Aprova Concursos - Blog

Inscreva-se

Receba as notícias por e-mail

Petrobras – Transporte aquaviário – Conceitos fundamentais!

Publicado em 28 de novembro de 2014 por - Um Comentário

aulao_petrobrasOlá futuros aprovados!

Estamos na reta final de preparação para o concurso da Petrobras. Nesses últimos dias, cada detalhe pode ser decisivo para o seu bom desempenho e, consequentemente, para sua aprovação.

Para colaborar com sua preparação, seguem abaixo alguns conceitos importantes relacionados ao Transporte Aquaviário.

Armador
Pessoa física ou jurídica que, em seu nome e sob sua responsabilidade, apresta a embarcação com fins comerciais, pondo-a ou não a navegar por sua conta.

Aquaviário
Todo aquele com habilitação certificada pela autoridade marítima para operar embarcações em caráter profissional.

Comandante
Tripulante responsável pela operação e manutenção de embarcação, em condições de segurança, extensivas à carga, aos tripulantes e às demais pessoas a bordo. Também é conhecido como Mestre, Patrão ou Arrais.

Tripulante
Aquaviário ou amador que exerce funções, embarcado, na operação da embarcações.

Navegação de cabotagem
Realizada entre portos ou pontos do território brasileiro, utilizando a via marítima ou esta e as vias navegáveis interiores.

Marpol 73/78
Convenção Internacional para a Prevenção da Poluição por Navios, criada em 1973 e alterada em 1978.

Terminal Retroportuário
É o terminal situado em zona contígua à de porto organizado ou instalação portuária, compreendida no perímetro de cinco quilômetros dos limites da zona primária, demarcada pela autoridade aduaneira local, no qual são executados os serviços de operação, sob controle aduaneiro, com carga de importação e exportação, embarcados em contêiner, reboque ou semireboque.

Solas
Convenção Internacional para a Salvaguarda da Vida Humana no Mar (1974/1988). É o mais importante tratado sobre segurança da marinha mercante.

UNCLOS (CNUDM)
Convenção das Nações Unidas sobre o Direito do Mar. É um importante tratado multilateral celebrado em Montego Bay, na Jamaica, em 1982, que constitui o arcabouço jurídico que regula todas as atividades realizadas nos mares e oceanos.

Afretamento a casco nu
Contrato em virtude do qual o afretador tem a posse, o uso e o controle da embarcação, por tempo determinado, incluindo o direito de designar o comandante e a tripulação.

Afretamento por tempo
Contrato em virtude do qual o afretador recebe a embarcação armada e tripulada, ou parte dela, para operá-la por tempo determinado.

Afretamento por viagem
Contrato em virtude do qual o fretador se obriga a colocar o todo ou parte de uma embarcação, com tripulação, à disposição do afretador para efetuar transporte em uma ou mais viagens.

Certificado de Segurança de Navegação (CSN)
É o certificado emitido para uma embarcação com o propósito de atestar que as vistorias previstas nas Normas de referência foram realizadas nos prazos previstos.

Plataforma
Instalação ou estrutura, fixa ou flutuante, destinada às atividades direta ou indiretamente relacionadas com a pesquisa, exploração e explotação dos recursos oriundos do leito das águas interiores e seu subsolo ou do mar, inclusive da plataforma continental e seu subsolo.

Navio Ro-Ro (roll on / roll off)
Navios carregados e descarregados por rolamento, através de rampas que dão acesso direto do cais ao porão ou convés.

Navio Lo-Lo (lift on / lift off)
O navio é carregado e descarregado por içamento, com o auxílio de guindastes.

Navio Flo-Flo (Float on / Float off)
Navios carregados e descarregados por flutuação. São navios especiais, semissubmersíveis, podendo ser submersos para permitir a flutuação de cargas.

Panamax
Navios que, devido às suas dimensões, possuem o tamanho máximo para passar nas eclusas do Canal do Panamá.

Continuem focados, motivados e firmes nos estudos!

Um abraço!

André Sandes

 


Inscreva-se

Receba as notícias por e-mail

Um comentário

Comente:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *