Carregando...
Ir para o conteúdo principal

Questões de concursos

Confira várias questões de diferentes concursos públicos e responda as perguntas para testar o seu conhecimento.


Minhas questões:

Questões com:

Excluir questões:


Carregando...
Carregando...
Carregando...

Carregando...

Exibindo 1 a 11 de 11 questões.

Salvar em Meus Filtros
Imprimir página - Exibindo 1 a 11
Questões por página:
Q744985

Considere a informação presente no texto abaixo.

Para o produto Ciprofloxacino solução injetável 2 mg/mL, o limite de endotoxinas é 1,76 UE/mL. Utilizando-se um reagente LAL de sensibilidade rotulada (λ), de 0,25 UE/mL, o valor da MDV para esse teste é

Carregando...
Q744559

Molaridade ou concentração molar é a relação estabelecida entre a quantidade de matéria do soluto e o volume de uma solução. A fórmula mais completa da molaridade é M = m1/M1.V, em que M = molaridade, m1 = massa do soluto (g), M1 = massa molar (g) e V = volume (L). Considerando esse conceito, defina a massa de NaCl necessária para preparar 200 mL de uma solução de cloreto de sódio a 0,5 mol/L. [massa molar NaCl = 40 g]

Carregando...
Q744561

Para iniciar a determinação do perfil de dissolução de comprimido de paracetamol (500 mg), uma quantidade igual a 2,4 mg do padrão foi pesada, dissolvida e diluída em água purificada, a fim de obter a concentração final de 24 pg/mL. Qual é o volume de água necessário para essa diluição?

Carregando...
Q717607

Julgue o próximo item, a respeito de planejamento e controle de estoque de medicamento, controle de infecção hospitalar, biossegurança e atividades de implantação da farmacovigilância.

Na gerência do estoque, o ponto de ressuprimento é definido como o ponto em que o estoque de segurança atinge o P90, ou seja, 90% do estoque.

Carregando...
Q717619

Para o doseamento de acetato de dexametasona em um creme, a farmacopeia brasileira descreve os procedimentos para preparo de uma solução-padrão e da solução-amostra da seguinte maneira: Solução-padrão: pesar, exatamente, cerca de 20 mg de acetato de dexametasona SQR e transferir para balão volumétrico de 100 mL. Adicionar 50 mL de metanol e deixar em ultrassom para dissolver. Completar o volume com metanol e misturar. Transferir 5 mL dessa solução para balão volumétrico de 50 mL, completar o volume com fase móvel e homogeneizar. Solução-amostra: transferir quantidade da amostra, cuidadosamente pesada, equivalente a 2 mg de acetato de dexametasona. Adicionar 40 mL de metanol e deixar em ultrassom, agitando com bastão de vidro, até dissolver. Transferir quantitativamente para balão volumétrico de 100 mL, completar o volume com o mesmo solvente e homogeneizar.

Considerando uma amostra de creme de acetato de dexametasona a 0,1% e as informações precedentes, julgue o item seguinte.

Para o preparo da solução-amostra, devem ser pesados 2 g do creme.

Carregando...
Q744984

O procedimento a seguir é descrito na Farmacopeia Brasileira, 5ª edição (Anvisa, 2010) para a avaliação de substâncias relacionadas na monografia de Varfarina matéria prima.

O limite individual de substâncias relacionadas para a Varfarina, em porcentagem, é



Carregando...
Q717618

Para o doseamento de acetato de dexametasona em um creme, a farmacopeia brasileira descreve os procedimentos para preparo de uma solução-padrão e da solução-amostra da seguinte maneira: Solução-padrão: pesar, exatamente, cerca de 20 mg de acetato de dexametasona SQR e transferir para balão volumétrico de 100 mL. Adicionar 50 mL de metanol e deixar em ultrassom para dissolver. Completar o volume com metanol e misturar. Transferir 5 mL dessa solução para balão volumétrico de 50 mL, completar o volume com fase móvel e homogeneizar. Solução-amostra: transferir quantidade da amostra, cuidadosamente pesada, equivalente a 2 mg de acetato de dexametasona. Adicionar 40 mL de metanol e deixar em ultrassom, agitando com bastão de vidro, até dissolver. Transferir quantitativamente para balão volumétrico de 100 mL, completar o volume com o mesmo solvente e homogeneizar.

Considerando uma amostra de creme de acetato de dexametasona a 0,1% e as informações precedentes, julgue o item seguinte.

A solução-amostra para doseamento de ativos em formulações semissólidas é uma solução com concentração expressa em massa/volume; nesse caso, uma solução de acetato de dexametasona a 2%.

Carregando...
Q717617

Para o doseamento de acetato de dexametasona em um creme, a farmacopeia brasileira descreve os procedimentos para preparo de uma solução-padrão e da solução-amostra da seguinte maneira: Solução-padrão: pesar, exatamente, cerca de 20 mg de acetato de dexametasona SQR e transferir para balão volumétrico de 100 mL. Adicionar 50 mL de metanol e deixar em ultrassom para dissolver. Completar o volume com metanol e misturar. Transferir 5 mL dessa solução para balão volumétrico de 50 mL, completar o volume com fase móvel e homogeneizar. Solução-amostra: transferir quantidade da amostra, cuidadosamente pesada, equivalente a 2 mg de acetato de dexametasona. Adicionar 40 mL de metanol e deixar em ultrassom, agitando com bastão de vidro, até dissolver. Transferir quantitativamente para balão volumétrico de 100 mL, completar o volume com o mesmo solvente e homogeneizar.

Considerando uma amostra de creme de acetato de dexametasona a 0,1% e as informações precedentes, julgue o item seguinte.

A solução-padrão descrita possui concentração final de 0,02 mg/mL.

Carregando...
Q744982

Os testes de contagem do número total de micro-organismos mesofílicos e a pesquisa de micro-organismos patogênicos são preconizados pela Farmacopeia Brasileira para produtos farmacêuticos não estéreis. Com relação ao teste de contagem, há um limite máximo preconizado para cada categoria de produto farmacêutico existente. Na tabela abaixo, é apresentado o resultado de um teste de contagem microbiana em um produto líquido não estéril.

De acordo com os dados da tabela, o número de unidades formadoras de colônia (UFC) de bactérias por mililitro desse produto é

Carregando...
Q744975

Um dos pontos mais importantes para haver uma eficiência plena dos misturadores de pós é a relação entre a quantidade de pós a misturar é a capacidade do misturador. O tamanho do misturador disponível, muitas vezes determina o tamanho do próprio lote. Dispondo-se de um misturador tipo bin com capacidade de 400 litros, volume de trabalho de 20 a 80% e produtos com densidades próximas de 0,8 g/ml, os tamanhos de lote adequados a serem misturados nesse equipamento são

Carregando...
Q744987

Considere o procedimento abaixo, descrito na Farmacopeia Brasileira, 5a edição (Anvisa, 2010), para o doseamento de cloridrato de pilocarpina (C11H16N2O2.HCl) matéria prima.

O volume de hidróxido de sódio M SV a ser gasto na titulação de 2,1 g de cloridrato de pilocarpina é

Carregando...
GABARITO:

  • 1) C
  • 2) B
  • 3) D
  • 4) Errado
  • 5) Certo
  • 6) C
  • 7) Errado
  • 8) Certo
  • 9) B
  • 10) C
  • 11) C
  •  
© Aprova Concursos - Al. Dr. Carlos de Carvalho, 1482 - Curitiba, PR - 0800 727 6282