Aprova Concursos - Blog

Inscreva-se

Receba as notícias por e-mail

Dicas da neurociência para acelerar o seu aprendizado

Publicado em 21 de maio de 2018 por - 3 Comentários

Dicas da neurociência para acelerar o seu aprendizadoMuita gente que estuda para concursos públicos tranca-se no quarto, passa o dia debruçado sobre os livros e/ou computador por meses a fio, sem tempo para amigos, lazer ou academia.

Mas, a neurociência não recomenda esse ritmo frenético de trabalho para quem está se preparando.

Descuidar do próprio bem-estar físico e mental pode prejudicar o desempenho cognitivo e, consequentemente, diminuir as chances de reter o conteúdo e tirar uma boa nota na prova.

Só é possível aprender rápido — e bem — se o organismo estiver bem alimentado, hidratado, descansado e saudável como um todo. A parte mais negligenciada desse autocuidado costuma ser o sono, fundamental para a eliminação de toxinas e para a fixação das memórias.

Veja abaixo algumas dicas de neurocientistas para driblar o cansaço, manter-se motivado e garantir sua concentração nos estudos!

 

Busque atrelar emoções ao estudo

Muita gente supõe que tudo que diz respeito aos estudos é racional. Mas não é: a memorização é uma equação complexa em que a chamada “valência emocional” influi de forma decisiva. De forma simplificada, se você associa uma certa informação a um sentimento positivo, como a alegria, o seu cérebro será capaz de retomá-la mais facilmente no futuro.

Daí a técnica dos professores de cursinho pré-vestibular de contar piadas ou fazer associações engraçadas sobre o conteúdo das aulas. Quanto mais você atribuir significado emocional a um certo conhecimento, mais chances terá de guardá-lo para sempre. E não apenas isso: mais motivação você terá para persistir nos estudos.

Para agilizar o aprendizado, você precisa estar realmente motivado; e, para estar motivado, você precisa genuinamente ter a intenção de aprender.

 

Não exercite apenas o cérebro

Fazer atividade física pode parecer supérfluo nesse momento, mas não é. Exercícios regulares, especialmente os de natureza aeróbica, são os mais indicados.

Buscar atividade física faz o cérebro funcionar melhor, já que todo o corpo fica mais saudável e bem regulado. Até os processos afetivos, ligados à motivação, podem ser beneficiados com natação, corrida, caminhada ou outras práticas esportivas.

Isso para não falar na importância desse tipo de atividade para liberar o estresse da rotina, que prejudica a aprendizagem. Lazer, repouso e convívio social também precisam ter algum espaço na sua agenda, pela mesma razão.

 

Descubra o seu estilo de aprender

Dada a complexidade do cérebro humano, está comprovado que não existe uma única forma de aprender. Por isso, não adianta insistir em métodos que claramente não estão surtindo efeito.

Se você sente que suas sessões de estudo só estão produzindo cansaço, é fundamental experimentar diversas técnicas e adotar aquela que funciona melhor para você.

 

Elimine os “ralos” de atenção

O aprendizado se torna lento e irregular se você divide seu foco entre diversos estímulos enquanto está estudando. Mensagens nas redes sociais, notificações do celular, ruídos que vêm da rua, pessoas que chegam para conversar são os “ralos” que podem roubar sua atenção.

As interrupções não-programadas têm um efeito devastador sobre o aprendizado. Para otimizar os seus estudos — e evitar o cansaço de retomar várias vezes o fio da meada — a dica dos neurocientistas é buscar um local de estudos isolado e silencioso, e desligar todo o seu contato com a tecnologia.

Você pode programar alguns intervalos para levantar, tomar um café, checar o celular e conversar com alguém. Nos blocos de tempo dedicados ao estudo, porém, é preciso eliminar radicalmente qualquer possível fonte de distração.

Com informações da Revista Exame

Veja mais notícias no Blog do Aprova Concursos

INSCREVA-SE NO CANAL DO APROVA E ACOMPANHE AS NOVIDADES SOBRE CONCURSOS PÚBLICOS

Curta no Facebook a página do Aprova! Siga também nosso perfil no Instagram


Inscreva-se

Receba as notícias por e-mail

3 comentários

Comente:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *