lhe permite estabelecer o que merece ser pesquisado e o tipo de diálogo ou monólogo em relação à sociedade, ou com quais setores ele é estabelecido. Sobre o tema, analise as afirmativas a seguir.

  1. A extensão universitária é o processo educativo, cultural e científico que articula o ensino e a pesquisa de forma indissociável e viabiliza a relação transformadora entre a universidade e a sociedade.
  2. Mais marcadamente a partir do final dos anos de 1970, o processo de questionamento da ditadura e de posterior redemocratização do país foi acompanhado de fortalecimento dos movimentos sociais, com proposições de maior abertura política, mas também acadêmica, atribuindo-se à educação um papel fundamental e às Universidades funções sociais e políticas, o que necessariamente envolve a Pesquisa.
  3. As universidades gozam de autonomia didático-científica, administrativa e de gestão financeira e patrimonial, e obedecerão ao princípio de indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão.
  4. Quando da elaboração da Constituição Brasileira de 1988, o Fórum Nacional da Educação na Constituinte liderou a aprovação de emenda popular que formulava o princípio da indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão como paradigma de uma universidade socialmente referenciada e expressão da expectativa de construção de um projeto democrático de sociedade.

Assinale

Carregando...
Q770076

Ao longo da história da educação no Brasil, diferentes acontecimentos políticos, históricos e sociais orientaram a educação brasileira e a forma como esta foi se constituindo. Dentre esses períodos históricos, o ensino e a educação assumiram diferentes perspectivas. Relacione esses períodos às características educacionais correspondentes:

a. Período jesuítico

b. Período pombalino

c. Período do regime militar

d. Período de redemocratização

( ) criação das aulas régias, reformas, sistema educacional fragmentado

( ) ideais tecnicistas e ensino como ferramenta de controle

( ) instrução confessional, orientado pela Ratio Studiorum

( ) proposta de universalização do ensino e erradicação do analfabetismo

A sequência correta é:

Carregando...
Q660345

Os primeiros jesuítas, quando aqui chegaram, estavam orientados pelo espírito da Contrarreforma, e o projeto educacional que buscaram implantar era fortemente influenciado pela Ratio Studiorum, que expressava um rígido código de conduta, ideias e princípios que deveriam orientar o ensino. Esse modelo jesuíta apresenta, entre suas principais características,

Carregando...
Q664063

A Companhia de Jesus foi fundada no contexto da Reforma Católica (também chamada de Contra reforma). A Companhia de Jesus, cujos membros são conhecidos como jesuítas é uma ordem religiosa fundada em 1534 por um grupo de estudantes da Universidade de Paris. Os padres jesuítas tiveram um importante papel na Reforma Católica. Foi deles a responsabilidade de catequisar e de recatequisar povos e nações inteiras. São expoentes dessa Companhia:

Carregando...
Q685014

Acerca dos fundamentos e das tendências pedagógicas do ensino de arte no Brasil, julgue o item subsequente.

Na primeira metade do século XX, no Brasil, as disciplinas desenho, trabalhos manuais, música e canto orfeônico faziam parte dos programas das escolas primárias e secundárias e concentravam o conhecimento na transmissão de padrões e modelos das culturas hegemônicas.

Carregando...
Q685913

Uma estudante do ensino médio, em uma exposição oral para seus colegas e seu professor de história, afirmou que o processo de independência brasileira remonta à transferência da corte portuguesa para a colônia bem como à consequente abertura dos portos e elevação do Brasil à categoria de Reino Unido, fatos que contribuíram para a formação de uma elite nacional e para a redução dos laços de dependência com Portugal. Destacou a estudante que a independência se centrou na figura de D. Pedro I e conferiu estabilidade política ao Brasil, especialmente no período regencial, mas manteve a escravidão. Acerca desse tema, falou da falta de pressão da sociedade internacional e da ausência por parte do Império de ações voltadas para o fim da escravidão, devido ao interesse político na manutenção da mesma estrutura econômica e social do período colonial.

A partir dessa situação hipotética, julgue o item subsequente, com base na condição do professor de história da estudante.

Para fundamentar sua explicação, a estudante deveria ter mencionado a Revolução Liberal do Porto em Portugal, que assumiu como fundamento o rompimento do pacto colonial e fez de Dom Pedro I o protagonista da independência.

Carregando...
Q772854

Visa-se à maior produtividade possível, a baixo custo, mediante o preparo de uma mão-de-obra numerosa, com qualificação puramente técnica, disciplinada e dócil, adequada ao atendimento das necessidades do sistema econômico. A ideologia tecnocrática do período pratica um autoritarismo disciplinar intrínseco ao processo de engenharia social que deve comandar todos os aspectos da vida da sociedade. (...) ao mesmo tempo que, investindo pesado nos meios de comunicação, desenvolve um intenso programa de indústria cultural destinado à formação da opinião pública, banalizando ainda mais os conteúdos do conhecimento disponibilizado para as massas.

O contexto descrito acima faz referência ao momento histórico da educação brasileira

Carregando...
Q664074

Baseando-se em ideias progressistas de ensino e portanto, considerando principalmente, o conhecimento do aluno, a experiência de vida como fator elementar para o efetivo aprendizado, além de evidenciar severas críticas ao fatalismo, ao neoliberalismo e a globalização, Paulo Freire enfatizava que só é possível ensinar em processo que é obtido socialmente e, não se trata de um ato de transmissão de conteúdos, mas sim criação de oportunidades para a construção de novos saberes. Dessa maneira, os alunos vão ter capacidade de tecer críticas, serem autônomos e capazes de criar. As ideias progressistas pedagógicas não devem ser confundidas com um ato de espontaneidade e liberdade dos professores e alunos diante da construção desse conhecimento. Cabe aos educadores conduzirem de forma metodológica os conteúdos ensinados para que essa prática seja eficiente. Como eixo norteador de sua prática pedagógica, Freire defende que "formar" é muito mais que formar o ser humano em suas destrezas, atentando para a necessidade de formação ética dos educadores, conscientizando-os sobre a importância de estimular os educandos a uma reflexão crítica da realidade em que está inserido, para que ele possa se comportar como ser histórico e ativo de suas opiniões e atitudes.

O objetivo do trabalho pedagógico diante desse viés é para desenvolver no aluno a:

Carregando...
Q664079

Assinale qual é a informação correta sobre o período colonial, da história da educação brasileira:

Carregando...
Q685013

Acerca dos fundamentos e das tendências pedagógicas do ensino de arte no Brasil, julgue o item subsequente.

Estava em pauta no Brasil, a partir de 1998, uma nova tendência pedagógica cujo objetivo era transformar o acontecimento artístico em conteúdo curricular, articulando-se, para isso, um duplo movimento: de um lado, a livre expressão era considerada fundamental no ensino de arte; por outro lado, desqualificava-se a investigação da natureza da arte como forma de conhecimento.

Carregando...
Q685912

Uma estudante do ensino médio, em uma exposição oral para seus colegas e seu professor de história, afirmou que o processo de independência brasileira remonta à transferência da corte portuguesa para a colônia bem como à consequente abertura dos portos e elevação do Brasil à categoria de Reino Unido, fatos que contribuíram para a formação de uma elite nacional e para a redução dos laços de dependência com Portugal. Destacou a estudante que a independência se centrou na figura de D. Pedro I e conferiu estabilidade política ao Brasil, especialmente no período regencial, mas manteve a escravidão. Acerca desse tema, falou da falta de pressão da sociedade internacional e da ausência por parte do Império de ações voltadas para o fim da escravidão, devido ao interesse político na manutenção da mesma estrutura econômica e social do período colonial.

A partir dessa situação hipotética, julgue o item subsequente, com base na condição do professor de história da estudante.

A estudante abordou o conteúdo relativo à abolição de forma incompleta, por não ter mencionado a pressão da Inglaterra pelo fim da escravidão e as medidas tomadas pelo Império para atender a esse interesse, como a Lei Feijó, de proibição do tráfico de 1831, que contou com ampla adesão do Estado e da sociedade.

Carregando...
Q709185

“Nas condições atuais de economia internacional, o financeiro ganha uma espécie de autonomia. Por isso, a relação entre a finança e a produção, entre o que agora se chama economia real e o mundo da finança, dá lugar àquilo que _____________ chamava de loucura especulativa, fundada no papel do dinheiro em estado puro. Este se torna o centro do mundo [...]". (SANTOS, Milton. Por uma outra globalização - do pensamento único à consciência universal).

Quem foi o filósofo citado pelo texto?

Carregando...
Q772860

Os fins da educação escolar expressos na Constituição da República Federativa Brasileira são:

Carregando...
Q727269

Leia as afirmativas a seguir: I. Decorar fórmulas é um exemplo de uma conduta tecnicista em educação. II. O tecnicismo em educação exige do aluno uma conduta passiva no tocante à recepção do conhecimento. III. Historicamente, a avaliação tem sido utilizada como aferição, como julgamento do aluno, atribuindo-se valores que, supostamente, medem o que ele aprendeu, ou não, e que o promovem ou que o reprovam. Tais práticas têm sido veementemente criticadas por muitos autores que entendem a avaliação como parte integrante do projeto pedagógico da escola, como um de seus elementos constitutivos, ou seja, como um procedimento técnico referente aos desempenhos dos aprendizes. IV. O coordenador pedagógico, enquanto formador de professores, deve buscar, por meio do trabalho formativo, impedir o professor de tomar consciência das dimensões envolvidas na sua prática. Marque a alternativa CORRETA:

Carregando...
Q709184

“Um dos traços marcantes do atual período histórico é, pois, o papel verdadeiramente despótico da _______________. [...] as novas condições técnicas deveriam permitir a ampliação do conhecimento do planeta, dos objetos que o formam, das sociedades que o habitam e dos homens em sua realidade intrínseca [...]". (SANTOS, Milton. Por uma outra globalização - do pensamento único à consciência universal).

Assinale a alternativa que preenche corretamente a lacuna acima.

Carregando...
GABARITO:

  • 1) E
  • 2) B
  • 3) B
  • 4) B
  • 5) Certo
  • 6) Errado
  • 7) C
  • 8) B
  • 9) C
  • 10) Errado
  • 11) Errado
  • 12) A
  • 13) C
  • 14) C
  • 15) C
  •  
© Aprova Concursos - Al. Dr. Carlos de Carvalho, 1482 - Curitiba, PR - 0800 727 6282