Estudar para concursos públicos pode ser exaustivo, mas você deve ter força de vontade para conquistar a tão sonhada vaga.

força de vontadeUma pesquisa da empresa FranklinCovey mostrou que pelo menos um terço das pessoas que criam metas, no ano novo, por exemplo, desistem antes do fim de janeiro.

Força de vontade para estudar

Para aumentar as chances de alcançar objetivos, a psicóloga Kelly McGonigal, autora do livro Os Desafios À Força De Vontade, tem algumas dicas. Durante anos, ela ministrou um curso na Universidade de Stanford dedicado à ideia de que a força de vontade não é um aspecto inalterável do ser humano, mas uma reação complexa da mente e do corpo, que pode ser comprometida por noites mal dormidas, estresse e alimentação inadequada.

Porém, com um pouco de prática, essa característica também pode ser fortalecida.

Veja as estratégias de McGonigal, publicadas pelo site Open Culture, que poderão ajudá-lo a manter a força de vontade na hora de estudar para um concurso público e completar suas metas:

  1. Comece com desafios menores antes de encarar as metas mais complicadas.
  2. Selecione uma meta que deseja muito alcançar, não algo que conhecidos sugeriram ou que você acha que deveria querer.
  3. Inspire-se em alguém que alcançou aquilo que você tanto deseja fazer. Conviva com familiares e amigos que também apoiam sua vontade.
  4. A força de vontade normalmente enfraquece ao longo do dia, conforme ficamos cansados. Portanto, algumas metas podem ser mais fáceis de completar no período da manhã.
  5. Estresse e força de vontade são incompatíveis. O estresse costuma nos encorajar a apenas prestar atenção em metas de curto prazo; o autocontrole, por outro lado, mantém o foco mais amplo.
  6. Dormir menos de seis horas por noite faz com que o córtex pré-frontal perca o controle das regiões cerebrais responsáveis pelas suas vontades.
  7. A alimentação também tem um papel importante. Uma dieta com mais vegetais e menos alimentos processados oferece mais energia ao cérebro.
  8. Não se convença de que “será diferente amanhã”, faça acontecer. Temos mania de pensar que acordaremos com mais motivação e energia no dia seguinte.
  9. Entenda seus limites e prepare-se para quando eles surgirem. É preciso saber onde estão suas falhas, como e quando você costuma cair em tentação e passa a ignorar os objetivos.
  10. Seja específico, mas flexível: delimite sua meta para entender o que será necessário para alcançá-la, mas deixe espaço para mudar o passo a passo, em caso de necessidade.
  11. Dê recompensas a si mesmo durante todo o processo. Ao associar tarefas a um pequeno “prêmio”, o cérebro passa a encará-las como algo saudável e positivo.

Com informações da Revista Galileu

Veja mais dicas de estudo no Blog do Aprova Concursos

INSCREVA-SE NO CANAL DO APROVA E ACOMPANHE AS NOVIDADES SOBRE CONCURSOS PÚBLICOS

Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *