Aprova Concursos - Blog

Inscreva-se

Receba as notícias por e-mail

Gabarito Comentado – Receita Federal – Administração Geral e Pública (Prova 1)

Publicado em 13 de maio de 2014 por - 14 Comentários

Confira o gabarito comentado prova de Administração Geral e Pública aplicada neste último domingo, dia 11/05, para os candidatos ao cargo de Auditor Fiscal do concurso da Receita Federal 2014 (AFRFB), pelos professores do Aprova Concursos Amilton Kuster e Otaviano Costa. A prova comentada é a prova 1 de gabarito 1, questões de 1 a 10.

 

Comentário: Prova bem fácil!  Quem assistiu e estudou o conteúdo das aulas do Aprova Concursos certamente está comemorando a alta pontuação alcançada nas primeiras 10 questões da prova 1!

Mas, atenção: A questão 9 tem tudo para ser anulada! Há um erro na formulação do enunciado. Falta a orientação para escolher a alternativa errada!

Um abraço e parabéns aos concurseiros RF do Aprova que investiram na nossa equipe!

Prof. Amilton.

 

1 – Analise os itens a seguir e assinale a opção correta.

I – A liderança, a direção e a gerência são um mesmo papel que necessariamente deve ser desempenhado pelo administrador.

II – Umas das características da liderança é o comportamento do líder que assume o papel de membro do grupo e atua somente quando é solicitado.

III – A motivação está relacionada a três aspectos diretamente vinculados ao comportamento: a liderança, os objetivos organizacionais e a tomada de decisão.

a) Somente I e II estão corretas.

b) Somente II e II estão corretas.

c) Somente I e III estão corretas.

d) Nenhuma das afirmativas está correta.

e) Todas as afirmativas estão corretas.

Gabarito oficial: D

 

2 – Analise os itens a seguir e assinale a opção correta.

I – O controle, assim como o planejamento, existe nos três níveis organizacionais: o estratégico, o intermediário e o operacional.

II – A avaliação do desempenho do pessoal é um tipo de controle organizacional e pode incluir informações sobre índices como produção por empregado.

III – Entre as melhores práticas de governança corporativa recomendadas pelo Instituo Nacional de Governança Corporatia para a área de gestão estão a transparência, a clareza e a objetividade na prestação de contas.

a) Somente I e II estão corretas.

b) Somente II e II estão corretas.

c) Somente I e III estão corretas.

d) Nenhuma das afirmativas está correta.

e) Todas as afirmativas estão corretas.

Gabarito oficial: E

 

3 – Analise os itens a seguir e assinale a correta.

I – Na criação do conhecimento, o conhecimento tácito é pessoal, difícil de formalizar e comunicar. Já o conhecimento explícito refere-se ao eu pode ser transmitido na linguagem formal.

II – Um processo é um conjunto de atividades encadeadas, que devem ser realizadas por pessoas e não por máquinas.

III – Os recursos aplicados por unidade de saída e o tempo de processamento por unidade produzida são medidas de eficiência.

a) Somente II e II estão corretas.

b) Somente I e II estão corretas.

c) Somente I e III estão corretas.

d) Nenhuma das afirmativas está correta.

e) Todas as afirmativas estão corretas.

Gabarito oficial: C

 

4 – Analise os itens a seguir e assinale a opção correta.

I – O planejamento estratégico é elaborado no nível institucional, tem conteúdo detalhado e analítico abordando cada unidade organizacional em separado.

II – O planejamento impõe racionalidade e proporciona rumo às ações da organização.

III – O planejamento estratégico é definido na área de intersecção dos conjuntos definidos pelos parâmetros viabilidade externa, capacidade interna e visão compartilhada.

a) Somente I e II estão corretas.

b) Somente II e II estão corretas.

c) Somente I e III estão corretas.

d) Nenhuma das afirmativas está correta.

e) Todas as afirmativas estão corretas.

Gabarito oficial: B

 

5 – Analise os itens a seguir e assinale a opção correta.

I – A tomada de decisão pode ser descrita como o ato de identificar e selecionar um curso de ação para lidar com um problema específico.

II – As decisões são normalmente classificadas como programadas e não programadas. Porém, há aquelas que não se enquadram em nenhuma das duas definições e são chamadas de decisões imprevisíveis ou baseadas em incerteza.

III – O planejamento consiste na tomada antecipada de decisões sobre o que fazer antes que a ação seja ncessária.

a) Somente I e II estão corretas.

b) Somente II e II estão corretas.

c) Somente I e III estão corretas.

d) Nenhuma das afirmativas está correta.

e) Todas as afirmativas estão corretas.

Gabarito oficial: C

 

6 – Conforme o Instrumento “Para Avaliação da Gestão Pública” (Brasil, 2010), diversas características inerentes à natureza pública diferenciam as organizações da administração pública das organizações da iniciativa privada. É incorreto apresenta como característica:

a) o controle social é requisito essência para a administração pública contemporânea em regimes democráticos, o que resulta em garantia de transparência de suas ações e atos e na institucionalização de canais de participação social, enquanto as organizações privadas estão fortemente orientadas para a preservação e proteção dos interesses corporativos (dirigentes e acionistas).

b) a administração pública e as organizações privadas não podem fazer acepção de pessoas, devem tratar a todos igualmente e com qualidade. O tratamento diferenciado não permitido por lei.

c) a administração pública s só pode fazer o que a lei permite, enquanto a iniciativa privada pode fazer tudo o que não estiver proibido por lei. A legalidade fixa os parâmetros de controle da administração e do administrador, para evitar desvios de conduta.

d) a administração pública tem o poder de regular e gerar obrigações e deveres para a sociedade, assim as suas decisões e ações normalmente geram efeitos em larga escala para a sociedade em áreas sensíveis. O  Estado é a única organização que, de forma legítima, detém este poder de constituir unilateralmente obrigações em relação a terceiros.

e) as organizações privadas buscam o lucro financeiro e formas de garantir a sustentabilidade do negócio. A administração pública busca gerar valor para a sociedade e formas de garantir o desenvolvimento sustentável, sem perder de vista a obrigação de utilizar os recursos de forma eficiente.

Gabarito oficial: B

 

7 Considerando-se os modelos teóricos de administração pública: patrimonialista, burocrático e gerencial, é correto afirmar que:

a) a Administração Pública burocrática acredita em uma racionalidade absoluta, pregando o formalismo, rigidez e o rigor técnico.

b) a Administração Pública burocrática pensa na sociedade como um campo de conflito, cooperação e incerteza, na qual os cidadãos defendem seus interesses e afirmam suas posições ideológicas.

c) a Administração Pública burocrática prega a descentralização, com delegação de poderes, atribuições e responsabilidades para os escalões inferiores.

d) a Administração Pública Gerencial é autorreferente e se concentra no processo, em suas próprias necessidades  e perspectivas, sem considerar a alta ineficiência envolvida.

e) a Administração Pública Gerencial assume que o modo mais seguro de evitar o nepotismo e a corrupção é pelo controle rígido dos processos cm o controle de procedimentos.

Gabarito oficial: A

 

8 – O termo governança pode ser entendido como:

a) conjunto de mecanismos e procedimentos que levam os decisores governamentais a prestarem contas dos resultados de suas ações, garantindo-se maior transparência e a exposição das políticas públicas.

b) a forma com que os recursos econômicos e sociais de um país são gerenciados, com vistas a promover  o desenvolvimento.

c) as condições do exercício da autoridade política.

d) um conceito que está relacionado estreitamente ao universo político-administrativo anglo-saxão.

e) o reconhecimento que tem uma ordem política.

Gabarito oficial: B

 

9 – Segundo o Código de Ética Profissional do Servidor Público Civil do Poder Executivo Federal,é vedado ao servidor público:

a) o uso do cargo ou função, facilidades, amizades,tempo, posição e influências, para obter qualquer favorecimento,para si ou para outrem.
b) pleitear, solicitar,provocar,sugerir ou receber qualquer tipo de ajuda financeira, gratificação, prêmio, comissão, doação ou vantagem de qualquer espécie, para si, familiares ou qualquer pessoa, para o cumprimento da sua missão ou para influenciar outro servidor para o mesmo fim.
c) abster-se, de forma absoluta,de exercer sua função, poder ou autoridade com finalidade estranha ao interesse público, mesmo que observando as formalidades legais.
d) deixar de utilizar os avanços técnicos e científicos ao seu alcance ou do seu conhecimento para atendimento do seu mister.
e) fazer uso de informações privilegiadas obtidas no âmbito interno de seu serviço, em benefício próprio,de parentes, de amigos ou de terceiros.

A questão C citada no gabarito provisório como a alternativa correta refere-se à única das alternativas que não consta entre as vedações ao Servidor Público, e isso não é mencionado no enunciado da questão!  Faltaram as palavras “Exceto”, ou “menos”.

Veja abaixo o conteúdo da Seção III do decreto N° 1.171 de 22 de junho de 1994 (que aprova o código de ética profissional do servidor público civil do poder executivo federal), que é a documento para eventuais recursos.

Seção III

Das Vedações ao Servidor Público

XV – E vedado ao servidor público;

a) o uso do cargo ou função, facilidades, amizades, tempo, posição e influências, para obter qualquer favorecimento, para si ou para outrem; (alternativa A da prova).

b) prejudicar deliberadamente a reputação de outros servidores ou de cidadãos que deles dependam;

c) ser, em função de seu espírito de solidariedade, conivente com erro ou infração a este Código de Ética ou ao Código de Ética de sua profissão;

d) usar de artifícios para procrastinar ou dificultar o exercício regular de direito por qualquer pessoa, causando-lhe dano moral ou material;

e) deixar de utilizar os avanços técnicos e científicos ao seu alcance ou do seu conhecimento para atendimento do seu mister; (alternativa D da prova).

f) permitir que perseguições, simpatias, antipatias, caprichos, paixões ou interesses de ordem pessoal interfiram no trato com o público, com os jurisdicionados administrativos ou com colegas hierarquicamente superiores ou inferiores;

g) pleitear, solicitar, provocar, sugerir ou receber qualquer tipo de ajuda financeira, gratificação, prêmio, comissão, doação ou vantagem de qualquer espécie, para si, familiares ou qualquer pessoa, para o cumprimento da sua missão ou para influenciar outro servidor para o mesmo fim; (alternativa B da prova).

h) alterar ou deturpar o teor de documentos que deva encaminhar para providências;

i) iludir ou tentar iludir qualquer pessoa que necessite do atendimento em serviços públicos;

j) desviar servidor público para atendimento a interesse particular;

l) retirar da repartição pública, sem estar legalmente autorizado, qualquer documento, livro ou bem pertencente ao patrimônio público;

m) fazer uso de informações privilegiadas obtidas no âmbito interno de seu serviço, em benefício próprio, de parentes, de amigos ou de terceiros; (alternativa E da prova).

n) apresentar-se embriagado no serviço ou fora dele habitualmente;

o) dar o seu concurso a qualquer instituição que atente contra a moral, a honestidade ou a dignidade da pessoa humana;

p) exercer atividade profissional aética ou ligar o seu nome a empreendimentos de cunho duvidoso.

Comentário professor Otaviano:

A questão deve ser anulada, pois existe mais de uma questão correta. As letras a, b, d e e são vedações ao servidor público. Estão no inciso XV, letra c; letra b; letra e e letra m, respectivamente do Decreto 1171, de 1994. 

 

10 – Sobre o controle da administração, o artigo 71 da Constituição Federal especifica as competências dos Tribunais de Contas. Não é competência dos Tribunais de Contas:

a) representar o Poder competente sobre irregularidades ou abusos apurados.

b) realizar inspeções e auditorias de natureza contábil, financeira, orçamentárias, operacional e patrimonial.

c) assinar prazo para que o órgão ou entidade adote as providências necessárias ao exato cumprimento da lei, se verifica da ilegalidade.

d) apreciar, para fins de registro, as nomeações para cargos de provimento em comissão, na administração direta e indireta.

e) apreciar as contas prestadas anualmente pelos chefes do Poder Executivo.

Gabarito oficial: D.

 

 

 

 


Inscreva-se

Receba as notícias por e-mail

14 comentários

  • Carlos

    kd os comentarios?

    • Blog Aprova Concursos

      Olá, Carlos!
      O professor comentou a prova no seu aspecto geral (antes das questões).
      Mas comentou especificamente a questão 9, que segundo ele cabe recurso. O comentário dessa questão está abaixo dela.
      Abs!

  • Celso

    Qual a resposta da questão 10 ? Letra e ?

    • Blog Aprova Concursos

      Olá Celso,
      Segundo o gabarito oficial é a letra D. Fizemos a correção no post.
      Abs.

      • Celso

        Chefes do Executivo, quer dizer além do Presidente da República, vice-presidente, ministros ? Porque no art 71 da cf menciona apenas Presidente da República.

      • Blog Aprova Concursos

        Boa noite Celso,
        Encaminhamos a sua dúvida para o professor e responderemos assim que recebermos um retorno.
        Abs.

      • Blog Aprova Concursos

        Celso, veja a resposta do professor!

        Olá Celso,
        Observe que a questão trata da competência dos Tribunais de Contas (no plural).
        Aí estão incluídos todos os tribunais de contas, não apenas o TCU. Neste caso você considera chefes do Poder Executivo: o Presidente da República, os governadores e os prefeitos.
        Valeu?
        Um abraço e sucesso.
        Amilton.

  • Marcia

    A questão 2 não deveria ser anulada? Realmente existe esse Instituto Nacional de Governança ou seria Instituto Brasileiro de Governança Corporativa IBGC?

    • Blog Aprova Concursos

      Marcia,
      Encaminhamos o seu questionamento ao professor. Daremos uma resposta assim que recebermos.
      Abs.

      • Marcia

        Se por acaso trocarmos INSS por IBSS seria outro instituto, não seria a mesma coisa e a questão estaria incorreta, é o mesmo caso.

      • Blog Aprova Concursos

        Olá, Marcia!
        Veja a resposta do professor:

        Marcia,
        Concordo com você.
        Há aí uma divergência de nomenclatura!
        Mas atenção: Você só terá sucesso em um recurso se você tiver respondido como correta a letra A (somente a I e II estão corretas).
        Um abraço e Sucesso.
        Amilton

  • Paola Stefanelli

    A questão 6, no gabarito 2, veio com o enunciado cortado. A questão começa assim: Pública” (Brasil, 2010)… A parte inicial “Conforme o Instrumento “Para Avaliação da Gestão” não apareceu no enunciado. Mas, pelo visto, isso só ocorreu com o Gabarito 2. Essa questão é passível de anulação?

    • Blog Aprova Concursos

      Paola,
      Isso ocorreu no caderno de provas no dia da aplicação do exame ou no pdf disponibilizado pela banca?
      abs!

      • Paola Stefanelli

        Isso ocorreu no caderno de provas e no pdf disponibilizado pela banca, conforme consta no site da ESAF (Prova 1 – Gabarito 2 – Questão 66).

Comente:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *