Aprova Concursos - Blog

Inscreva-se

Receba as notícias por e-mail

Câmara dos Deputados aprova criação de 332 cargos nos TRE’s

Publicado em 21 de maio de 2015 por - 2 Comentários

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) aprovou o Projeto de Lei 7027/13 do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que cria 332 cargos efetivos e 334 funções comissionadas nos quadros de pessoal dos tribunais regionais eleitorais. O texto seguirá ainda para o Senado, a não ser que haja recurso para a análise pelo Plenário.

A proposta prevê a criação de 166 cargos efetivos de analista judiciário, 166 de técnico judiciário, 167 funções comissionadas de chefe de cartório eleitoral e 167 funções comissionadas de assistente I para diversas zonas eleitorais. Está prevista também a transformação de 2.873 funções comissionadas em funções de chefes de cartório e a criação de 2.873 funções comissionadas de assistente I.

Analisada e aprovada pelo Conselho Nacional da Justiça (CNJ) em dezembro de 2013, a proposta prevê que as despesas serão custeadas por dotações orçamentárias dos tribunais regionais eleitorais. Valtenir Pereira, deputado relator na CCJ, ressaltou que “o projeto está instruído com farta e suficiente documentação do Tribunal Superior Eleitoral, onde se permite constatar a efetiva necessidade da criação e transformação de novos cargos, bem como a criação de funções comissionadas no seu quadro de pessoal, destinadas aos cartórios eleitorais”.

Clique aqui para visualizar a distribuição dos cargos e funções em cada Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

Com informações da Agência Câmara Notícias 


Inscreva-se

Receba as notícias por e-mail

2 comentários

  • janaina

    2873 funções comissionadas de assistente….notícia ótima para concurseiros que, como eu, se esforçam em estudar, gastam tempo e dinheiro, para mendigar uma das 166 vagas de técnico judiciário, em vista deste número quase 18 vezes maior, em que são preenchidos por pessoas que na maioria das vezes não fizeram nenhum esforço, muito menos estudaram exaustivamente como é comum para ser aprovado e ficar em uma boa classificação, precisando somente conhecer as pessoas certas.

    • Anderson

      Concordo plenamente com a Janaína e acrescento que, especialmente neste momento em que todos os grandes meios de comunicação divulgam que existe uma crise econômica e que são necessários ajustes e contenções de gastos públicos, o citado Tribunal venha a divulgar que pretende criar tantos cargos comissionados. Para os que forem aprovados, entrarão sabendo que para cada vaga preenchida por concurso, haverão mais duas, talvez até divididas pelos mesmos locais, onde serão empossados um chefe e um assistente comissionados, o que não deixará muito espaço para crescimento na carreira por mérito. Triste notícia, que até desanima quem está gastando sua energia, tempo e dinheiro se qualificando para poder exercer seu papel com eficiência e dignidade no poder público

Comente:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *