Aprova Concursos - Blog

Inscreva-se

Receba as notícias por e-mail

Síndrome de Gabriela em Concursos

Publicado em 15 de agosto de 2014 por - 8 Comentários

Oi oi oi oi oi concurseiros!

Quem não lembra da novela GABRIELA, CRAVO e CANELA, baseada na obra de Jorge Amado e gravada por duas vezes. Com sua famosa música de refrão: “Eu nasci assim, eu cresci assim, e sou mesmo assim, vou ser sempre assim…”

Aposto que a maioria de vocês ao ler, lembrou da melodia e quase cantou a linda canção da Gal Costa! hehehe

Ocorre que infelizmente muitos concurseiros teimam em adequar este refrão a sua rotina de estudos.

Isso é o que alguns chamam de SINDROME DE GABRIELA (Eu nasci assim, eu cresci assim, E sou mesmo assim, vou ser sempre assim). Mesmo não atingindo os resultados esperados e almejando resultados diferentes, nada mudam! Chegam, muitas vezes, a culpar: familiares, o governo, os amigos, os professores e até mesmo a(o) namorada(o). Culpam tudo e todos, mas não param para fazer uma análise se estão realmente se preparando da melhor forma.

Claro que muitas vezes podemos ter dificuldades de origem familiar ou pessoal, mas nem sempre é assim.

Meses atrás, uma aluna aplicada me procurou dizendo que estava pensando em desistir da carreira pública, pois o planejamento dela não tinha dado certo. Segundo ela, guardou reservas financeiras para 18 meses de estudo, estava no 17 mês e não poderia seguir.

Conversamos um pouco, falei a ela das 4 bases de estudo e para minha surpresa, ela tirou uma planilha impressa da mochila com uma programação de estudos. Fiquei por alguns segundos fazendo de conta que lia aquilo e pensando em algo para dizer que a animasse, pois sentia em seus olhos (não me perguntem como) que sua aprovação estava muito próxima.

Então comecei a perguntar como era sua rotina de estudos, ela falou diversas coisas e então ouvi: “a maior parte do tempo me dedico as matérias de direito, pois sou bacharel em direito e nessas tenho ido quase sempre bem. Mas as disciplinas de cálculo e gestão estudo pouco, não adianta, não entra em minha cabeça…”ela disse ( Lembrei na hora: Eu nasci assim, eu cresci assim,e sou mesmo assim, vou ser sempre assim…Gabrieeellaaa).

Senti que ali poderia estar o cerne de sua dificuldade e propus um desafio. Sugeri a ela que invertesse o tempo de estudo das disciplinas, ou seja, muito mais tempo de estudo para calculo e gestão e menos tempo para Direito. Pedi a ela que fizesse isso pelo equivalente a preparação de 2 concursos, e caso não melhorasse, ai sim eu entenderia sua desistência.

Mesmo sabendo da dedicação da aluna, fui embora tenso, com mil questionamentos internos: será que fiz o certo? Meu Deus, eu disse a ela que se não der certo assim tudo bem ela desistir! Será que talvez não resolva? E se ela não estiver falando toda a verdade?

Depois de uma noite refletindo sobre isso, acordei e orei a Deus que ajudasse aquela aluna. Coincidência ou não, horas depois eu a encontrei com uma nova planilha de estudos, exatamente conforme havíamos combinado e o mais importante, muito animada!

Menos de 3 meses depois, recebo um email emocionado, de agradecimento, desta ex-aluna, agora servidora pública.

Alminhas, não conto esta história para me vangloriar. Poderia ter sido qualquer outro professor, familiar ou colega de estudo a orienta-la.

O mais importante foi que ela não se conformou, buscou ajuda, foi sincera, mudou o que tinha que mudar e conseguiu!

E você concurseiro, está atingindo os resultados dentro do prazo que estabeleceu? Se sim, meu parabéns por sua dedicação. Caso contrário, já fez uma auto-análise? Uma análise franca para saber onde está errando?

Minha sugestão?

Deixe de culpar terceiros, faça uma auto-crítica e principalmente: NÃO SE CONFORME com nada menor do que sonhou.

A vitória é sua, é apenas uma questão de dedicação e tempo!

Sucesso!

Professor Everson


Inscreva-se

Receba as notícias por e-mail

8 comentários

  • Lisa Alves

    hihihi….eu cantei a musica na hora…rsrs….Adorei prof! Preciso fazer um auto-analise!!!

  • Fernanda Helen

    Lindo isso! Concordo plenamente e quando Deus está no comando não há quem nos desvie de nossos objetivos. Abraços.

  • Oi Prof. Everson, prazer em receber seus emails, sã muito bons.

    Meu nome é Daiane sou de Manaus, estudo há um tempinho para concursos, e até agora ainda nã passei.

    Prof. preciso de sua ajuda. O que faço? Já tentei todos os metodos, sinceramente, estou desacreditada
    por não realizar o meu objetivo.

    Por favor me ajude.

  • Lucas

    Professor Everson, boa noite!

    Meu nome é Lucas. Sou de Severínia, interior de SP. Recentemente eu fiz o concurso de Auditor Fiscal da Receita Estadual do Rio Grande do Sul (SEFAZ-RS) e estudei com o material do Aprova. Gostei muito do material. A prova caiu tudo o que os professores falaram. Mas eu não fui muito bem nessa prova. Acho que os meses de preparação não deu para abordar os vários assuntos. Prestei o concurso da receita federal e também o meu método de estudo não funcionou! Será que preciso mudar minha rotina de estudos? Desde já, obrigado!

  • valda celia campos

    Professor, moro em Manaus e o meu maior sonho e passar num concurso federal. Mais fico pensando será que vale apenas com 44 anos de idade lutar por esse sonho, não seria melhor ser professora, já que fiz pedagogia.
    Creio que Deus realiza nossos sonhos, faço curso online pelo aprova concursos, mais o meu tempo e curto devido filhos, casa, marido que precisam da minha atenção. Me ajude, o que devo fazer lutar pelo meu sonho ou desistir dele e pensar em outra profissão.

Comente:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *