Saudações, queridos alunos e alunas do Aprova Concursos!

Com este post, estreio meu espaço no Blog do Aprova, com dicas, lições, curiosidades e piadinhas didáticas, tudo para que você aprenda cada vez mais a tão linda Língua Portuguesa e alcance seu objetivo de passar e ser nomeado no concurso dos seus sonhos.

Bife

Quem estuda sabe que existe aquela expressão À MODA ou À MODA DE, que, explícita ou subentendida, deve receber acento indicativo de crase. É o caso, por exemplo, de “Saímos à francesa” ou “Vou querer um bife à milanesa, por favor”.

Por conta dessa regra, alguns entendem que a expressão “Bife a cavalo” deveria receber o acento de crase, o que claramente não faz sentido, queridos alunos e alunas.

O cronista Luiz Edmundo, ao se referir aos restaurantes e casas de pasto da cidade do Rio de Janeiro, na passagem do século XIX e nas primeiras décadas do século XX, diz que:“É uma gíria de restaurante que ainda não se perdeu de todo. Chama-se, ainda hoje, ao bacalhau, espinha, e chinês, ao arroz. Um bife com ovo em cima é um ‘bife com um ovo-a-cavalo’ (essa expressão de gíria passou aos restaurantes de certa categoria, e também ficou)”.

Luiz Edmundo – O Rio de Janeiro do Meu Tempo – Brasília: Senado Federal, Conselho Editorial, 2003.

 

Portanto, não se trata de um “bife à moda cavalo”, até porque, se algo estiver “a cavalo” ali, não será o bife, mas sim os ovos! Há outra versão da origem da expressão que conta o fato de o prato, com fritas, ser denominado “bife a pé”, por ser de mais lenta preparação, ao passo que, sem fritas, ser chamado de “bife a cavalo”, por ser servido mais rapidamente.

 

Fato é que esta expressão não possui crase, pois esta não pode ocorrer antes de expressões masculinas, como é o caso de “cavalo”, e isso já foi matéria de questão de concurso:

 

(FGV/2011-SEFAZ/RJ – Analista de Controle Interno) Ratifica-se, assim, o conceito de que a conscientização tributária pode representar um ponto de partida para a formação cidadã como uma das formas eficazes de atender às demandas sociais, com maior controle sobre a coisa pública.

ProvaNo período acima, empregou-se corretamente o acento grave para indicar o fenômeno da crase. Assinale a alternativa em que o acento grave tenha sido empregado corretamente.

(A) Em visita ao Rio, fomos à Copacabana da Bossa Nova.

(B) Esta prova vai de 13h às 18h.

(C) Finalmente fiquei face à face com a tão esperada prova.

(D) Os candidatos somente podem deixar o local de prova à partir das 15h.

(E) Pedimos um bife à cavalo.

RESPOSTA CORRETA: A

 

Deu água na boca? Corra a preparar um bife a cavalo para você… SEM CRASE!

Um grande abraço e até a próxima.

 

Prof. Pólux Martins

Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *