Aprova Concursos - Blog

Inscreva-se

Receba as notícias por e-mail

Marinha abriu concurso com 2.200 vagas para Aprendiz de Marinheiro

Publicado em 9 de fevereiro de 2015 por - Comentar

concurso marinhaA Marinha abriu concurso com 2.200 vagas no Curso de Formação de Aprendiz de Marinheiro da carreira do Corpo de Praças Armadas (CPA), que exige nível fundamental. As inscrições iniciam amanhã (10) e o edital está para ser publicado.

Prepare-se para esse concurso com o Aprova Concursos!
Para mais informações sobre os cursos preparatórios para este concurso, ligue: 0800 606 8889.

As inscrições serão abertas no dia 10 de fevereiro e devem seguir até o dia 9 de março de 2015 pelo site https://www.ensino.mar.mil.br/. A taxa é de R$ 15.

SOBRE O CONCURSO

Edital 2015: previsto para ser publicado em fevereiro
Inscrições: 10 fevereiro de 2015 até 9 de março de 2015
Cargo: Aprendizes Marinheiros
Vagas: a definir
Requisitos: possuir o ensino fundamental, ser Brasileiro nato, do sexo masculino, e ter de 18 a 21 anos de idade.
Remuneração: R$ 680,00 (durante o curso) e R$ 1.200 (após o curso)
Curso de formação: curso com duração de 11 meses (escolas: Fortaleza – CE, Recife – PE, Vitória – ES e Florianópolis – SC).2
Prova: prevista para ser aplicada em maio de 2015
OrganizadoraMarinha do Brasil

Requisitos

Os principais requisitos para participar do concurso são:

– Ser do sexo masculino.
– Ter 18 anos completos e menos de 22 anos de idade no primeiro dia do mês de janeiro 2016.
– Ensino Fundamental concluído até a data a ser definida e divulgada no Calendário de Eventos para a verificação de documentos.
– Não ser casado ou ter constituído união estável.
– Possuir registro no Cadastro de Pessoas Físicas (CPF);

Os documentos comprobatórios das condições de inscrição deverão ser entregues na apresentação para o Período de Adaptação.

Etapas

No último concurso realizado para Aprendiz de Marinheiro, os candidatos passaram pelas seguintes etapas:

Prova escrita objetiva única, de caráter eliminatório e classificatório, com 50 questões de conhecimentos Gerais, sendo: Matemática (15), Português (15) e Ciências (20).

Eventos complementares, de caráter eliminatório, constituídos de:

– Inspeção de Saúde (IS); Teste de Aptidão Física (TAF); Avaliação Psicológica (AP); Verificação de Dados Biográficos (VDB) – Fase preliminar; Verificação de Documentos (VD).

Para não ser eliminado do Concurso Público, em TAF, o candidato deverá:
a) Nadar o percurso de 25 (vinte e cinco) metros no tempo de 50 (cinquenta) segundos, levando em consideração as observações abaixo descritas:
– A saída poderá ser feita de fora da piscina (borda ou bloco de partida) ou de dentro da piscina, a
critério do candidato; e
– O candidato deverá utilizar apenas os recursos inerentes ao seu próprio corpo, não sendo permitido nenhum apoio no fundo, na borda lateral e/ou raiamento da piscina.

b) Correr o percurso de 2.400 (dois mil e quatrocentos) metros no tempo de 16 (dezesseis) minutos. A corrida poderá ser realizada em pista oficial de atletismo ou em qualquer percurso plano previamente demarcado.

Caso o candidato seja reprovado em uma ou em ambas as provas, mesmo após as duas tentativas, ser-lhe-á concedida uma última tentativa, em dia a ser determinado pela Comissão de Avaliação, após a aplicação do TAF em todos os candidatos.

Curso de formação

Os candidatos aprovados no processo seletivo para as Escolas de Aprendizes-Marinheiro passarão por um curso de formação, que terá duração de 11 meses com inicio em janeiro de 2016 e término em dezembro do mesmo ano.

O curso de formação será realizado e em uma das quatro Escolas, situadas nas cidades de Fortaleza (CE), Recife (PE), Vitória (ES) e Florianópolis (SC), conforme escolha do candidato no ato de inscrição no concurso.

No curso de Formação militar-naval, farão Treinamento Físico-Militar e aprenderão sobre – Armamento portátil e tiro, Organização da Marinha, Português, Física, Matemática,  Eletricidade e Inglês,  História Naval,  Relações Humanas e Liderança, Informática, Primeiros Socorros e  Combate a Incêndio, entre outras de interesse militar-naval.

Os aprovados entrarão no curso inicialmente com a graduação de Aprendiz-Marinheiro e posteriormente como Grumete, os militares terão as seguintes vantagens:

– Vencimentos mensais de cerca de R$ 680,00;
– Uniformes;
– Assistência médico-hospitalar;
– Alojamento e alimentação, entre outros benefícios.

Após formação no curso

Após a aprovação no curso de formação, os Grumetes serão declarados Praças da Marinha do Brasil, na graduação de Marinheiro e passarão a receber o salário de R$ 1.200.

Serão designados para servirem por um ano em um dos diversos tipos de navios da Marinha, tais como: Porta-Aviões, Fragatas, Corvetas, Navios-Patrulha, Navios de Transporte, de Assistência-Hospitalar, de levantamento hidrográfico e de pesquisas, que têm base nas cidades do Rio de Janeiro, Manaus, Belém, Natal, Salvador, Rio Grande (RS) e Ladário (MS), assim como, em esquadrões de helicópteros e de aviões que têm base em São Pedro D’Aldeia – RJ, Manaus, Rio Grande (RS) e Ladário (MS).

E, depois, serão designados para unidades em terra, onde permanecerão por mais um ano.

Carreira

No terceiro ano na função de Marinheiro, o militar-naval ainda pode se especializar e alcançar:

Função de Cabo – a partir de especialização na área de Mecânica, Eletricidade/Eletrônica ou Apoio. A área de especialização é definida a partir de um teste vocacional. E, o marinheiro ainda poderá como Voluntário escolher a especialidade de Mergulho.

Os cursos de especialização têm duração de seis a nove meses, dependendo da especialidade, e são realizados nas cidades do Rio de Janeiro e de Niterói, com exceção do de Aviação que é realizado na cidade de São Pedro D’Aldeia – RJ.

Ao final do curso, serão promovidos a Cabo e permanecerão nesta função por cerca de cinco anos. Embarcarão em navios, esquadrões de helicópteros e de aviões, ou irão servir em organizações em terra. O Salário de um Cabo é de cerca de R$ 1.950.

Em grande número das especialidades, os Cabos poderão voluntariar-se para ser submarinistas, ou seja, fazer parte das tripulações dos submarinos, com outras vantagens específicas, inclusive salariais.

Função de Sargento – o marinheiro-naval, depois de cinco anos na função de Cabo, pode fazer o curso de habilitação a Sargento, que tem duração de cerca de dois meses. Serão promovidos à graduação de Terceiro-Sargento e, logo a seguir, realizarão o Curso de Aperfeiçoamento, com duração de seis a nove meses, complementando a formação técnica iniciada com o Curso de Especialização, ou seja, tornam-se técnicos reconhecidos pelo MEC.

O Salário de um Terceiro-Sargento com o curso de aperfeiçoamento é de cerca de R$ 3.080.

Após Terceiro-Sargento, serão promovidos sequencialmente a segundo-sargento, primeiro- sargento e a suboficial, cumpridas as exigências e os critérios previstos em legislação específica, em intervalos médios de cerca de cinco anos.

Prepare-se para esse concurso com o Aprova Concursos!
Para mais informações sobre os cursos preparatórios para este concurso, ligue: 0800 606 8889.

 


Inscreva-se

Receba as notícias por e-mail

Comente:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *