Aprova Concursos - Blog

Inscreva-se

Receba as notícias por e-mail

Ibama reenviará pedido para novo concurso

Publicado em 27 de janeiro de 2016 por - 6 Comentários

Concurso do IbamaInstituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) pretende reenviar em breve um pedido ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) para a abertura de um novo concurso. A solicitação já havia sido feita pelo órgão, em maio de 2015 para 680 vagas de nível superior, nas funções de analista ambiental e analista administrativo.

De acordo com informações obtidas pela Folha Dirigida junto a assessoria de imprensa do órgão, além do interesse em ampliar o quantitativo de pessoal no cargo de analista (ambiental e administrativo), oportunidades para a função de técnico administrativo devem ser incluídas neste novo pedido. A solicitação precisa ser reenviada até 31 de maio, para que possa ser analisada e incluída na Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2017.

Últimos concursos
Para o cargo de técnico administrativo, que exige apenas nível médio,  foi realizado em 2012, com oferta de 300 vagas. O prazo de validade vai até 17 de dezembro deste ano, não cabendo nova prorrogação. A lotação das vagas era no Rio de Janeiro e a remuneração oferecida foi de R$ 2.580,72 (R$ 1.489,52 de salário-base, R$ 787,20 de gratificação e R$ 304 de auxílio-alimentação).

Já o último certame de nível superior ocorreu em 2012 e ofereceu 169 vagas nas funções de analista ambiental e analista administrativo. A lotação também foi direcionada para o Rio de Janeiro e os salários iniciais eram de R$ 7.675,45.



Inscreva-se

Receba as notícias por e-mail

6 comentários

  • Lara

    Poxa vida, sempre leio oportunidades de concursos que irão abrir mas nunca para o estado do ES. Sou Técnica Ambiental, curso faculdade de Direito e pretendo me especializar em Direito Ambiental, a área é muito carente de profissionais, mas pelo o que vejo muitos estados, incluindo o que moro não enxergam a necessidade de profissionais capacitados para atuarem em prol de um Meio Ambiente ecologicamente equilibrado, preservado, conservado. Infeliz realidade!

    • Alexandre P.

      Pura verdade, Lara, sou bacharel em Direito e queria fazer minha especialização em ambiental. Moro na Bahia e aqui é um viveiro de espécies e ambientes diferenciados, muitos sendo degradados por construções, falta de preservação, pesca desenfreada, entre outros fatores. Acontece que, achar uma pós nessa área, aqui, é complicado e os concursos, quando aparecem, tem poucas vagas. Fica difícil entender qual é o real planejamento. Porque um estado do tamanho da Bahia com essa costa enorme, fora as áreas do Rio São Francisco e o cerrado, não recebe uma vaga pra ambientalista, enquanto o Rio de Janeiro precisa de 300 técnicos e 169 analistas? Será que não tá na hora de redistribuir as sedes e o pessoal capacitado?

  • Anderson

    A questão parece residir em: a quem interessa não proteger o meio ambiente no Brasil? Quem representa essas pessoas e grupos nas esferas de poder e decisão? Enquanto tivermos uma economia baseada em comodites, e uma bancada do agronegócio associada a outra bancada da bala como parlamentares, provavelmente sairão pouquíssimas vagas para ambientalistas em concursos no Brasil.

  • MONICA CORREA

    Acho o mesmo dos que responderam acima e concordo plenamente com Alexandre P. No concurso do IBAMA são raras as vagas para meu estado: Maranhão.Na verdade nem lembro a última vez que teve para cá, acho que estava no inicio da graduação, acho que em 2008.Aqui precisa tanto de fiscalização, tantas obras sendo feitas sem os devidos certames, áreas desmatadas, esse tipo de coisa, além do tráfico de animais. Enfim, precisa de vagas para tudo.

  • SIMONE AP. PACHECO TAVARES

    VOCÊS PODERIAM INFORMAR QUAIS FORAM AS DISCIPLINAS COBRADAS NO ULTIMO CONCURSO DO IBAMA PARA NIVEL MÉDIO?OBRIGADA……..

Comente:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *