Aprova Concursos - Blog

Inscreva-se

Receba as notícias por e-mail

Super Aulão de Véspera gratuito para o XVII Exame de Ordem

Publicado em 17 de julho de 2015 por - 12 Comentários

XVII-oabO Aprova Concursos irá realizar um super Aulão de Véspera gratuito para o XVII Exame de Ordem em Curitiba. Não perca a oportunidade de rever os principais assuntos para a prova que será aplicada no dia 19 de julho.

Acompanhe por aqui: http://aprovaexamedeordem.com.br/ao-vivo/

Aulão de Véspera Online!
Dia:
17 e 18/07/2015
Horário: 17/07 (19h30 às 22h25) e 18/07 (09h às 17h20)

Acompanhe por aqui: http://aprovaexamedeordem.com.br/ao-vivo/

Gabarito extraoficial após a prova

No domingo, logo após a prova, acompanhe aqui a transmissão ao vivo do Gabarito Extraoficial. Os professores do Aprova irão corrigir e comentar as questões cobradas no exame.

PROGRAMAÇÃO COMPLETA DO AULÃO DE VÉSPERA

17/07/2015
Disciplina Professor Início Término
Credenciamento Equipe Aprova 19:00 19:30
Abertura Equipe Aprova 19:30 19:40
Direito Constitucional Antonio Kozikoski 19:40 20:25
Direito Internacional Público Ahyrton Lourenço Neto 20:25 20:55
Direitos Humanos Antonio Kozikoski 20:55 21:10
Direito Tributário Sérgio Karkache 21:10 21:40
Direito Administrativo André Barbieri 21:40 22:25
18/07/2015
Disciplina Professor Início Término
Credenciamento Equipe Aprova 8:30 9:00
Abertura Equipe Aprova 9:00 9:10
Direito Processual Civil Guilherme Correa 9:10 9:55
Direitos do Trabalho Rafaela Sionek 9:55 10:30
Direito Empresarial Guilherme Correa 10:30 11:05
Direito do Consumidor Ahyrton Lourenço 11:05 11:35
Direito Penal Guilherme Rittel 11:35 12:10
Intervalo   12:10 13:15
Filosofia do Direito Dênis Carvalho 13:15 13:30
ECA Wisley Santos 13:30 13:45
Direito Processual Penal Wisley Santos 13:45 14:20
Direito Civil: Família e Sucessões Gustavo Eidt 14:20 14:45
Direito Civil: Parte Geral e Reais Cristiano Dionísio 14:45 15:10
Direito Civil: Especial Leonardo Agostini 15:10 15:35
Direito Processual do Trabalho Bruno Klippel 15:35 16:10
Estatuto e Ética Valter Otaviano 16:10 16:20
Direito Ambiental Valter Otaviano 16:20 17:20

Acompanhe por aqui: http://aprovaexamedeordem.com.br/ao-vivo/


Inscreva-se

Receba as notícias por e-mail

12 comentários

  • Adriana Paula Vieira Machado

    gostaria de receber o material da aulao da oab.

  • Adriano Pádua

    Olá professores. Na correção da questão 9 da prova azul, ética OAB, o professor disse que a opção correta é a letra D, que inclusive foi a que eu marquei. No gabarito consideraram a letra B. Fiz 39 pontos e a correção que vocês fizeram reacendeu minhas esperanças. Vocês acham que vao corrigir o gabarito ou há a possibilidade de a letra B ser considerada certa. Me deem um Auxílio. Grato…

  • Regina Oliveira Santos de Lima

    Bom dia,
    gostaria de saber se vcs podem fornecer certificado de presença para quem participu do Super Aulão de Véspera gratuito para o XVII Exame de Ordem.
    Agradeço antecipadamente a atenção.

    • Blog Aprova Concursos

      Olá Regina

      Infelizmente o Aprova não tem autorização para emitir certificado para os Aulões. Tratam-se de cursos livres, com caráter informativo.

      Abs.

  • Juliana Pedrosa

    Boa tarde!

    Vocês ficaram de publicar os recursos das questões do XVII Exame da OAB, quando será disponibilizados?
    Obrigada!

    • Blog Aprova Concursos

      Olá Juliana

      Acesse http://aprovaexamedeordem.com.br/2015/07/comentarios-questoes-de-tributario-na-1a-fase-xvii-exame-da-oab/

      Abs.

  • Valdomira Rodrigues Gomes

    Bom dia,
    Gostaria de saber dos mestres de Direito Civil do APROVA: Gustavo Eidt, Cristiano Dionísio e Leonardo Agostini. Caríssimos, sobre a peça da 2ª fase da OAB XVII exame de Direito Civil os senhores não visualizaram uma 2ª peça? Exemplo: Uma Ação cautelar de Sustação de Protesto com pedido Liminar, uma vez, que o título oriundo da dívida já esta prescrito e o credor não poderia executar. Art. 47 lei do cheque. No mais, na cautelar poderia ser alegado a prescrição e o juiz, ao reconhecer a prescrição poderia julgar com resolução de mérito? Art. 810. “O indeferimento da medida não obsta a que a parte intente a ação, nem influi no julgamento desta, salvo se o juiz, no procedimento cautelar, acolher a alegação de decadência ou de prescrição do direito do autor.” Art. 811. Sem prejuízo do disposto no art. 16, o requerente do procedimento cautelar responde ao requerido pelo prejuízo que Ihe causar a execução da medida:

    I – se a sentença no processo principal Ihe for desfavorável;

    II – se, obtida liminarmente a medida no caso do art. 804 deste Código, não promover a citação do requerido dentro em 5 (cinco) dias;

    III – se ocorrer a cessação da eficácia da medida, em qualquer dos casos previstos no art. 808, deste Código;

    IV – se o juiz acolher, no procedimento cautelar, a alegação de decadência ou de prescrição do direito do autor (art. 810).

    Parágrafo único. A indenização será liquidada nos autos do procedimento cautelar.Art. 808. Cessa a eficácia da medida cautelar:

    I – se a parte não intentar a ação no prazo estabelecido no art. 806;

    II – se não for executada dentro de 30 (trinta) dias;

    III – se o juiz declarar extinto o processo principal, com ou sem julgamento do mérito.

    Parágrafo único. Se por qualquer motivo cessar a medida, é defeso à parte repetir o pedido, salvo por novo fundamento.

    Art. 809. Os autos do procedimento cautelar serão apensados aos do processo principal.
    Sendo assim, vejo perfeitamente possível tal procedimento. Se o juiz acolher o pedido e extinguir o feito com julgamento do mérito o caso esta resolvido do contrário teria o autor o prazo de 30 dias para entrar com ação principal. Desta feita, tal procedimento também, seria possível para resolução do problema em voga. Grata a atenção dos mestres! Valdomira.

    • Blog Aprova Concursos

      Oi Valdomira, tudo bem?
      Já encaminhamos sua dúvida aos professores.
      Assim que eles respondam, postamos aqui.
      Abraços,

    • Blog Aprova Concursos

      “Caríssima Valdomira, primeiramente agradecemos o contato.
      Com relação à sua dúvida, acredito que a medida cautelar de sustação de protesto não poderia ser admitida pela FGV com base no raciocínio apresentado.
      Digo isso porque apesar da Lei do Cheque prever o prazo prescricional de 6 meses para execução do título (art. 59, Lei 7.357), o crédito estampado na cártula não prescreveria no mesmo prazo. Relembro que o STJ tem Recurso Repetitivo sobre a matéria (REsp n. 1101412/SP) deixando claro ser de 5 anos o prazo para ajuizamento de ação monitória amparada em título prescrito:

      PROCESSUAL CIVIL. RECURSO ESPECIAL REPRESENTATIVO DE CONTROVÉRSIA. ART. 543-C DO CPC. AÇÃO MONITÓRIA APARELHADA EM CHEQUE PRESCRITO. PRAZO QUINQUENAL PARA AJUIZAMENTO DA AÇÃO. INCIDÊNCIA DA REGRA PREVISTA NO ART. 206, § 5º, INCISO I, DO CÓDIGO CIVIL.

      1. Para fins do art. 543-C do Código de Processo Civil: “O prazo para ajuizamento de ação monitória em face do emitente de cheque sem força executiva é quinquenal, a contar do dia seguinte à data de emissão estampada na cártula”.

      2. Recurso especial provido.

      (REsp 1101412/SP, Rel. Ministro LUIS FELIPE SALOMÃO, SEGUNDA SEÇÃO, julgado em 11/12/2013, DJe 03/02/2014)

      Nesse sentido, como o enunciado fala em 10 meses da emissão, você está correta em visualizar a prescrição da pretensão executória (execução de título extrajudicial) mas não em relação ao crédito propriamente dito.

      Assim, em meu entendimento, não seria cabível o ajuizamento de medida cautelar de sustação de protesto.

      Grande abraço!
      Leonardo Agostini”

      • Valdomira Rodrigues Ggomes

        Caríssimo mestre, Leonardo Agostini, muito honrada com o fato de alguém com tamanho e notório saber jurídico dispor do seu precioso tempo, para responder a indagação de uma aprendiz!

        Tudo de bom sempre e muita prosperidade ao APROVA…

        Muitíssimo obrigada!
        Valdomira Rodrigues Gomes.

Comente:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *