Aprova Concursos - Blog

Inscreva-se

Receba as notícias por e-mail

Três universidades federais serão criadas e terão concurso para professores e técnicos

Publicado em 5 de julho de 2016 por - Comentar

universidadeA Comissão de Educação da Câmara dos Deputados aprovou no mês de junho os Projetos de Lei  números 5273/165275/16 e 5271/16 do Executivo, para criação das Universidades Federais de Rondonópolis (UFRD), Catalão (UFCAT), Jataí (UFJ) e ainda desmembramento da Universidade Federal de Goiás (UFG).

Os projetos tramitam em caráter conclusivo e ainda serão analisados pelas comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Inicialmente deverão ser criadas 239 cargos efetivos, entre docentes e técnicos-administrativos para Universidade Federal de Rondonópolis  (UFRD), 67 técnicos administrativos na Universidade Federal de Jataí (UFJ) e 81 cargos efetivos de técnico-administrativona Universidade Federal de Catalão.

 

UFRD
Com o desmembramento da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) será criada a Universidade Federal de Rondonópolis  (UFRD), o projeto determina a transferência automática para a nova universidade dos cursos de ensino, pesquisa e extensão; dos alunos regularmente matriculados; e dos cargos ocupados e vagos do quadro de pessoal do campus de Rondonópolis.

O projeto prevê a necessidade de criação de 47 cargos de direção, entre os quais o de reitor e vice-reitor; 239 cargos efetivos, entre docentes e técnicos-administrativos; e 257 funções comissionadas. O custo anual estimado para a implantação da UFRD é de aproximadamente R$ 14 milhões.

Criado em 1976, o Campus de Rondonópolis, que se transformará na UFRD, conta com seis blocos de salas de aula, laboratório, biblioteca, anfiteatro para 250 pessoas, Núcleo de Estudos e Atividades da Terceira Idade, laboratório de Climatologia, Centro Meteorológico e demais setores administrativos. O campus oferece 22 cursos de graduação e conta com 300 professores para atender mais de 5 mil alunos.

 

UFJ
A proposta determina que partir do desmembramento da Universidade Federal de Goiás (UFG) será criada a nova universidade, a Universidade Federal de Jataí (UFJ), que terá sede em Jataí. O campus será constituído das unidades de Riachuelo e Jatobá – Cidade Universitária José Cruciano de Araújo.

A proposta cria cargos 67 técnicos administrativos; 266 funções gratificadas e cargos de direção para compor a nova estrutura. A administração superior da UFJ será exercida pelo reitor e pelo Conselho Universitário, no âmbito de suas respectivas competências, a serem definidas no seu estatuto e no seu regimento geral.

 

UFCAT
Com o novo projeto, as unidades I e II do campus de Catalão, que atualmente pertencem à UFG, passam a integrar a UFCAT e haverá ainda a transferência automática para a nova universidade dos cursos de ensino, pesquisa e extensão; dos alunos regularmente matriculados; e dos cargos ocupados e vagos do quadro de pessoal do campus de Catalão.

A UFCAT será uma autarquia vinculada ao Ministério da Educação (MEC) e terá por objetivo ministrar ensino superior, desenvolver pesquisa nas diversas áreas do conhecimento e promover a extensão universitária, caracterizando sua inserção regional. Serão abertos 42 cargos de direção, entre os quais o de reitor e vice-reitor; 81 cargos efetivos de técnico-administrativo; e 230 funções gratificadas.

Atualmente o corpo discente da regional Catalão é composto por mais de 3.200 alunos regularmente matriculados. O corpo docente conta com 295 professores, dos quais 140 possuem título de doutor e 72 técnicos administrativos, além de funcionários terceirizados e prestadores de serviço.

Com informações da Agência Câmara Notícias

 


Inscreva-se

Receba as notícias por e-mail

Comente:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *