Banner-dica-do-aprova#02Demorou, mas chegou… É dia de Dica do Aprova, o momento em que você sabe que pode dar uma relaxada na loucura dos estudos e curtir aquele filminho motivacional. E hoje nossa sugestão é sobre um herói de muitas gerações, um exemplo de persistência.

Rocky Balboa” (2006)

O sexto filme da saga mostra um Rocky bastante diferente daquele que enfrentou Apollo Creed, Clubber Lang e Ivan Drago. Bem mais velho, viúvo (sim, a Adriaaaannn é falecida no filme) e com um filho que não lhe dá o devido valor, tudo que Balboa tem é um restaurante batizado com o nome da esposa, onde passa as noites entretendo os clientes com suas histórias dos tempos de glória como pugilista.

Eis que uma emissora de televisão decide exibir uma simulação feita em computador sobre como seria uma luta entre o Rocky dos áureos tempos e o atual campeão mundial, Mason Dixon. Como no simulador o personagem de Sylvester Stallone vence, o empresário de Dixon resolve tornar o combate real, dando assim a oportunidade de o antigo campeão retornar aos ringues.

Esta que parecia ser a última aparição do Maior Boxeador dos Últimos Tempos nas telonas (e acabou não sendo), é certamente o melhor dentre os filmes dirigidos por Stallone e também uma de suas mais convincentes atuações. Rocky Balboa mostra como nunca é tarde para lutarmos por nossos objetivos pois, como diz o próprio personagem, a última coisa que envelhece é o nosso coração.

“O mundo não é um mar de rosas. É um lugar sujo, um lugar cruel, que não quer saber o quanto você é durão. Vai botar você de joelhos e você vai ficar de joelhos para sempre se assim deixar. Ninguém vai bater tão forte como a vida, mas não se trata de bater forte. Se trata de quanto você aguenta apanhar e seguir em frente, o quanto você é capaz de aguentar e continuar tentando. É assim que se consegue vencer. Se você sabe do seu valor, então vá atrás do que você merece, mas tem que estar preparado para apanhar. E nada de apontar dedos, dizer que não consegue por causa disso ou daquilo, ou de quem quer que seja. Só covardes fazem isso e você não é covarde, você é melhor que isso.”

Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *