A advogada Julia Nunes, aprovada em segundo lugar na prova objetiva do concurso da Amazul – aplicada para os candidatos ao cargo de Assistente de Administração de Recursos Humanos-, e em terceiro lugar na classificação geral, decidiu que queria entrar na carreira pública logo que tinha terminado a graduação em Direito e passado no Exame da OAB.

Ela começou a se preparar com um curso semipresencial, porém não funcionou muito. Ela estava trabalhando e não teve muito tempo para se dedicar. Até que Julia conheceu o Aprova Concursos e resolveu se preparar para o concurso da Amazul, estudando à distância!

“Fiquei em segundo lugar no concurso, e foi uma surpresa muito grande porque eu não esperava”, conta. Com esse resultado, ela concluiu que “a dedicação está valendo pena!”.

Preparação

Ela explicou que foram fundamentais no período de preparação:

– O  auxílio da mentoria. Uma vez por semana, ela tinha um encontro agendado via Skype com um mentor do Aprova Concursos, que lhe ajudava a montar cronograma de estudo,  relatório de estudo, liberava as aulas do curso e dava muitas outras valiosas orientações.

– ter ganhado mais tempo de estudo por dia, pois podia assistir as aulas de onde estivesse e no horário que queria.

poder rever as aulas quantas vezes desejasse.

– ter realizado muitos exercícios no Resolução de Questões do Aprova. Ela conta que isso a ajudou a se familiarizar com a prova, pois o exercício contínuo de resolver questões de provas anteriores fez com que ela começasse a pensar e raciocinar do mesmo jeito como ela seria avaliada e testada na prova. Além disso, ela afirma que “o conhecimento se adquire na prática, em todos os dias fazendo questões!”.

Como dica, Julia ressalta que “não basta se preparar intelectualmente, você também precisa se preparar emocionalmente” para a prova.

Próximos passos

A Julia continua estudando com o Aprova! Agora ela está participando do concurso da Polícia Cilvil de São Paulo, para o cargo de Escrivão. E ela não quer ficar por aí, pois o seu objetivo é  trabalhar na Magistratura do Estado de São Paulo.

Assista ao depoimento!

Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *