Ir para o conteúdo principal
Aprova Questões
Milhares de questões atuais de concursos.

Questões de Concurso – Aprova Concursos

Milhares de questões com o conteúdo atualizado para você praticar e chegar ao dia da prova preparado!


Use os filtros abaixo para tornar a sua busca ainda mais específica. Você não precisa preencher todos os campos, apenas os que desejar.


Aviso: Os filtros passaram por mudanças. Caso seu filtro salvo não retorne o resultado esperado, por gentileza, salve-o novamente.
Dica: Caso encontre poucas questões de uma prova específica, filtre pela banca organizadora do concurso que você deseja prestar.
Exibir questões com:
Não exibir questões:
Minhas questões:
Filtros aplicados:


Exibindo questões de 6 encontradas. Imprimir página Salvar em Meus Filtros
Folha de respostas:

  • 1
    • a
    • b
    • c
    • d
    • e
  • 2
    • a
    • b
    • c
    • d
  • 3
    • a
    • b
    • c
    • d
    • e
  • 4
    • a
    • b
    • c
    • d
    • e
  • 5
    • a
    • b
    • c
    • d
    • e
  • 6
    • a
    • b
    • c
    • d
    • e

“A perspectiva sócio construtivista (...) concebe o ensino como uma intervenção intencional nos processos intelectuais, sociais e afetivos do aluno, buscando sua relação consciente e ativa com os objetos de conhecimento (...). Esse entendimento implica, resumidamente, afirmar que o objetivo maior do ensino é a construção do conhecimento pelo aluno, de modo que todas as ações devem estar voltadas para sua eficácia do ponto de vista dos resultados no conhecimento e desenvolvimento do aluno. Tais ações devem pôr o aluno, sujeito do processo, em atividade diante do meio externo, o qual deve ser 'inserido' no processo como objeto de conhecimento, ou seja, o aluno deve ter com esse meio, (que são os conteúdos escolares) uma relação ativa, uma espécie de desafio que o leve a um desejo de conhecê-lo”

(CAVALCANTI, L. de S. Cotidiano, mediação pedagógica e formação de conceitos: uma contribuição de Vygotsky ao ensino de geografia. Geografia, Linguagem, Psicologia. Cadernos CEDES.v.25n.66 Campinas maio/ago.2005)

A respeito do ensino de Geografia, analise as afirmativas:

  1. Na relação cognitiva de crianças, jovens e adultos com o mundo, o raciocínio espacial é necessário, pois as práticas sociais cotidianas têm uma dimensão espacial; assim, os alunos já possuem conhecimentos geográficos oriundos de sua relação direta e cotidiana com o espaço vivido e, portanto, o desenvolvimento de um raciocínio espacial depende apenas da relação intersubjetiva no contexto familiar.
  2. Como sujeito ativo de seu processo de formação e de desenvolvimento intelectual, afetivo e social, o aluno é o grande responsável por seu aprendizado; o professor fica com o papel secundário de mediador do processo de formação do aluno, ajudando o aluno a adquirir seus conhecimentos exclusivamente a partir dos conhecimentos já trazidos por ele.
  3. Os professores, ao ensinarem Geografia, necessitam despertar nos seus alunos a perspectiva da construção de uma Linguagem Geográfica que deve ser apreendida pelos educandos em uma perspectiva dialógica. A formação da consciência, das funções psicológicas superiores, ocorre, então, a partir da atividade do sujeito, com a ajuda de instrumentos socioculturais, que são os conteúdos externos, da realidade objetiva.
  4. O estudo da História e da Geografia deveria ser tratado nas series iniciais de forma mais integrada que já apontasse para as séries seguintes alguns conceitos, que serão depois aprofundados, como no caso da temporalidade. Sem um diálogo adequado, a transição dos educandos desses anos iniciais para os seguintes é bastante problemática.

Entre as afirmativas mencionadas, são verdadeiras apenas:

Leia as afirmativas a seguir:

I. O sensoriamento remoto consiste na transmissão, a partir de um satélite, de informações sobre a superfície do planeta ou da atmosfera.

II. Piaget denominou a assimilação e a acomodação de funções invariantes, pois esses processos não mudam por causa do desenvolvimento do sujeito.

Marque a alternativa CORRETA:

Provas: IBADE - 2019 - IBGE - Recenseador
Disciplina:

Geografia

- Assuntos: Atualidades

Quem exercerá as tarefas de supervisão da operação censitária, com atenção às questões técnicas e de informática, exercendo, quando necessário, tarefas administrativas, como renovação de contratos e avaliação de recenseadores?

Um levante pacífico contra o presidente que teve início há sete anos se transformou em uma guerra civil que já deixou mais de 350 mil mortos, devastou cidades e envolveu outros países. O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur) calcula que mais de 5 milhões já deixaram o país. [...] Os principais apoia-dores do governo são a Rússia e o Irã, enquanto os Estados Unidos, a Turquia e a Arábia Saudita apoiam os rebeldes. [...] Além de causar centenas de milhares de mortes, a guerra incapacitou 1,5 milhões de pessoas, entre elas 86 mil que perderam membros do corpo. [...] Em março de 2011, protestos pró-democracia eclodiram ao sul do país, inspirados pelos levantes da Primavera Árabe em países vizinhos. Ao menos 6,1 milhões tiveram de deixar suas casas para buscar abrigo em alguma outra parte do país, enquanto outros 5,6 milhões se refugi-aram no exterior.

Disponível em: https://www.bbc.com/portuguese/internacional-43204513. Acesso em 10/07/2018. [adaptado]

A notícia acima trata de um conflitos que se transformou em uma guerra civil com mais de 400 mil mortos, devastou cidades e envolveu outros países. Trata-se:

Na maioria dos países, a classificação de uma aglomeração urbana como zona urbana ou cidade costuma levar em consideração algumas variáveis básicas: densidade demográfica, número de habitantes, localização e existência de equipamentos urbanos, como comércio variado, escolas, atendimento médico, correio e serviços bancários. No Brasil, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) considera população urbana as pessoas que residem no interior do perímetro urbano de cada município e população rural as que residem fora desse perímetro. Todavia, o ordenamento dos limites dos perímetros urbanos são alvo de práticas que tentam aumentar as áreas urbanas, entre outros fatores, por causa das cobranças dos impostos. Isso ocorre, pois o:

Um colunista de uma revista semanal escreveu sobre o massacre ocorrido na Noruega, em julho de 2011: Nesta era da internet a informação é instantânea. A desinformação, também. A notícia sobre os trágicos atentados de Oslo chegou-me enquanto eu navegava pelos sites que costumo frequentar para me atualizar sobre o que ocorre no mundo. Pus-me imediatamente em busca dos detalhes. Abri a página de uma respeitada revista internacional. Além de alguns pormenores, obtive também a primeira explicação, que veria em seguida nas versões eletrônicas dos jornais brasileiros, segundo a qual o perpetrador dos atos terríveis era alguém a serviço de um movimento fundamentalista islâmico. Dois dias depois do acontecido, quando ficou claro que, na verdade, se tratava de um extremista de direita que pertenceu a movimentos neonazistas, ainda é possível encontrar, mesmo com ressalvas [...], a mesma interpretação apressada, baseada no preconceito contra muçulmanos. Revista Carta Capital, São Paulo: Confi ança, n. 657, p.41, 3 ago. 2011 Adaptado. Com base na leitura do texto, analise as afirmações. I - Na Europa, em tempos de crise e de níveis elevados de desemprego, imigrantes, especialmente muçulmanos, não são bem vistos e vêm sendo vítimas de atitudes preconceituosas. II - Diante dos atentados “isolados” em Oslo, há uma tendência clara na Europa de iniciar uma reação generalizada contra a islamofobia e de uma reação de estímulo à colaboração de imigrantes estrangeiros no processo de superação da crise. III - Após o atentado de 11 de setembro de 2001, interesses econômicos e políticos, e não apenas preconceitos, motivaram a decisão de dirigentes de países desenvolvidos para o combate aos países de origem islâmica. É correto o que se afirma em

GABARITO:

  • 1
    E
  • 2
    A
  • 3
    B
  • 4
    B
  • 5
    A
  • 6
    D

Em caso de dúvidas com relação à solução de alguma questão, assista às videoaulas de resolução no site. Digite na barra de busca o ID da pergunta desejada, você irá encontrá-lo ao lado do número da questão.

© Aprova Concursos - Al. Dr. Carlos de Carvalho, 1482 - Curitiba, PR - 0800 727 6282