Aprova Concursos - Blog

Inscreva-se

Receba as notícias por e-mail

Instituto Militar de Engenharia abre 98 vagas para Engenheiro Militar

Publicado em 10 de julho de 2015 por - 2 Comentários

IMEO Instituto Militar de Engenharia (IME), do Comando do Exército, divulgou edital com 70 vagas da Ativa no Concurso de Admissão ao Curso de Formação e Graduação de Oficiais (CACFG) e 28 oportunidades para à Reserva do Quadro de Engenheiros Militares do Exército. As inscrições devem ser feitas a partir do dia 13 de julho até o dia 1.º de setembro de 2015 no site www.ime.eb.br.

São admitidos candidatos do sexo masculino e feminino. O IME tem a tradição de possuir um dos vestibulares mais difíceis do país, com questões abrangentes e que exigem profundo conhecimento dos candidatos sobre os assuntos abordados.

O curso de formação, realizado no IME, no Rio de Janeiro, tem a duração de um ano letivo e após a sua conclusão o aluno é declarado aspirante a oficial do Quadro de Material Bélico. O aluno que concluir o 1.º ano do curso estará apto a prosseguir o curso de graduação, com duração de quatro anos.

SOBRE O CONCURSO

  • Edital 2015: publicado
    • Inscrições: 13/07/17 a 01/09/15
    • Cargo: Engenheiro Militar
    • Vagas: 98
    • Requisitos: ser brasileiro(a) nato(a), ter no mínimo 16 anos e no máximo 21 anos completados no período de 1.º de janeiro a 31 de dezembro do ano do concurso, ter concluído ou estar cursando a última série do Ensino Médio.
    • Remuneração: R$ 5.967,00 (após formado na Ativa)
    • Curso: curso de formação e graduação com duração de 5 anos no Rio de Janeiro-RJ (12/02/2016)
    • Prova: 15/10/15
    • Organizadora: IME

Requisitos

Dentre os principais requisitos, os candidatos devem:

– Ter concluído o ensino médio.

– Ter no mínimo 16 e no máximo 22 anos de idade, completados até 31 de dezembro do ano da matrícula. Para o quadro da reserva os candidatos devem ter no máximo 21 anos.

– Candidato do sexo masculino: ter altura mínima de 1,60m. Altura mínima de 1,57m para candidatos até 16 anos de idade, desde que o exame radiológico de extremidade revele a possibilidade de crescimento.

– Candidato do sexo feminino: ter altura mínima de 1,55 m.

Benefícios para os alunos da ativa

Alimentação, assistência médica e odontológica, alojamento (para os que necessitarem) e ajuda de custo mensal.

Etapas

O concurso será dividido em Exame Intelectual (EI), Inspeção de Saúde (IS) e Exame de Aptidão Física (EAF), a serem realizados nas datas estabelecidas no Calendário Complementar às IRCAM/IME. O EI tem caráter eliminatório e classificatório e a IS e o EAF são eliminatórios.

O Exame Intelectual tem caráter eliminatório e classificatório, é composto de duas fases:

1.ª Fase, prevista para o dia 15 de outubro de 2015, constará de prova objetiva de matemática, física e química, de caráter eliminatório, e que compreenderá 40 questões, sendo 15 de matemática, 15 de física e 10 de química.

– 2ª Fase, prevista para os dias 26, 27, 28 e 29 de outubro de 2015, contempla três provas discursivas das matérias específicas (Matemática, Física e Química), e duas provas mistas (com questões objetivas e/ou discursivas) de Português e de Inglês, todas de caráter eliminatório e classificatório. A redação terá caráter apenas eliminatório.

Serão cinco dias de provas, sendo realizada no 1.° dia (15/10/15) uma prova de múltipla escolha contendo 40 questões (15 de Matemática, 15 de Física e 10 de Química) com 5 itens cada. Nos dias que se seguem (26, 27, 28 e 29/10/15), são realizadas, na ordem: provas de Matemática (2.° dia), Física (3.° dia) e Química (4.° dia), contendo cada prova 10 questões discursivas. No último dia são realizadas as provas de Português e Inglês.

O candidato deve alcançar nota maior ou igual a 4 em cada prova discursiva e obter média geral final maior ou igual a 5.

Inspeção de Saúde (IS)

A Inspeção de Saúde tem caráter eliminatório. Os candidatos aprovados e classificados dentro do número de vagas no Exame Intelectual, bem como os candidatos convocados como excedentes, deverão apresentar-se no IME para a realização da Inspeção de Saúde devendo apresentar os resultados de alguns exames de laboratório. Confira aqui os exames e critérios desta etapa.

Exame de Aptidão Física (EAF)

O Exame de Aptidão Física tem caráter eliminatório, com exceção da prova de flexão de braços em barra horizontal fixa, que serve apenas como avaliação diagnóstica.

O candidato convocado para o EAF deverá apresentar-se levando traje esportivo (camiseta, calção ou bermuda e tênis). Durante a realização do EAF, será permitido ao candidato executar até duas vezes cada uma das tarefas, sendo a segunda tentativa no dia posterior ao da execução da primeira tentativa.

A aptidão física dos(as) candidatos(as) ao ingresso no IME é expressa pelo conceito APTO ou INAPTO, e é avaliada de acordo com os índices mínimos a seguir.

Candidatos do sexo masculino:

1.º Dia 2.º Dia
FLEXÃO ABDOMINAL (SEM TEMPO) FLEXÃO DOS BRAÇOS SOBRE O SOLO
(SEM TEMPO)
BARRA
(SEM TEMPO)
CORRIDA LIVRE
(DOZE MINUTOS)
18 9 apenas para efeito de avaliação diagnóstica. 1800

Candidatos do sexo feminino:

1.º Dia 2.º Dia
FLEXÃO ABDOMINAL (SEM TEMPO) FLEXÃO DOS BRAÇOS SOBRE O SOLO (SEM TEMPO) CORRIDA LIVRE
(DOZE MINUTOS)
14 6

I – abdominal supra

– posição inicial: o candidato deverá tomar a posição deitado em decúbito dorsal, joelhos flexionados, pés apoiados no solo, calcanhares próximos aos glúteos, braços cruzados sobre o peito, de forma que as mãos encostem no ombro oposto (mão esquerda no ombro direito e vice-versa). O avaliador deverá se colocar ao lado do avaliado, posicionando os dedos de sua mão espalmada, perpendicularmente, sob o tronco do mesmo a uma distância de quatro dedos de sua axila, tangenciando o limite inferior da escápula (omoplata). Esta posição deverá ser mantida durante toda a realização do exercício;

– execução: o candidato deverá realizar a flexão abdominal até que as escápulas percam o contato com a mão do avaliador e retornar à posição inicial, quando será completada uma repetição, e prosseguirá executando repetições do exercício sem interrupção do movimento. O ritmo das flexões abdominais, sem parada, será opção do candidato e não há limite de tempo.

II – flexão de braços

– posição inicial: apoio de frente sobre o solo, braços e pernas estendidos; para a tomada da posição inicial, o candidato deverá se deitar, em terreno plano, liso, apoiando o tronco e as mãos no solo, ficando as mãos ao lado do tronco com os dedos apontados para frente e os polegares tangenciando os ombros, permitindo, assim, que as mãos fiquem com um afastamento igual à largura do ombro. Após adotar a abertura padronizada dos braços, deverá erguer o tronco até que os braços fiquem estendidos, mantendo-se os pés unidos e apoiados sobre o solo;

– execução: o candidato deverá abaixar o tronco e as pernas ao mesmo tempo, flexionando os braços paralelamente ao corpo até que o cotovelo ultrapasse a linha das costas, ou o corpo encoste no solo, estendendo, então, novamente, os braços, erguendo, simultaneamente, o tronco e as pernas até que os braços fiquem totalmente estendidos, quando será completada uma repetição. Deverá executar o número máximo de flexões de braços sucessivas, sem interrupção do movimento. O ritmo das flexões de braços, sem paradas, será opção do candidato e não há limite de tempo.

Observação: para os candidatos do sexo feminino, durante o exercício de “Flexão dos Braços sobre o Solo”, será permitido o apoio dos joelhos sobre o solo, ficando a candidata, durante a execução da tarefa, apoiada nas mãos, nos joelhos e na ponta dos pés.

Flexão de braços em barra horizontal fixa

– posição inicial: pegada na barra em pronação, com os dedos polegares envolvendo-a (palmas das mãos para frente) e braços totalmente estendidos. As mãos deverão permanecer com um afastamento entre si correspondente à largura dos ombros e o corpo deverá estar estático;

– execução: após a ordem de iniciar, o candidato deverá executar a flexão dos braços na barra até que o queixo ultrapasse completamente a barra (estando a cabeça na posição natural, sem hiperextensão do pescoço) e, imediatamente, descer o tronco até que os cotovelos fiquem completamente estendidos (respeitando as limitações articulares individuais), quando será completada uma repetição. O ritmo das flexões de braços na barra será opção do candidato.

Observações: não poderá haver nenhum tipo de impulso, nem balanço das pernas para auxiliar o movimento. A contagem de flexões será encerrada no momento em que o candidato largar a barra. Não há limite de tempo para execução.

Corrida de 12 (doze) minutos

– execução: partindo da posição inicial, de pé, cada candidato deverá correr ou andar a distância máxima que conseguir, no tempo de 12 minutos, podendo interromper ou modificar seu ritmo de corrida. A prova deverá ser realizada em piso duro (asfalto ou similar), e, para a marcação da distância deverá ser utilizada uma trena de 50 (cinquenta) ou 100 (cem) metros, anteriormente aferida.

Observações: é proibido o acompanhamento do candidato durante a tarefa, por quem quer que seja, em qualquer momento da prova. É permitida a utilização de qualquer tipo de tênis e a retirada da camisa.

Curso de Formação e Graduação

O Curso de Formação e Graduação do IME tem a duração de 5 anos. O candidato pode optar pelas seguintes especialidades da engenharia: Fortificação e Construção (Engenharia Civil), Eletrônica, Comunicações, Elétrica, Mecânica e de Armamento, Mecânica e de Automóveis, Materiais, Química, Cartográfica e Computação.

Ao fim do 2.° ano encerra-se o ciclo básico. É feita a média geral da turma, ativa e civis, para que seja feita uma classificação da turma, e pela qual, do primeiro ao último colocado será feita a escolha de especialidade.Os três anos seguintes, que constituem o período profissional, serão cursados de acordo com a escolha do aluno, dentro da especialidade que ele escolheu, ou teve que escolher.

  1. Alunos optantes pela ativa: têm instrução militar durante os 5 anos de formação, sendo promovidos ao posto de 1.º Tenente no início do 5º ano. Durante esse período, fazem jus a alojamento, alimentação, vencimento e fardamento. Também têm aulas sobre Administração Pública, Direito militar, Liderança e Chefia e outros temas necessários ao futuro Oficial do Exército Brasileiro (EB).
  2. Alunos optantes pela reserva: têm instrução militar apenas no 1.º ano do IME, sendo imediatamente declarados Aspirantes a Oficial e incluídos na reserva do Quadro de Engenheiros Militares (QEM). Apenas nesse período de formação militar, fazem jus a alojamento, alimentação, vencimento e fardamento. Nos quatro anos seguintes, prosseguem o curso de graduação como alunos civis.

Dentre as atividades, os alunos realizam: treinamento físico-militar (TFM), tiro, ordem unida, operações no terreno, visitas a quartéis e museus históricos militares e aulas de história militar.

IME

O IME é um estabelecimento de ensino do Departamento de Ciência e Tecnologia (DCT) responsável, no âmbito do Exército Brasileiro, pelo ensino superior de Engenharia e pela pesquisa básica.

Ministra cursos de graduação, pós-graduação e extensão universitária para militares e civis. Insere-se no Sistema de Ciência e Tecnologia do Exército, cooperando com os demais órgãos, por meio da prestação de serviços e pela execução de atividades de natureza técnico-científicas. O Instituto coopera, pelo ensino e pela pesquisa, também para o desenvolvimento científico-tecnológico do País.

Siglas:

CG – Curso de Graduação (oficiais oriundos de AMAN)

CFG-A – Curso de Formação e Graduação – Ativa

CFG-R – Curso de Formação e Graduação – Reserva

ONA – Outras Nações Amigas

OFA – Oficiais de Outras Forças Armadas

Cfrm – Curso de Formação (civis já formados em Engenharia que fazem formação militar no IME)

Clique aqui e confira o Manual do Candidato.


Inscreva-se

Receba as notícias por e-mail

2 comentários

Comente:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *