Carregando...
Ir para o conteúdo principal

Questões de concursos

Confira várias questões de diferentes concursos públicos e responda as perguntas para testar o seu conhecimento.


Minhas questões:

Questões com:


Carregando...
Carregando...
Carregando...

Carregando...

Exibindo 1 a 15 de 169 questões.

Salvar em Meus Filtros Limpar filtro
Imprimir página - Exibindo 1 a 15
Questões por página:
Q662531

De acordo com o Portal de Ajudas Técnicas do MEC (BRASIL, 2006), assinale a alternativa que corresponda à expressão utilizada para designar um conjunto de procedimentos técnicos e metodológicos direcionado a pessoas acometidas por alguma doença, deficiência ou alguma outra situação momentânea que impeça a comunicação com as demais pessoas por meio dos recursos usualmente utilizados, mais especificamente a fala.

Carregando...
Q662536

Na matéria intitulada “Um difícil caminho", publicada em 2014 pela Revista Educação, o consultor Romeu Kazumi Sassaki destacou que “para ser inclusiva, a instituição de ensino superior deve garantir acessibilidade total aos alunos, desde a inscrição e realização do processo seletivo até a frequência às aulas". No mesmo documento, às dimensões de acesso que já havia estabelecido, Sassaki associou mais uma, totalizando sete, aqui dispostas em ordem alfabética: arquitetônica/física, atitudinal, comunicacional, instrumental, metodológica, natural e programática. A mais recente dimensão estabelecida por Sassaki foi a:

Carregando...
Q662524

A crônica bem-humorada “Portadores de quê, menino?", publicada na Folha de São Paulo, em 14/09/2010, traz reflexões do jornalista Jairo Marques sobre o cotidiano das pessoas que, ainda hoje, em pleno século XXI, são rotuladas única e exclusivamente por conta de suas deficiências. Assinale, a seguir, a única frase que utiliza a terminologia correta quanto às pessoas com deficiência.

Carregando...
Q662543

No ano de 2001, William Rowland, um dos mais notáveis ativistas com deficiência da contemporaneidade escreveu, segundo Sassaki (2007), o “monumental artigo" denominado “Nothing About Us Without Us: Some Historical Reflections on the Disability Movement in South Africa" (Nada Sobre Nós Sem Nós: Algumas Reflexões Históricas sobre o Movimento da Deficiência na África do Sul). Neste artigo, publicado no site Disability World, Rowland descreve não somente a longa trajetória de lutas e humilhações, como também as conquistas e os avanços da organização não governamental “Pessoas com Deficiência na África do Sul" (Disabled People South Africa – DPSA) que, imediatamente após fundada, adotou o lema “Nada sobre nós sem nós", em reconhecimento da necessidade de as próprias pessoas com deficiência promoverem diretamente os direitos humanos e o desenvolvimento de todos os sul-africanos com deficiência. Este é, portanto, o marco mais antigo em que foi registrado o lema “Nada sobre nós sem nós", fato que ocorreu no ano de:

Carregando...
Q662523

Segundo o artigo 3º, inciso IX, da Lei Brasileira de Inclusão - LBI, é considerada pessoa com mobilidade reduzida “aquela que tenha, por qualquer motivo, dificuldade de movimentação, permanente ou temporária, gerando redução efetiva da mobilidade, da flexibilidade, da coordenação motora ou da percepção". Nessa categoria, estão incluídos(as):

Carregando...
Q662530

Ao se tratar de inclusão nas instituições de ensino em qualquer nível, modalidades ou etapas, públicas ou privadas, é necessário pensar em ambientes acessíveis e inclusivos. A acessibilidade deve ser garantida nas salas de aula, laboratórios, auditórios, bibliotecas, sala dos professores, secretarias, coordenação, áreas esportivas, refeitórios, banheiros, pátio, enfim, todo o ambiente escolar. Os recursos didático-pedagógicos que os alunos com deficiência visual precisam encontrar para garantir o seu acesso nas atividades escolares são:

Carregando...
Q662535

O Artigo 2º da Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência (BRASIL, 2008; BRASIL, 2009) estabelece uma série de definições, entre as quais a de Comunicação. Neste sentido, de acordo com Sassaki (2010) e com Carvalho (2013), para favorecer a acessibilidade e a usabilidade em mídias digitais, de modo que a mensagem possa ser compreendida por todos, a produção de conteúdos acessíveis e acessáveis (FERNANDES, 2002; MATTOSO, 2012; SILVA, 2014; NASCIMENTO, 2013) deve obedecer aos seguintes parâmetros, EXCETO:

Carregando...
Q662542

Radabaugh (1993) reconhece a relevância da tecnologia para pessoas com deficiência ao afirmar que: “Para as pessoas sem deficiência, a tecnologia torna as coisas mais fáceis. Para as pessoas com deficiência, a tecnologia torna as coisas possíveis". As universidades brasileiras vêm investindo em pesquisa e inovação na área da Tecnologia Assistiva, objetivando a promoção da acessibilidade para pessoas com diversos tipos de deficiência. Na área da acessibilidade comunicacional, os recursos de Tecnologia Assistiva que pesquisadores da Universidade Federal do Rio de Janeiro e da Universidade Federal da Paraíba desenvolveram para pessoas cegas e para pessoas surdas, respectivamente, foram:

Carregando...
Q662528

“Quando o ambiente se torna acessível, pois adota os critérios e a filosofia do desenho universal, ele possibilita a inclusão e, consequentemente, as pessoas com deficiência podem ter vida independente e exercer a cidadania" (GIL. M, 2006). Assinale a opção que, de acordo com o artigo 2º da Convenção Internacional sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência, define o significado de Desenho Universal (DU).

Carregando...
Q662522

A Lei Brasileira de Inclusão (LBI) - Lei nº 13.146, também conhecida como Estatuto da Pessoa com Deficiência, foi sancionada pela Presidente da República Dilma Rousseff no dia 06/07/2015 e está em vigor desde 02/01/2016. Sobre o conteúdo geral da LBI, pode-se afirmar que:

Carregando...
Q662534

De acordo com Tefko Saracevic, relevância é uma “medida da efetividade do contato entre uma fonte e seu destinatário num processo de comunicação(...)" e é também “a medida das mudanças no receptor e traduz ainda a utilidade da informação, a sua expansão" (SARACEVIC, 1975, apud MATTOSO, 2012). A norma ABNT/NBR 15.599:2008 dá conta da comunicação na prestação de serviços e destaca que “sem comunicação não há prestação de serviços. Assim como ocorre na comunicação, também a prestação de serviços envolve pelo menos um prestador ou emissor e outro, usuário ou receptor". Considerando-se os elementos básicos da comunicação (BRASIL, 2006) e sendo o usuário/receptor uma pessoa cega ou com baixa visão, de acordo com Tavares (2013), os recursos de Tecnologia Assistiva que podem favorecer-lhe o acesso à informação são:

Carregando...
Q662539

Considerando-se os recursos de Tecnologia Assistiva, assinale as adaptações razoáveis que podem ser adotadas para favorecer, às pessoas com deficiência auditiva, o acesso a um filme lançado sem acessibilidade comunicacional.

Carregando...
Q662546

A Norma NBR 15.290 da ABNT estabelece “diretrizes gerais a serem observadas para acessibilidade em comunicação na televisão, consideradas as diversas condições de percepção e cognição, com ou sem a ajuda de sistema assistivo ou outro que complemente necessidades individuais".

O item 3 destaca 28 definições e abreviaturas, as quais aplicam-se para efeitos da Norma. Dentre as definições está “a legenda que aparece na tela de uma só vez, permanece por tempos determinados de exposição, normalmente em sincronia com o áudio, e em seguida desaparece ou é substituída por outra legenda e é utilizada no sistema de CC pré-gravada" (ABNT, 2005). Esta definição refere-se a:

Carregando...
Q662541

De acordo com o último Censo do IBGE (2011), vivem atualmente no Brasil quase 10 milhões de pessoas surdas ou ensurdecidas. No dia 13 de junho de 2017 foi lançada, no Rio de Janeiro, a mais recente inovação em termos de equipamentos para favorecer a acessibilidade comunicacional de pessoas com deficiência auditiva. Desenvolvido por Manuel Cardoso, Doutor em Ciências, Engenharia Industrial e Automação pela UFRJ e professor da Universidade Federal do Amazonas (UFAM), o recurso recebeu o nome de:

Carregando...
Q662527

Segundo a LBI, em seu artigo 3º, inciso IV, barreira é qualquer entrave, obstáculo, atitude ou comportamento que limite ou impeça a participação social da pessoa com deficiência, bem como o gozo, a fruição e o exercício de seus direitos à acessibilidade, à liberdade de movimento e de expressão, à comunicação, ao acesso à informação, à compreensão, à circulação com segurança, entre outros. A Lei Brasileira de Inclusão classifica os seguintes tipos de barreiras:

Carregando...
GABARITO:

  • 1) A
  • 5) B
  • 9) E
  • 13) A
  • 2) B
  • 6) D
  • 10) D
  • 14) D
  • 3) B
  • 7) C
  • 11) B
  • 15) A
  • 4) B
  • 8) E
  • 12) A
  •  
© Aprova Concursos - Al. Dr. Carlos de Carvalho, 1482 - Curitiba, PR - 0800 606 8889