Carregando...
Ir para o conteúdo principal

Questões de concursos

Confira várias questões de diferentes concursos públicos e responda as perguntas para testar o seu conhecimento.


Minhas questões:

Questões com:

Excluir questões:


Carregando...
Carregando...
Carregando...

Carregando...

Exibindo 286 a 300 de 301 questões.

Salvar em Meus Filtros
Imprimir página - Exibindo 286 a 300
Questões por página:
Q186605

Julgue os itens seguintes com relação à grafia das palavras e à pontuação
das frases.

O aprendiz constatou a utilidade dos animais ao afirmar que as pessoas devem: amar; respeitar; pelar; comer os animais; aproveitar bem o pêlo, o couro, os ossos; e tudo o que valer a pena.

Carregando...
Q186775

Julgue os itens seguintes com relação à grafia das palavras e à pontuação
das frases.

O aluno constatou que o biguá era bobo, e a professora ratificou, afirmando que o animal era útil.

Carregando...
Q186776

Julgue os itens seguintes com relação à grafia das palavras e à pontuação
das frases.

Arturzinho ao crescer, assegurou que pretendesse usar barbeador elétrico, uma vez que não gostaria de pelar o texugo, por que devemos gostar dele.

Carregando...
Q74857

As questões de 16 a 20 não foram organizadas em torno de um único texto.

Assinale a alternativa em que todas as palavras estejam corretamente grafadas.

Carregando...
Q112550

Com referência à ortografia oficial e às regras de acentuação de palavras, assinale a opção incorreta.

Carregando...
Q119037

Todas as palavras estão corretamente grafadas na frase:

Carregando...
Q186822

Julgue as frases apresentadas nos itens subseqüentes quanto à
grafia das palavras e à pontuação.

Se você não pode mudar as atitudes, nem os comportamentos de outras pessoas; assuma: que você é responsável apenas por o que está ao seu alcance, e pelas mudanças que pode proporcionar a você mesmo.

Carregando...
Q186891

Julgue as frases apresentadas nos itens subseqüentes quanto à
grafia das palavras e à pontuação.

Para concluir, cabe ressaltar a sutileza da comunicação das pessoas que têm bondade no coração, gentileza nos gestos, beleza e doçura nas palavras.

Carregando...
Q74751

"Em primeiro lugar, não estão em xeque as inegáveis e insubstituíveis virtudes que os mercados possuem quando funcionam de maneira mais livre, sem interferências externas, na alocação dos recursos." (L.37-40)

No trecho acima, grafou-se corretamente a palavra xeque, de acordo com o sentido pretendido no texto.

Assinale a alternativa em que não se tenha mantido correção gráfica ao utilizar a palavra destacada.

Carregando...
Q7275

Atenção! As questões de 32 a 40 não estão agrupadas em torno de textos.

Assinale a alternativa em que todas as palavras estejam grafadas corretamente.

Carregando...
Q163316

Imagem 003.jpg
Imagem 004.jpg

Quanto aos sentidos e aos aspectos estruturais e lingüísticos do
texto acima, julgue os itens de 15 a 20.

O emprego das maiúsculas em “MERCOSUL” (L.2), assim como em outras palavras do texto, contraria as normas abonadas pela ortografia oficial da língua portuguesa.

Carregando...
Q75125

"O relator trouxe à luz o direito inalienável e imprescritível dos índios de viver nas terras que tradicionalmente ocupam e de acordo com suas próprias culturas." (L.9-11)

Assinale a alternativa em que, alterando-se a redação do trecho acima, tenha-se mantido equivalência semântica e correção gramatical e discursiva.

Carregando...
Q186774

Julgue os itens seguintes com relação à grafia das palavras e à pontuação
das frases.

Ricardo ficou consciente de que devemos amar os animais, e não maltratá-los de jeito algum.

Carregando...
Q166976

Julgue os itens a seguir quanto aos sentidos e às estruturas lingüísticas do texto acima.

Nas linhas 19 e 20, a grafia das formas verbais “estimulá- los”, “avaliá-los” e “premiá-los” justifica-se porque, na ênclise de verbos terminados em “vogal a+r”, suprime-se o “r” e acentua-se o “a”, o pronome toma a letra “l” e une-se à forma verbal por um hífen.

Carregando...
Q128930

Memória
Potencial para o futuro


Treinar a memória equivale a treinar os músculos
do corpo ? é preciso usá-la ou ela atrofia. Há duas boas
maneiras para fazer isso: a primeira é a leitura, porque,
no instante em que se lê algo, ativam-se as memórias
visual, auditiva, verbal e lingüística. "A qualidade do que
se lê importa mais que a quantidade, porque gostar do
assunto gera interesse", diz o médico e pesquisador
Iván Izquierdo, diretor do Centro de Memória da Pontifícia
Universidade Católica do Rio Grande do Sul. A memória
sofre influência do humor e da atenção, despertada
quando existe interesse em determinado assunto ou
trabalho ? o desinteresse, ao contrário, é uma espécie
de "sedativo", que faz a pessoa memorizar mal. A outra
forma de deixar a memória viva é o convívio com
familiares e amigos, com quem se podem trocar idéias
e experiências. "Palavras cruzadas são inferiores à
leitura, mas também ajudam. Da mesma forma queouvir
uma música e tentar lembrar a letra ou visitar uma cidade
para onde já se viajou e relembrar os pontos mais
importantes", afirma Izquierdo.
É preciso corrigir o estilo de vida para manter a
memória funcionando bem. "Uma pessoa de 40 anos
só sofre de esquecimento se viver estressada e tiver
um suprimento de informações acima do que é capaz
de processar. Não dá para esperar o mesmo nível de
retenção de informação quando se lê um e-mail enquanto
se conversa ao telefone e é interrompido pela secretária.
É preciso dar tempo para o cérebro", explica o psiquiatra
Orestes Forlenza, da USP.
Segundo Barry Gordon, professor da Johns Hopkins
Medical Institution, a memória "comum" focaliza coisas
específicas, requer grande quantidade de energia mental
e tem capacidade limitada, deteriorando-se com a idade.
Já a "inteligente" é um processo que conecta pedaços
de memória e conhecimentos a fim de gerar novas
idéias. É a que ajuda a tomar decisões diárias,aquela
"luz" que se acende quando se encontra a solução de
um problema. Por exemplo: a comum esquece o
aniversário da mulher; a inteligente lembra o que poderia
ser um presente especial para ela. A comum esquece
o nome de um conhecido encontrado na rua; a
inteligente lembra o nome da mulher dele e onde ele
trabalha, pistas que acabam levando ao nome da
pessoa.

CLEMENTE, Ana Tereza; VEIGA, Aida. Receitas para a inteligência.
Revista Época. 31 out.2005. p.77-78.

Em relação ao comentário gramatical, assinale o item INCORRETO.

Carregando...
GABARITO:

  • 286) Errado
  • 287) Errado
  • 288) Errado
  • 289) D
  • 290) C
  • 291) A
  • 292) Errado
  • 293) Certo
  • 294) B
  • 295) A
  • 296) Errado
  • 297) D
  • 298) Certo
  • 299) Certo
  • 300) D
  •  
© Aprova Concursos - Al. Dr. Carlos de Carvalho, 1482 - Curitiba, PR - 0800 727 6282