pc prO presidente da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), deputado Mauro Moraes, reforçou essa semana, em conversa com o secretário Wagner Mesquita, a necessidade de contratação imediata de escrivães para a polícia Civil. “Há uma defasagem de profissionais que vem prejudicando o andamento de inquéritos em todo o Paraná”, argumentou.

ESTUDE PARA ESTE CONCURSO COM O APROVA CONCURSOS
Para mais informações ligue: 0800 725 8888

De acordo com o parlamentar, o protocolo que solicita o preenchimento de vagas para esta função já retornou duas vezes para a Secretaria de Estado da Segurança Pública, que recentemente reencaminhou o documento para a Secretaria de Estado da Fazenda pela terceira vez.

Nesta última tentativa de conclusão do trâmite do protocolo nas secretarias competentes, a diretoria geral da SESP destacou a necessidade de contratação de escrivães para atender a demanda em todas as regiões do Estado. O quadro atual, segundo relatos feitos ao presidente da Comissão por profissionais da área, não tem dado conta do volume de trabalho, muitas vezes comprometendo o andamento de inquéritos.

A publicação do edital e a realização das provas estão previstas para acontecerem ainda em 2016. O salário inicial é de mais ou menos R$ 5.000,00.

Último concurso 

O último concurso teve edital publicado em 2009 e ofereceu 90 vagas para escrivão, 381 vagas para investigador e 29 vagas para papiloscopista. O certame exigia que o aprovado tivesse no mínimo 21 anos, curso de graduação de nível superior em qualquer área de formação, não registrar antecedentes criminais e não responder a processo penal ou administrativo, ou inquérito policial que o inabilite para o exercício do cargo.

 

Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *