Aprova Concursos - Blog

Inscreva-se

Receba as notícias por e-mail

Câmara aprova cálculo 85/95 e regra da “desaposentação”

Publicado em 1 de outubro de 2015 por - 8 Comentários

camara-deputadosA Câmara dos Deputados aprovou, por 174 votos a 166, a emenda à Medida Provisória 676/15, do deputado Rubens Bueno (PPS-PR) que inclui na lei o dispositivo da “desaposentação” — o recálculo da aposentadoria após a pessoa ter continuado a trabalhar depois de se aposentar.

O projeto permite até 2018, a aposentadoria no Regime Geral da Previdência Social pela regra alternativa conhecida como 85/95.  O trabalhador se aposentaria sem a redução salarial aplicada pelo fator previdenciário, criado em 2000 para desestimular a aposentadoria antes dos 60 anos (se homem) ou 55 anos (se mulher).

De acordo com a nova regra, a mulher que tiver, no mínimo, 30 anos de contribuição para a Previdência Social poderá se aposentar sem a redução provocada pelo fator se a soma da contribuição e da idade atingir 85. No caso do homem, os 35 anos de contribuição somados à idade devem atingir 95, no mínimo.

O texto aprovado suavizou o aumento dessa soma proposto pela MP original, que passou a ser estendida ao longo do tempo, subindo um ponto a cada dois anos. Assim, a regra passa a exigir 86/96 em 2019; 87/97 em 2021; 88/98 em 2023; 89/99 em 2025; e 90/100 de 2027 em diante. Para contar o tempo valem também os meses completos de tempo de contribuição e de idade.

Os deputados ainda analisam a possibilidade de excluir do texto a exigência de comprovação da união estável como entidade familiar para o companheiro ou companheira pleitear a pensão por morte de segurado da Previdência.

Com informações da Agência Câmara Notícias


Inscreva-se

Receba as notícias por e-mail

8 comentários

  • Antonio Lucas

    Alguém poderia me explicar melhor esse cálculo 85/95 e regra da “desaposentação”

    • Anderson

      A pessoa que somar o tempo de contribuição mais idade e alcançar essas somas,óbvio que para homem e mulher é diferente, porque aposenta-se aos 65 e mulher aos 60, e der 85(mulher)/95(homem) na soma não terá o valor do seu benefício reduzido pelo fator previdenciário que é calculo que leva em consideração o envelhecimento da população brasileira. Essa regra possibilitará a aposentadoria integral até o teto do INSS.

      Lembre-se: tempo de contribuição + Idade= ap.integral
      Nota: Não sei como a previdência sempre está em crise pro governo faz mais de 20 anos que esse fator é aplicado sendo que o teto do INSS é 4000 e alguma coisa, e maioria das pessoas se aposenta com salário mínimo.Resumindo sacanagem do governo FHC e Lula e Dilma.

    • Erica Helena

      A regra 85/95 significa que cumprindo o tempo mínimo de contribuição 30 anos para mulheres e 35 para homens, se somar a idade (ex: mulher com 55 anos) com o tempo de contribuição (ex: 30 anos) e fechar o valor (85 da regra p mulher), então não será aplicado o fator previdenciário, que leva em conta a expectativa de vida.

  • Edneia

    Também gostaria de mais explicações, para poder entender direito!

  • Amabily

    Esse cálculo seria a idade que a pessoa está no momento, mais os 30 anos de contribuição? Por exemplo, para uma mulher de 55 anos, seria somado sua idade mais os 30 anos? 55+30?

  • Silvio

    O Fator 85/95 vai permitir que os meses sejam contabilizados para formar 01 ponto?
    Por exemplo: homem 35 anos e 6 meses de contribuição + 59 anos e 6 meses = 95 pontos.

Comente:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *