Importante o aluno buscar informações como esta, pois os assuntos como agrotóxicos, poluição do solo e água são temas recorrentes na prova do ENEM.

Brasil libera uso de mais agrotóxicos

Entre os 28 agrotóxicos e princípios ativos permitidos recentemente pelo Ministério da Agricultura brasileiro, está o Sulfoxaflor, que vem causando polêmica nos Estados Unidos por ser altamente tóxico para as abelhas

O governo brasileiro aumentou o registro de agrotóxicos liberados na agricultura. Entre os 28 produtos liberados, quase todos são considerados perigosos para o meio ambiente, e quatro são classificados como altamente tóxicos. Alguns princípios ativos como o Metomil e o Imazetapir foram autorizados como ingredientes para a produção de agrotóxicos.

O Ministério da Agricultura alegou que os produtos não trazem riscos se são usados corretamente. Segundo notícia da Agência Pública, publicado no jornal El País, no ano passado foram registrados no país 450 agrotóxicos, sendo este um recorde histórico.

Um dos produtos liberados é o Sulfoxaflor, que teve o uso restringido nos Estados Unidos devido a um possível efeito danoso às abelhas. Atualmente, o produto está proibido para cultura de sementes, e só pode ser usado em plantações que atraem as abelhas após o florescimento. Segundo um estudo publicado na revista Nature, esta pesticida pode reduzir drasticamente o número de abelhas e reduzir a procriação em 54%.

Outro produto considerado muito perigoso para as abelhas, e autorizado no Brasil, é o Fipronil. Proibido em alguns países europeus, como a França, o inseticida foi acusado de dizimar enxames de abelhas. No Brasil ele é legalizado e indicado para algumas plantações como o arroz e o milho, entre outras.

Fonte: FuniBlogs

Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *