Aprova Concursos - Blog

Inscreva-se

Receba as notícias por e-mail

Tópicos importantes para a preparação do concursando

Publicado em 26 de maio de 2014 por - 16 Comentários

BLOG 1

Olá Concursando(a).

Meu nome é Daniel Almeida, sou professor do Aprova Concursos e trabalho na área de preparatórios para Concursos e pré-vestibulares desde 2006. Sou graduado em Matemática pela UFPR e sou mestrando em Matemática pela mesmo universidade.

Pretendo atualizar este blog com algumas dicas de estudo, questões corrigidas e alguns temas gerais que possam ser úteis para a rotina de estudos do concursando.

Como esse é o primeiro post, não farei nada focado propriamente ao estudo da Matemática/Raciocínio Lógico mas sim para a rotina de estudos de uma maneira geral.

Quando comecei a trabalhar preparando alunos para essas provas algumas coisas me assustavam um pouco. Percebi que, algumas vezes, aquele aluno que sabia praticamente todo o conteúdo, fazia todos os exercícios, ajudava a tirar dúvidas dos colegas acabava não sendo aprovado e, aquele aluno mais disperso, que perdia algumas aulas, sentava no “fundão” e parecia não ter chance alguma era aprovado logo na primeira chamada.

Confesso que isso me deixava um pouco aflito. Não parecia justo que isso acontecesse com tanta frequência. Será que as provas eram mal elaboradas pelas bancas fazendo com que esse tipo de aluno passasse?

Não! Essa não era a resposta para a minha pergunta. Com o tempo acabei percebendo que havia MUITO mais assuntos envolvidos na aprovação de um concursando do que a quantidade de conteúdo que ele havia conseguido assimilar no tempo de preparação.

E que assuntos são esses?

 

1 – Confiança

O concursando não pode deixar sua confiança ser abalada. Ela é tão importante quanto a quantidade de conteúdo que ele assimilou.

Muitas vezes quando estamos estudando alguma matéria e/ou resolvendo alguma questão de concurso e não obtemos sucesso automaticamente temos uma pequena quebra de confiança. Alguns alunos exageram nisso e acaba virando uma bola de neve.

Quantas vezes você se deparou com uma questão que não conseguia resolver e ela foi suficiente para gerar pensamentos do tipo:

“Será que eu estou realmente preparado para este concurso?”

“Acho que não sei nada, não adianta estudar.”

“Vou desistir, isso aqui é muito difícil”

É claro estes pensamentos estão errados. Pense no quanto você já se preparou, no quanto já estudou, em quantas horas de vídeo já assistiu. Apenas uma questão que você não conseguiu resolver é suficiente para colocar este castelo em ruínas? É claro que não.

Mantenha a confiança sempre, saiba que você se preparou, que fez a sua parte. É plenamente normal que existam algumas questões que vocês não saibam resolver. Isso faz parte da rotina do concursando.

A sua quantidade de conhecimento se dá pelas questões que você sabe resolver e não pelas que não sabe.

 

2 – Cobrança

É fato que o nível de cobrança de um aluno que se esforça ao máximo, estuda e conhece toda a matéria é muito alto. O aluno que está altamente com o conteúdo em dia se cobra muito. Se acha na obrigação de ser aprovado. Acha que tem a total obrigação devido a quantidade de dedicação a essa prova. E isso não é verdade!

Claro que é de se esperar que esse aluno tenha mais chances que os outros. Com certeza! Mas isso não gera a obrigação de ser aprovado. O concursando tem que ter a certeza que fez a sua parte, que se dedicou o tempo suficiente. O resto deve deixar na mão da banca corretora.

Por mais repetitivo que isso seja, não devemos nos preocupar com problemas que não podemos resolver. Já que fizemos nossa parte, agora é aguardar o resultado!

 

3 – Gestão de tempo no dia da prova

Talvez este seja um tema totalmente abandonado na preparação para a prova.

Quase nenhum concursando faz uma estratégia de como gerir o tempo durante a prova e isso é tão importante quanto todos os aspectos da sua preparação.

Veja que o SEU nome na lista de aprovados não depende de QUAIS questões você acertou e sim de QUANTAS questões você acertou!!!!

Parece tão óbvia a frase acima que nem nos damos conta de como ela reflete o bom andamento da nossa prova.

Gestão de tempo é fundamental! Devemos sempre começar pelas questões mais fáceis, as mais simples e rápidas de resolver. Em seguida resolveremos todas as questões medianas e por fim, se sobrar tempo, as questões difíceis.

Não temos que resolver a prova na ordem que as questões aparecem. O ideal é que a prova gire várias vezes em nossa mão.

 

Bom, é claro que não fiz esse post para desesperar os concursandos mas sim para citar elementos mal difundidos da preparação de cada um que podem ser decisivos na aprovação.

Uma boa preparação consiste em conhecimento, confiança e boa gestão de tempo na hora da prova. Vamos caprichar nesses quesitos!

Com certeza muitos obstáculos aparecerão na nossa preparação. Algumas vezes gastamos muita energia pensando neles. Lembrem-se sempre que não devemos nos concentrar nos obstáculos e sim no OBJETIVO!

Espero que esse post tenha ajudado vocês.

Grande abraço.
Prof. Daniel Almeida


Inscreva-se

Receba as notícias por e-mail

16 comentários

Comente:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *