Aprova Concursos - Blog

Inscreva-se

Receba as notícias por e-mail

A temática feminina nos concursos públicos

Publicado em 8 de março de 2017 por - Comentar

Hoje, no Dia Internacional da Mulher, comemoramos a força das mulheres em sua constante busca por igualdade e respeito. Muito se sabe, e já se fala também, da luta das mulheres por equiparidade.

Considerando o universo dos concursos públicos, e analisando o cenário dos últimos anos podemos observar que a temática feminina esteve presente nos noticiários do país, de forma bastante significativa, o que de alguma forma pode impactar a vida das concurseiras.

Sendo assim, listamos algumas situações relevantes para a condição da mulher, como quando a prova do Enem colocou em discussão o fato da violência contra as mulheres, em 2015, com o tema “A persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira”. O assunto, que continua muito atual, foi debatido amplamente nas redes sociais.

Outro fato que vale lembrar foi a exigência do Papanicolau e teste de virgindade classificado como cautela desnecessária, no edital do concurso para o Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBM DF). A medida foi criticada por candidatas e apontada como inconstitucional por ofender os princípios da intimidade e dignidade humana, além de incentivar a desigualdade entre os gêneros. Como resultado, foi retirada do edital.

Ainda em 2016, as mulheres fizeram a prova da Escola de Cadetes para a linha bélica, pela primeira vez, oportunidade que foi bastante comemorada, em virtude do grande interesse das mulheres pela carreira militar.

Já no fim do ano passado, um projeto de lei que reserva às mulheres 25% das vagas oferecidas nos concursos na área de segurança pública, foi aprovado pela Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher.

Em contrapartida, em 2017, a Polícia Militar do Rio (PM RJ) limitou as vagas para mulheres em concurso para oficiais da corporação. O limite é contrário a tendência de possibilitar que as mulheres tenham mais acesso à carreiras no serviço público no País. Na Polícia Federal, por exemplo, não existe limitador no número de vagas. Se classifica quem obtiver a maior nota, independente de ser homem ou mulher.

O Aprova deseja um feliz dia da mulher para todas as concurseiras que lutam por um futuro melhor. “Ser mulher é ser mais forte do que os olhos podem ver. É ter no coração lugar para todos os sonhos do mundo”.


Inscreva-se

Receba as notícias por e-mail

Comente:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *