Aprova Concursos - Blog

Inscreva-se

Receba as notícias por e-mail

Aprova Atualidades 92 – Aquecimento Global com efeitos irreversíveis

Publicado em 27 de dezembro de 2014 por - 3 Comentários

Está difícil estudar Atualidades para concursos? O Aprova Concursos te dá uma força: APROVA ATUALIDADES

Assunto desse programa: • Aprova Atualidades 92 – Aquecimento Global com efeitos irreversíveis

Olá concurseiro, concurseira! Neste programa, o professor chama atenção para a discussão sobre o Efeito Estufa que foi retomada no relatório do 5.º Painel Intergovernamental de Mudança do Clima (IPCC), divulgado em novembro (02/11/2014), em Copenhague, na Dinamarca.

“As mudanças climáticas não deixarão nenhuma parte do globo intacta”, afirmou o presidente do IPCC, Rajendra Pachauri, durante a apresentação do relatório.

Se não houver uma ação imediata das nações para frear o aquecimento global a parti de um drástica redução na emissão de CO2, em pouco tempo não haverá muito o que fazer.

Pois, se as taxas de emissão de gases do efeito estufa continuarem aumentando, os meio de adaptação não serão suficiente para a manutenção do modo de vida humano. Os impactos estão cada vez mais graves e amplos, o mundo todo será afetado por esses danos.

Dados importantes

O relatório foi elaborado com participação de mais de 800 cientistas de 80 países e revela que a emissão de gases de efeito estufa, responsável pelo aquecimento global, tem aumentado desde a era pré-industrial, como consequência do crescimento econômico e da população.

O documento indica que, de 2000 a 2010, as emissões foram as mais altas da história. A acumulação de dióxido de carbono, metano e óxido nitroso na atmosfera é a mais alta desde últimos 800 mil anos. Se não houver medidas de intervenção, a temperatura média global aumentará e 5ºC até 2100.

Entre 2000 e 2010, a produção de energia por meio da queima de combustíveis fósseis foi responsável por 47% da emissão globais de gases de efeito estufa. A indústria respondeu por 30%, o transporte por 11% e as construções por 3%. Esse dados mostram que as emissões cresceram mais rapidamente do que na década anterior.

Solução 

A principal forma de evitar que a temperatura não ultrapasse os 2° C até 2.100 é a drástica redução de emissão de gases do efeito estufa. Entre 2.040 e 2.070 a emissão terá que ser 90% menor do que foi em 2010.

Para que isso ocorra, deve ser feita uma mudança significativa na matriz energética mundial, incluindo a participação massiva de renováveis, energia nuclear e a plantação de florestas para fins energéticos e eliminando a geração de energia elétrica a partir de combustíveis fósseis sem sistemas de Captura e Sequestro de Carbono (CCS, em inglês). A tecnologia de CCS é desenvolvida no mundo, inclusive pela Petrobras, mas ainda não é comercialmente viável.

Participe e deixe as suas sugestões de temas para os próximos programas!

Inscreva-se no canal do Aprova no Youtube: http://goo.gl/XvJwYc

 

 


Inscreva-se

Receba as notícias por e-mail

3 comentários

  • priscila ligeiro

    Achei o tem muito.importante mas o conteudo um pouco pobre além do texto comuitos erros de português. Parece-me que foi publicado sem revisão e com isso perde a credibilidade.

    • Blog Aprova Concursos

      Olá, Priscila!
      Realmente, por alguma falha, o texto publicado não foi o correto com versão final revisada. Já corrigimos.
      Em relação à quantidade de informações passadas, o programa serve de guia para que os concurseiros busquem ainda mais conteúdo.
      Abs e bom estudo!

  • Fuchs

    Mesmo após a revisão continua mal escrito: “o aquecimento global a parti de um drástica redução”; “temperatura média global aumentará e 5ºC até 2100”; “A principal forma de evitar que a temperatura não ultrapasse os 2° C até 2.100”; “A tecnologia de CCS é desenvolvida no mundo, inclusive pela Petrobras” (desenvolvida no mundo?! onde mais poderia ser?); “Entre 2000 e 2010, a produção de energia por meio da queima de combustíveis fósseis foi responsável por 47% da emissão globais de gases de efeito estufa. A indústria respondeu por 30%, o transporte por 11% e as construções por 3%. Esse dados mostram que as emissões cresceram mais rapidamente do que na década anterior.” (como exatamente esses dados mostram que as emissões CRESCERAM MAIS RAPIDAMENTE que na década anterior?!) — De nada!!!!!!!

Comente:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *