Olá, pessoal,

Hoje, demorei a postar o nosso “não confunda” semanal, pois 12 de junho é dia de namorar, não é verdade?

Passei o dia namorando… mas passei o dia namorando meu marido ou passei o dia namorando com meu marido?

Bom, no meu caso, prefiro as coisas mais tradicionais mesmo, então gosto de namorar meu marido.

Fique atento (a): o verbo “namorar” é transitivo direto, dispensa, portanto, a preposição. Dessa forma, diga “João namora Maria.”

Se você disser “João namora com Maria”… bom, gente, nada contra, hein? Mas, atenção: a frase dá margem à ideia de que João vai, juntamente com Maria, namorar uma terceira pessoa, ou seja, a preposição “com” transmite noção de companhia.

Então, namore como quiser, mas se você prefere algo a dois, melhor dizer que você namora fulano (a) e não que namora “com” fulano (a).

Mas, se sua preferência é por um triângulo amoroso… então, fique à vontade para usar a preposição “com”.

A escolha é sua, mas não vale mais dar uma de que não sabia, rsrs.

Melhor não confundir, para não comprometer o relacionamento…

Por hoje é só, irei aproveitar o restante da noite para namorar meu marido, rsrs.

Abraço e até a próxima, com mais seriedade (ou não….).

Professora Ludmila Crusoé Mota

Especialista em Língua Portuguesa, pela UFMG

 

 

 

Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *