Aprova Concursos - Blog

Inscreva-se

Receba as notícias por e-mail

BONS CONCURSOS VÊM AÍ!

Publicado em 13 de agosto de 2015 por - 2 Comentários

Salve, salve, nobres alunos e alunas do Aprova!

Grande satisfação voltar a escrever para vocês num momento tão singular!

Todos temos acompanhado que a “maré não está para peixe”; o país realmente atravessa uma crise que, para todos os efeitos, já deixou sua marca: corte de despesas em todos os níveis governamentais, concursos adiados ou cancelados, inflação alta, desentendimentos políticos, demissões na iniciativa privada, alta do dólar, redução dos índices de consumo etc. Poderíamos desfiar um monte de consequências da atual conjuntura. Porém, são esses momentos, precisamente, que nos fazem crescer e prosperar.

Nesse contexto, concursos como os do INSS, CORREIOS, STJ, PETROBRAS, entre outros, configuram-se como excelentes oportunidades para contornar a crise. É por isso que convoco você, meu/minha nobre , a se dedicar com ainda mais afinco, pois quem consegue uma vaga no serviço público fica, com absoluta certeza, com menos preocupações. Afinal, com crise ou sem crise, os seus preciosos $$ estarão, mensalmente, lá na sua conta corrente!

Chega de papinho, vamos ao que interessa:
Como você sabe, as provas de Língua Portuguesa, sejam elas objetivas ou discursivas, têm sido diferenciais nos concursos. Exatamente por isso, tentarei trazer, semanalmente, uma ou mais dicas que podem valer pontos importantes na sua prova. Quero, desde já, deixar meu e-mail à sua disposição: professoram37@gmail.com; você também me encontra facilmente pelo facebook: basta procurar por Andre Ben Noach e me adicionar; terei prazer em conversar com você e esclarecer suas dúvidas!

Vou começar com dicas aleatórias, todas retiradas de questões de concursos (você pode assistir várias delas que comentei e comento para o site do Aprova!), porém, caso haja alguma dúvida pontual ou questão que você queira que eu comente aqui, basta enviar para mim, ok?
Vamos à de hoje:

Observe a seguinte questão:

CESGRANRIO – PETROBRAS – CONTADOR – 2011

– Considere as frases abaixo.
I. Há amigos de infância de quem nunca nos esquecemos.
II. Deviam existir muitos funcionários despreparados; por isso, talvez, existissem discordâncias entre os elementos do grupo.

Substituindo-se em I o verbo haver por existir e em II o verbo existir por haver, a sequência correta é:

a) existem, devia haver, houvesse;
b) existe, devia haver, houvessem;
c) existe, devia haver, houvesse;
d) existem, deviam haver, houvesse;
e) existe, deviam haver, houvessem.

GABARITO: Alternativa “a”.
Meu comentário: É muito comum, em provas de diferentes concursos, as bancas abordarem o tema concordância do verbo impessoal “haver” (quando empregado no sentido de “existir”) e também a concordância do verbo pessoal “existir”. Nunca se esqueça, meu caro/minha cara, de que o verbo “haver” é sempre IMPESSOAL e TRANSITIVO DIRETO em casos como e esse e, portanto, não pode apresentar flexão, permanecendo na terceira pessoa do singular; quanto ao verbo “existir”, ele será SEMPRE PESSOAL e INTRANSITIVO, devendo ser flexionado. Vale ressaltar que, quando estes verbos são os principais em locuções, transmitem suas características aos seus auxiliares. Assim, veja:

Há de haver bons alunos lendo este artigo.
Hão de existir bons alunos lendo este artigo.

E jamais:

Hão de haver… ou Há de exitir…, combinado?

É em função deste princípio, que a única alternativa que resolve a questão acima é a “A”.

Um grande abraço e até a próxima!!


Inscreva-se

Receba as notícias por e-mail

2 comentários

Comente:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *