dpuA Defensoria Pública da União (DPU) publicou nota oficial comunicando que as datas indicadas no edital do concurso devem ser desconsideradas. A seleção previa a ocupação de 143 vagas imediatas e foi suspensa no dia 8 de maio de 2015.

A informação põe fim na dúvida de muitos candidatos sobre o prazo final para pagamento da taxa de inscrição. A DPU trabalha para que o concurso seja retomado o mais breve possível. “visando resguardar os interesses dos candidatos e das pessoas vulneráveis que necessitam de assistência jurídica gratuita, envidará todos os esforços necessários ao restabelecimento do certame”, informa a nota do órgão.

ESTUDE PARA ESTE CONCURSO COM O APROVA CONCURSOS!

Os cargos administrativos que seriam disputados nesse concurso foram cedidos pelas portarias 2.649/2010, 3.045/2009 e 3.155/2011. No Sistema de Pessoal Civil da Administração Pública Federal (SIPEC) não há registro de vacância para o  quadro de pessoal da DPU.

As inscrições do concurso seguiriam abertas até a última segunda-feira (11). Do total de vagas, 105 era para agente administrativo, função de nível médio, e 38 vagas seriam para analista técnico administrativo, destinadas à graduados em qualquer formação.

Para o presidente da Associação Nacional dos Defensores Públicos Federais (Anadef), Dinarte da Páscoa Freitas, não existe possibilidade da defensoria funcionar sem esses cargos. “Não temos carreira de apoio e os únicos cargos existentes que eram cedidos do planejamento estão  sendo retirados pelo governo federal. Mais uma vez, a principal prejudicada com essa decisão é a população carente, é o assistido”, enfatizou.

Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *