De acordo com dados do Ministério da Educação (MEC), dos 8,7 milhões de inscritos na edição de 2014 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), 57,91% se declararam negros e 37,7%, brancos. O presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Chico Soares, acredita que esse número se deva à Lei de Cotas e à adoção do Enem como processo seletivo para muitas instituições de ensino superior.

Também são maioria as mulheres, que representam 58,11% (ou mais de 5 milhões) dos inscritos. No que se refere à formação, a maioria (ou 4.990.025 pessoas) já concluiu o ensino médio, enquanto 1.748.588 devem terminá-lo este ano.

arrasenoenem_online_728x90

Outro destaque é o número de idosos
inscritos na prova: são 15,5 mil candidatos com 60 anos ou mais, e esse número cresce anualmente. Em 2013, foram 10,9 mil e, em 2009, 4,7 mil idosos. Muitas dessas pessoas já têm uma formação superior e buscam outros cursos.

Em relação à divisão geográfica dos inscritos, a região Sudeste tem a maior parte: são 35,27%, seguido das regiões Nordeste, com 32,99%; Sul, com 11,97%; Norte, com 10,89%, e Centro-Oeste, com 8,85%. São Paulo, que tem 15,19% dos candidatos, Minas Gerais (11,23%) e Bahia (7,63%) são os estados com maior percentual de inscritos.

A prova

O Enem será realizado em dois dias, sempre começando às 13h, no horário de Brasília. O primeiro, com quatro horas e meia de duração, terá questões de história, geografia, filosofia, sociologia, química, física e biologia. No segundo dia, os participantes terão cinco horas e meia para fazer as provas de matemática, língua portuguesa, literatura, artes, educação física, tecnologias da informação e comunicação e língua estrangeira, além da redação.

 

Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *