Aprova Concursos - Blog

Inscreva-se

Receba as notícias por e-mail

GABARITO COMENTADO – MAPA- Técnico de Laboratório – LÍNGUA PORTUGUESA

Publicado em 5 de maio de 2014 por - 106 Comentários

Gabarito comentado da prova do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), para o cargo de prova Técnico de Laboratório. Prova Tipo 03 – amarelo.

CARGO: TÉCNICO DE LABORATÓRIO

Daniela Tatarin (1 a 10)

Texto para responder às questões de 01 a 07:

E se o Brasil ainda fosse uma monarquia?

        Dom Luiz de Orleans e Bragança estrelaria os desfiles de Sete de Setembro, data que teria muito mais pompa, já que não haveria o Quinze de Novembro para rivalizar como dia mais importante da nação. E, sem a Proclamação da República em 1889, o governo Getúlio, a ditadura militar e a redemocratização do País, as seis constituições que tivemos em cem anos não existiriam ou seriam diferentes. Nosso rei de hoje, então, seguraria as rédeas do governo com o Poder Moderador, herança da Constituição de 1824 que o coloca acima dos três poderes. “Se um partido fosse contra o que o rei queria, ele colocava a oposição no lugar”, diz Eduardo Afonso, professor de história da Unesp.

          A capital seria Brasília do mesmo jeito, por se tratar de um plano da monarquia. Em 1823, o patriarca da
independência, José Bonifácio de Andrada e Silva, apresentou o projeto de levar a capital ao Centro-Oeste, distante de ataques de corsários no litoral. E seria nessa região que o governo teria seu maior apoio. Os produtores de soja e outros grãos seriam a base da política imperial, assim como os cafeicultores foram no século 19. “O império nunca formulou uma política econômica, só seguiu o projeto de uma colônia que sobrevive de seu reservatório”, explica Estevão Martins, professor de história da UnB. Assim, agricultura, mineração e petróleo seriam ainda mais importantes para a economia do que são hoje.

        Nos anos 60, para combater a “ameaça comunista” dos movimentos da época, o imperador D. Pedro Henrique
diminuiria o poder do Parlamento. Nessa ditadura, a MPB faria barulho com letras cheias de metáforas contra o
império, driblando a censura.

        Essa não seria a única ameaça, já que houve um racha na linhagem real em 1908, quando D. Pedro de Alcântara
renunciou ao direito dinástico ao se casar com uma reles condessa (e não uma princesa), passando a coroa ao irmão
Luis Maria. A situação não ficou tensa porque, bem, já não havia um trono a disputar. Mas, se ainda fôssemos um reino, as relações familiares ficariam ruins. Os descendentes de D. Luis Maria, do chamado ramo de Vassouras, teriam de lidar com a oposição dos primos do ramo de Petrópolis. Isso ficaria claro em 2013. Durante as manifestações de junho, D. Luiz (neto de Luis Maria) recomendou a seus seguidores que não fossem às ruas, temendo “envolvimento em atos de anarquismo”. Se fosse rei, a declaração o deixaria no alvo dos protestos. E o nome do liberal D. João, do ramo de Petrópolis, ganharia força. Empresário, fotógrafo e surfista, ele defende as monarquias parlamentaristas e representaria um sopro de mudança – pelo menos até que a república fosse declarada.

(Nathan Fernandes. Disponível em: http://super.abril.com.br/historia/se-brasil-ainda-fosse-monarquia-769935.shtml.)

01) Em relação ao universo construído no texto, é correto afirmar que se trata de um universo

A) factual.

B) evidente.

C) hipotético.

D) supersticioso.

RESPOSTA: C

A ideia hipotética fica evidente na conjunção se e no uso dos verbos no futuro do pretérito.

02
No decorrer do texto, o autor apresenta os possíveis desdobramentos caso o Brasil ainda fosse uma monarquia. Só
NÃO pode ser enquadrado como uma das consequências desses desdobramentos a afirmação de que
A) Brasília ainda seria a sede do poder central.

B) os artistas populares se engajariam na luta política.

C) vários dos eventos políticos mais relevantes no Brasil não teriam ocorrido.

D) as atividades que hoje desempenham papel chave na economia do país teriam igual relevância.

RESPOSTA: D. O texto menciona a troca do café pela soja.

03 A oração destacada em “Durante as manifestações de junho, D. Luiz (neto de Luis Maria) recomendou a seus seguidores que não fossem às ruas […]” (4º§), classifica-se como

A) oração subordinada adjetiva restritiva.

B) oração subordinada substantiva objetiva direta.

C) oração subordinada substantiva objetiva indireta.

D) oração subordinada substantiva completiva nominal.

RESPOSTA: B.  

A oração é subordinada objetiva direta pois completa o sentido do verbo recomendou (vtd).

04) No trecho “Dom Luiz de Orleans e Bragança estrelaria os desfiles de Sete de Setembro,…” (1º§), o termo destacado poderia ser intercambiado, sem que houvesse alteração do sentido originalmente proposto, por 

A) brilharia.

B) adornaria.

C) interpretaria.

D) protagonizaria.

RESPOSTA: D. O sentido de estrelar é o mesmo de protagonizar. 

05) Analise as seguintes afirmativas. 

I. Na palavra “quinze”, “qu” configura-se como um dígrafo.

II. Em “redemocratização”, há uma dígrafo na quarta sílaba.

III. No termo “cafeicultores”, há um ditongo na segunda sílaba.

IV. Há em “monarquia” um ditongo na sílaba final.

Estão corretas apenas as afirmativas

A) I e II.

B) I e III.

C) II e IV.

D) III e IV.

RESPOSTA: B

I verdadeira = qu é dígrafo pois são duas letras e um único som

II falsa = é um encontro consonantal próprio.

III verdadeira= a sílaba fei forma o ditongo.

IV falsa = é um hiato

06) As frases das seguintes alternativas foram extraídas do texto e alteradas. Assinale aquela que apresenta problema no que tange à regência e/ou uso do acento indicador de crase. 

A) D. Luiz passou a coroa a Luis Maria.

B) Durante as manifestações de junho, D. Luiz (neto de Luis Maria) recomendou a seguidores que não fossem às ruas.

C) Em 1823, o patriarca da independência, José Bonifácio de Andrada e Silva, apresentou o projeto de levar a capital à Fortaleza, distante de ataques de corsários no litoral.

D) Essa não seria a única ameaça, já que houve um racha na linhagem real em 1908, quando D. Pedro de Alcântara
renunciou ao direito dinástico por se casar com uma reles condessa.

RESPOSTA C. Não ocorre crase diante da palavra Fortaleza, pois esta não se encontra especificada para admitir o artigo.

07) Assinale a alternativa em que todas as palavras foram formadas por derivação sufixal. 

A) Constituição – região – mineração.

C) Reservatório – relações – descendentes.

B) Manifestações – oposição – produtores.

D) Anarquismo – parlamentaristas – poderes.

RESPOSTA B. Interpretação de texto. 

Texto para responder às questões de 08 a 10.

Mito: Se fora do dicionário, a palavra não existe

Qualquer bom dicionário deve registrar como a língua está sendo usada, principalmente em sua forma escrita.
Acontece que ela está sempre em movimento, certos usos – palavras ou construções – tomam o lugar de outros, de tal forma que o dicionário está sempre para trás em relação ao uso real e atual. O dicionário não decide nada – quem
decide é quem fala.
O que o dicionário pode e deve fazer é orientar o uso no sentido da clareza, adequação e economia. Por isso, ele
seleciona aquilo que é mais adequado e condizente com o próprio espírito da língua, deixando de lado brincadeiras
verbais, construções francamente empasteladas, aberrações, enfim.
Quando as formas são equivalentes, o dicionário deve registrá-las, e, quando muito, assinalar qual está sendo a
preferência: a rigor/em rigor; às pressas/à pressa; a nível de/no nível de; sito à rua/na rua; ao invés de/em vez de;
entrega a domicílio/em domicílio; TV a cores/em cores etc.
Não se encontram nos dicionários todas as palavras usadas numa língua. Os dicionários registram as palavras que
são matrizes do idioma e só algumas das várias outras que podem ser delas derivadas. Por isso é que não se vê
dicionarizado nenhum advérbio em “mente”, pois se sabe que para formar “admiravelmente”, por exemplo, basta
conhecer o adjetivo “admirável”.
(Francisco da Silva Borba. Disponível em: http://revistalingua.uol.com.br/textos/100/mitos-gramaticais-304533-1.asp. Adaptado.)

08) Considerando suas características, é correto afirmar que o principal objetivo do texto é

A) explicar um tópico.

B) narrar uma história.

C) orientar um comportamento.

D) argumentar em favor de um ponto de vista.

 

09) Acerca do conteúdo do texto, marque V para as afirmativas verdadeiras e F para as falsas.
( ) Um dicionário só não armazena os termos de uma língua que surgiram depois de sua publicação.
( ) Os dicionários armazenam, prioritariamente, os termos que servem de base a outras palavras.
( ) Os dicionários, em alguns casos, orientam sobre as tendências no uso da língua.
( ) O dicionário deve servir de diretriz para o uso de uma língua.
A sequência está correta em
A) V, F, F, F.

B) F, V, V, F.

C) V, F, F, V.

D) F, V, V, V.

Passível de recurso. O texto não é narrativo.

10) Com base no período “Não se encontram nos dicionários todas as palavras usadas numa língua.” (4º§), analise as afirmativas.

I. A forma “se” tem a mesma função que possui no título do texto “E se o Brasil ainda fosse uma monarquia?”.
II. O trecho “todas as palavras usadas numa língua” atua sintaticamente como sujeito do verbo “encontrar”.
III. A expressão “nos dicionários” atua como adjunto adverbial.
IV. “numa língua” também funciona como adjunto adverbial.
Estão corretas apenas as afirmativas
A) I e II.

B) I e IV.

C) II e III.

D) III e IV.

RESPOSTA:  C

I falsa = o se é pronome

II verdadeira

III verdadeira

IV falsa

 

 


Inscreva-se

Receba as notícias por e-mail

106 comentários

  • karla

    Auxilia nos recursos das questões que geraram dúvidas.

  • biscoito

    “ca-fe-i-cul-tor” que eu saiba, ha um hiato na silaba em questão.
    “oposição” = “o” + “posição” – o que é Isso? derivaçao sufixal? Sei…

    • Blog Aprova Concursos

      A palavra cafeicultor apresenta sim ditongo decrescente, Caso fosse hiato, seria acentuada, inclusive.
      Quanto à oposição, o sufixo (ou seja, afixo acrescentado após o radical, não é “o” e sim “ção”. A palavra deriva de oposto.
      Atte,

      Daniela Tatarin

      • Johnathan

        Daniela repare que a palavra Ca-fe-i-cul-to-res apresenta um hiato na segunda e terceira sílaba, e não um ditongo.
        Lei-te apresenta um ditongo, Ca-fe-i-cul-to-res apresenta hiato.

    • Blog Aprova Concursos

      Olá!
      A palavra cafeicultor apresenta sim ditongo decrescente, Caso fosse hiato, seria acentuada, inclusive.
      Quanto à oposição, o sufixo (ou seja, afixo acrescentado após o radical, não é “o” e sim “ção”. A palavra deriva de oposto.
      Atte,

      Daniela Tatarin

      • Monya

        Bom dia !

        Na questão 09 que é passível de recurso a justificativa é que o texto não é narrativo?

        Me orientem por favor!!!

      • Rafae

        Eu também preciso de orientação na questão 9, creio que não seja suficiente escrever que o texto não é narrativo. COMO PROCEDER?

      • Blog Aprova Concursos

        Olá Rafael,
        Encaminhamos seu questionamento à professora. Assim que recebermos um retorno repassamos a você.
        Abs.

  • Miquéias

    Alguem sabe de possiveis perguntas que cabem recurso para a área de Agente de atividades agropecuarias???

  • Bia

    Eu achei a prova muito confusa!! As questões tinham muita pegadinha…qual será a média que devemos tirar para passar??? E quanto à dissertação???

  • Poliane

    Quando sai a prova de fiscal agrônomo?
    Porque só foi divulgado o gabarito.
    Alguém pode me informar?

  • Orlando

    Amigos, o comando da questão 50 (prova tipo 2 – verde técnico de laboratório) trata da polêmica acerca da publicação de BIOGRAFIAS. Porém no gabarito provisório a alternativa correta (B) tem em sua redação a palavra BIBLIOGRAFIAS ao invés de BIOGRAFIA. O que a torna passível de anulação.

  • Ivanis Rosa Viana

    Questão 7 – resposta B comentário Interpretação de Texto???? A questão é gramatical. Sobre sufixo.

    Questão 9 – questão de interpretação de texto. ( o gabarito da consulplan e B)

    Obs. do Aprova==> Passível de recurso o texto não é narrativo.

    O que isso tem a ver com a questão de interpretação de texto?

    Por favor esclareça.

    Obrigada.

    Ivanis

  • Luisa

    Ola, como faço para entrar com recurso sobre essa questão 9?
    Vcs podem me ajudar??

  • Bruno

    Aquela questão que pergunta qual o o PH de uma mistura de acido fraco com Hidróxido de sódio de mesma concentração e mesmo volume, é passível de recurso? Pois tenho quase certeza que o PH dessa mistura é básico e no gabarito mostrava PH neutro.

    • Blog Aprova Concursos

      Olá Bruno!
      Qual seria o número da questão? E em qual tipo de prova?
      Abs.

      • Daiane

        Na prova vermelha, essa questão do pH é a n¤ 39.

      • Bruno

        A questão de número 42, na prova tipo cinza (09).

      • Patrícia Santos da Silva

        A questão do pH é a de nº 39, para prova vermelha, Tipo 10.

      • Letícia Gal

        Prova técnico de laboratório, tipo 8 roxo, questão 29

        http://www.consulplan.net/concursos/398/T%C3%89CNICO%20DE%20LABORAT%C3%93RIO%20-%20TIPO%208.pdf

      • Edson Oliveira

        Olá Pessoal!

        Na prova tipo 5 rosa esta questão tem o número 32, e o gabarito está errado, indicando pH neutro, pois no ponto de equivalência (volumes iguais), todo ácido é trasformado no sal acetato de sódio em solução, que tem hidrólise alcalina e gera pH acima de 7,0; mais precisamente pH 8,7. Podem entrar com recurso vai ser alterada.

        Édio,

    • Johnathan

      Como todos devem ter reparado, realmente existe um erro no gabarito desta questão, eu entrei com recurso, afinal como o ácido fraco (ác. acético) não se apresentara completamente na forma iônica, e ambas as soluções apresentam a mesma concentração, a solução resultante terá caráter levemente básico, e não neutro, como apresentado do gabarito preliminar.

  • Monya

    Bom dia !

    Na questão 09 que é passível de recurso a justificativa é que o texto não é narrativo?

    Me orientem por favor!!!

  • FeChris

    A primeira de raciocínio lógico da prova tipo 8 Roxa, não seria 19 a resposta? A pergunta do pH do bruno na prova roxa é a questão 29 e está errada com certeza.

    • Luminalu

      feChris

      Também dei este vacilo, a resposta está correta pois a questão pede o número de convidados que recebeu relatório sobre exportações e comércio internacional e não os que receberam exclusivamente os de exportação e comércio internacional.
      se fosse exclusivamente seria sim 19, mas temos que somar o 19 com os outros 87 que receberam os dois tipos, daí a resposta 106. Espero ter ajudado!

      • Antonio mct

        A questão 20 prova cinza de AISIPOA não cabe recurso pois se 102 receberam sobre situação atual dos laticínios e abatedouros e 87 receberam os dois tipos, não teriamos 189 convidados e não 128 ?
        e tb a questão15 o n° de vendas totaliza 612, uma vez que cada venda tem que ter pelo menos 1 item, este n° já não ultrapassaria os 608 do enunciado uma vez que o próprio afirma que de 1000 restaram 392 ?

      • FeChris

        Ajudou…infelizmente heheh

    • Johnathan

      FeChris, a questão 11, a qual você se refere pode ser interpretada assim, 128 pessoas no total, se 7 não receberam nenhum, logo 121 pessoas receberam relatórios, sendo que, 102 pessoas receberam sobre laticinios, e 87 receberam ambos, logo, 15 pessoas receberam somente os relatorios sobre laticinios. Se 121 pessoas receberam relatorios, das quais 15 receberam apenas o de laticinios, conclui-se que 106 (121-15) pessoas receberam o relatório sobre exportações.

      Repare que a pergunta frisa quantas pessoas receberam o relatório sobre exportações, e não quantas pessoas receberam SOMENTE o relatório sobre exportações.

  • Wesley Winter

    Olá, alguém tem o link para recursos ?? Obrigado

  • FeChris

    A questão 35 prova tipo 8 roxa ” tipos de ligações químicas” , deve ser anulada pois o Clorato de Sódio possui ligações iônicas, covalente e covalente coordenada. Não tinha essa resposta.

  • Monya

    Bom dia !

    Na questão 09 que é passível de recurso a justificativa é que o texto não é narrativo?

    Me orientem por favor!!!

    • Dienifer

      Também queria entrar com recurso para essa questão, mas não sei exatamente o que colocar no argumento.
      Alguém nos oriente, por favor.

      Att.

  • Claudia Rocha

    Poxa gostaria de saber se vocês irão disponibilizar as questões que cabem recursos nas provas de técnico de Laboratório e auxiliar, Grata

  • Gabriele

    Nessa questão 9, caso eu queira entrar com recurso basta escrever que o texto não é narrativo?

  • Patrícia Santos da Silva

    Professores do aprova, por favor, respondam as questões de raciocínio lógico da prova do MAPA.

  • Rafae

    Olá, poderia detalhar mais qual a possibilidade de recurso da questão n° 9? Eu marquei como correta a alternativa D, porém, o gabarito aponta como correta a B.

    Grato,
    Rafael

    • Rodrigo

      Tbm estou com dúvida nela. Na questao de portugues que fala sobre DERIVAÇÃO SUFIXAL.

      Essa questão tem 2 respostas. não tem??????

      Manifestações, Oposição e Produtores – Possuem derivação Sufixal;
      Anarquismo, Parlamentaristas e Poderes – Tbm tem derivaçao Sufixal

      Alguém entrou com recurso nessa qustao?????????

      • Wericky Melo

        Tem duas respostas, sim!!!

        Já entrei com recurso.

        Alternativa D também está correta, pois “anarquismo” deriva de “anarquia”; “parlamentaristas” deriva de “parlamento” e “poderes” deriva de poder, sendo a terminação “es” sufixo flexional.

        As desinências também são sufixos. Podem pesquisar.

  • Dienifer

    Ola.
    Como procedo para entrar com recurso para essa questão 9 de português?
    Achei estranha mesmo.

    Aguardo retorno.

    • Blog Aprova Concursos

      Olá Dienifer!
      No site da Consuplan http://www.recurso.consulplan.net/Login.aspx?key=420&tipo=3 você pode usar o comentário da professora para embasar o recurso.
      Abs.

  • Mauricio

    Gostaria de saber se alguém tem comentário – MAPA- Técnico de Laboratório porva do tipo 8 – Roxo, quero iterpor recurso de uma questão, mas não tenho a prova e não lembro o numero certo da questão. Por favor alguém pode me ajudar?

  • Mauricio

    A prova em questão é essa:
    http://www.consulplan.net/concursos/398/AUXILIAR%20DE%20LABORAT%C3%93RIO%20-%20TIPO%208.pdf

  • Raquel

    Na prova de técnico de laboratório a questão 20 de raciocínio lógico (prova vermelha tipo 10). Questão de probabilidade. A resposta da questão, segundo o gabarito, é a letra c…seria a letra c , se levasse em conta apenas o fato de ser número ímpar com dois algarismos, mas o problema quer número ímpar com dois algarismos e que não seja da cor vermelha. Acho que esse gabarito está errado…

  • Raquel

    Eu também concordo com a questão levantada pelo Bruno.
    A questão, na prova vermelha tipo 10, é a de número 39…Essa questão diz…
    Para determinar a concentração de uma solução de ácido clorídrico, realizou-se o seguinte procedimento: 10ml da solução ácida foi titulada com hidróxido de sódio 0,1mol/l e o ponto final determinado quando 20ml de base havia sido gasta. Qual era a concentração do ácido cloridrico?
    a- neutro (foi a resposta)
    b- ácido, menor que 7
    c- básico (entre 7,1 – 10) – Acreditamos que essa seja a respota
    d- muito básico (acima de 12)

    • Priscila

      tb errei esta questão, mas o gabarito esta correto, pois se trata da mesma concentração e quantidade, então não depende de ser base forte e ácido fraco, devido a isso o pH é neutro, pois já considera isso na concetração.

      • Bruno

        Priscila, mas o ponto de equivalência de um ácido fraco com uma base forte, será em um PH maior que 7, já que a hidrólise do ânion do ácido fraco vai gerar íons OH- como podemos ver nesse site: http://www.ufpa.br/quimicanalitica/tituacfrabafor.htm

      • Leandro Peter

        O ácido acético não se ioniza 100%, então a reação não vai ser 1:1 no ponto de equivalência o pH vai ser básico certo recurso neles!

    • Denise

      Eu concordo com a Pricila, também marquei pH básico (entre 7,1 – 10).
      Precisamos de saber se esta questão está correta.

    • Rodrigo

      Já mandei recurso nela….Essa vai ser alterado para C.
      Mandem recurso tbm, para ajudar na alteração.

  • Leandro Peter

    Professora Daniela Tatarin, está 8 não cabe recurso? pois na minha opinião a D cabe tranquilamente como resposta.

  • Anna

    Segundo o Dicionário Aurélio Mini, 7ª edição, temos:
    Ca.fe:i.cu.tor
    . Indica a separação de sílabas na cabeça dos verbetes e nas derivadas
    : Usado na cabeça do verbete, ou na derivada, indica a flutuação posódica das vogais que podem ser pronunciadas como um hiato.
    Portanto, há duas maneiras distintas e corretas de dividir silabicamente esta palavra. Assim, a afirmativa III pode ser considerada incorreta, então considero que a referida questão deve ser anulada.

    ISSO PROCEDE???

  • Anna

    Questão 7:
    D) Anarquismo – parlamentaristas – poderes
    também não são formadas por derivação sufixal???

    • Wericky Melo

      Na minha opinião, sim!!!
      Derivadas de anarquia, parlamento e poder.

      Podemos entrar com recurso.

    • Priscila

      não, poderes é poder no plural e não derivação sufixal na minha opinião

      • Rodrigo

        Poderes é derivaçao sufixal sim. porque deriva do radical poder.
        Vc deve olhar o radical ou raíz da palavra. tudo aquilo que vem acrescentado a palavra é um afixo.
        Eu estou entrando com um recurso nessa questao, solicitando anulacao

  • Flávia

    Aguardando ansiosamente os cometários de RL, CG e CE!

  • Fafinha

    quanto a essa questão….eu marquei que o objetivo era argumentar a favor de um ponto de vista. Não entendo o gabarito. e nao há comentários sobre a questão aqui. cabe recurso?

    08) Considerando suas características, é correto afirmar que o principal objetivo do texto é
    A) explicar um tópico.
    B) narrar uma história.
    C) orientar um comportamento.
    D) argumentar em favor de um ponto de vista.

  • Wesley Winter

    Galera, a questão 43 diz que a reposta é a letra C (NB3), mas no próprio site da anvisa diz o seguinte:
    “As práticas, o equipamento de segurança, o planejamento e construção das dependências são aplicáveis para trabalhos que envolvam agentes exóticos perigosos que representam um alto risco por provocarem doenças fatais em indivíduos.”
    Segue o link.
    http://www.anvisa.gov.br/servicosaude/controle/rede_rm/cursos/boas_praticas/modulo1/biosseguranca5.htm

    • Iuri Marques de Oliveira

      Olha no manual da anvisa o NB3 e cita exemplos de organismos que o contágio pode se dar por inalação, depois ve a classe III de microrganismos referida, o gabarito está certo nessa

    • Munique

      O NB3 não trabalha com “AGENTES EXÓTICOS”, trabalha com agentes potencialmente letais, cujo risco de contágio seja principalmente por inalação, mas não somente. Outro detalhe é o seguinte: as infecções causadas por agentes que devem ser manipulados em NB3 tem profilaxia. O risco na maioria das vezes é dado pela facilidade de contágio somada à velocidade de desenvolvimento da infecção. No caso do NB4, não há tratamento para uma possível infecção, não há formas de conter uma disseminação, entre outras.
      Você pode tirar a prova do que digo lendo o “manual de biossegurança em laboratórios biomédicos e de microbiologia” da OMS (Há uma versão em português).

  • Flávia

    Cade os comentários das demais questões???

  • rosangela

    alguem tem a prova de farmaceutico, tipo 3, amarelo?

    • Blog Aprova Concursos

      Olá Rosângela,
      Os cadernos de provas podem ser acessados no site da consulplan.
      Segue o link:
      http://www.consulplan.net/provasaplicadasInterna.aspx?k=/C2P/J/d4s0=
      Abs!

  • Antonio mct

    A questão 29 AISIPOA prova cinza, também cabe recurso pois, das alternativas da prova a I, II, IV estariam corretas de acordo com o Art 11 do RISPOA, e também a questão 39 da classificação dos ovos, conforme o Art 716 tb do RISPOA a alternativa correta seria a B”: extra, especial, 1°, 2° e 3°qualidade e fabrico, ou estou lendo tudo errado?

  • inaiana

    voces não tem as questões comentadas da prova tipo 2 verde para tec. de laboratório?

  • Keyla Oliveira

    Boa noite!

    Sei que os professores estão dando o melhor de si…
    Mas temos pressa porque só nos resta 18 horas e dimimuindo…
    Tenho sérias dúvidas nas questões 15, 16 e 20 de raciocínio lógico da prova de técnico de laboratório tipo 6 laranja…
    Mais rápido, por favor!

  • adilceia

    no edital nao falava q tinha redaçao o q vcs orienta sobre isso.obrigada.

  • Keyla Oliveira

    Por favor, Equipe APROVA!

    Poderia perguntar a professora de português porque a questão que fala sobre derivação sufixal não poderia ter como resposta certa o item D) anarquismo – parlamentarismo – poderes?

    Porque da mesma forma que poderes está apenas no plural (item D), o item que colocaram como certo também tem uma palavra que está da mesma forma no plural – produtores (item B).

    Não caberia recurso? E como ele pode ser embasado?

    Obrigada!

  • Raquel

    Gente eu não concordo com o gabarito da questão de Probabilidade de RL…O que vocÊs acham?
    Na prova de técnico de laboratório a questão 20 de raciocínio lógico (prova vermelha tipo 10). Questão de probabilidade. A resposta da questão, segundo o gabarito, é a letra c…seria a letra c , se levasse em conta apenas o fato de ser número ímpar com dois algarismos, mas o problema quer número ímpar com dois algarismos e que não seja da cor vermelha. logo a resposta seria a letra d….
    Alguém concorda?

    • Leandro Peter

      Raquel eu acabei errando ela mas está correta!

      Pois tem a seguinte situação tu tens 100 bolas da 1 a 20 vermelha, da 21-50 azuis e da 51 a 100 amarelas certo! ele quer saber a probabilidade que a bola tirada seja ímpar de dois algarismo *e* vermelha
      então temos a seguinte situação 45 bolas ímpares correto! pois menor que 10 não terá nenhum número ímpar de 2 algarismo concorda! só que a questão fala ímpares e *não* vermelhas vermelhas eu tinha apenas 5 bolas a 11,13,15,17 e 19 porque a 1,3,5,7,9 não contam não tem 2 algarismos então fica 45 – as 5 vermelhas que ainda restavam então P:40/100 ou 0,4

  • Monya

    Gente,

    Cadê os professores do aprova???

  • Thiago

    Olá Blog Aprova,
    Estão sabendo de alguma informação sobre uma possível realização de novas provas para o MAPA???
    Pois durante a prova foi entregue somente uma folha tanto para a prova objetiva e a discursiva. E o caso fica grave pois no edital a prova discursiva não pode ser assinada com nome, mas na prova objetiva foi feita essa assinatura que estava no verso da folha de resposta.
    E agora ??? Todos assinaram na prova objetiva, ou seja se identificaram também para a prova discursiva…
    Isso é passível de novas provas???

    • Dienifer

      Pois é, também me perguntei isso no dia da prova.

      Além da assinatura, tinha nome, RG e CPF. O que identifica mais o aluno ainda!!

      Como será que podemos intervir sobre isso?
      Será que é junto com o prazo de recursos?
      Talvez fosse o caso de só cancelar a redação e não a prova toda, certo?

    • Raquel

      Thiago,
      Acho que é bem possível se uma grande parte questionar, pois não tem como o avaliador não saber o nome das pessoas já que está assinado atrás, podendo até rolar um favorecimento…
      Realmente é algo bem provável de acontecer mas ai uma boa parte teria que questionar.
      Abç

    • Thiago

      Prezado candidato,

      A metodologia de aplicação das provas discursivas respeitou integralmente os termos do edital, não havendo qualquer elemento que identifique o candidato concorrente na folha utilizada para a transcrição das respostas.

      A correção das provas para os candidatos habilitados para esta fase se dará em meio eletrônico, devidamente certificado e despersonalizado. No mencionado sistema de correções, a Banca corretora apenas visualizará a cópia digitalizada do formulário onde consta a redação do candidato, sem qualquer menção aos seus dados cadastrais.

      Atenciosamente,

      Central de Atendimentos

      E-mail: atendimento@consulplan.com

      Telefone: (32) 3729-4700 |Fax: (32) 3729-4714

      Clique aqui e assista ao nosso vídeo institucional.

      http://www.consulplan.net

      Descrição: Descrição: assinatura consulplan

      Antes de imprimir pense na sua responsabilidade com o meio ambiente

      Bem pessoal pelo visto eles vão digitalizar as provas discursivas….

  • Rodrigo

    Professores, vocês têm algum recurso pronto de alguma questão da prova do MAPA de TÉCNICO DE LABORATÓRIO????

  • ------

    07) Assinale a alternativa em que todas as palavras foram formadas por derivação sufixal.

    A) Constituição – região – mineração.

    C) Reservatório – relações – descendentes.

    B) Manifestações – oposição – produtores.

    D) Anarquismo – parlamentaristas – poderes.

    RESPOSTA B. Interpretação de texto.

    Interpretação de texto como assim????????

  • ------

    Recurso para raciocínio lógico.
    O gabarito afirma como correta a letra “2025”, ocorre que pela lógica do calendário o recesso de carnaval no ano de 2025 cairá no dia 4 de março uma terça-feira. No momento em que o enunciado afirma que em 2014 dia 03 de março , o recesso de carnaval ocorreu numa segunda-feira e pergunta qual será o próximo ano em que esta data ( dia 03 de março o recesso) não sendo ano bissexto cairá em uma segunda-feira invalida a resposta pois em 2025 o recesso de carnaval cairá na terça-feira, dia 4 de março. A realidade do fato invalida a resposta dada pela banca “2025”. Também não é possível encontrar resposta nas outras opções ou porque o ano é bissexto no caso de “2020” ou porque não cai na segunda-feira ou ainda porque mesmo caindo na segunda-feira não será recesso de carnaval. Diante dos fatos expostos , não havendo alternativa correta , solicito anulação da questão.

    Recurso
    No argumento dois ele afirma que não gosta de trabalhar (V)

    p2: Gosto de trabalhar (f) ou de viajar (v), logo questão (v)
    p3: Se sou aventureiro (v), então gosto de viajar (v), logo questão (V)
    p1: Gosto de estudar (v) e sou aventureiro (v), logo questão (V)
    c: logo, não gosto de trabalhar – V

    Portanto o argumento dois é válido. Solicito mudança no gabarito de “a” para “d’ na prova roxa – apenas no argumento II, a conclusão é conseqüência de suas premissas.

  • recursos

    IV. DOS DOCUMENTOS
    Termo de Apreensão
    É o documento hábil para promover a apreensão de
    matérias-primas ou produtos usados na alimentação de ruminantes,
    incluindo as embalagens, rótulos ou outros materiais que estejam
    em desacordo com a legislação em vigor. O Termo de Apreensão
    deve ser preenchido em três vias. Sendo uma via entregue ao autuado,
    outra ficará em poder do agente oficial e a outra constituirá o
    processo, devendo constar:
    a) local e data da apreensão;
    b) nome e endereço completo do detentor do produto;
    c) identificação, quantidade e nota fiscal (se houver) do
    produto ou material apreendido;
    d) dispositivo legal ou regulamentar infringido;
    e) assinatura do autuado e das testemunhas, (no caso de
    ausência ou recusa, mencionar este fato no corpo do
    termo de apreensão);
    f) identificação e assinatura do agente oficial responsável
    pela lavratura.
    2. Termo de Fiscalização
    É o documento que será lavrado sempre que for realizada
    visita de inspeção e fiscalização às propriedades rurais, devendo ser
    preenchido em duas vias, sendo a primeira anexada ao processo ou
    arquivada e a segunda entregue contra recibo ao responsável pela
    propriedade, devendo constar:
    a) nome, endereço completo e NIRF (nº da Receita Federal
    constante no ITR) da propriedade rural;
    b) ocorrências;
    c) documentos lavrados na oportunidade;
    d) local e data;
    e) identificação e assinatura do responsável pelo estabelecimento
    ou propriedade rural;
    f) identificação e assinatura do agente oficial.

    3.Termo de Interdição
    É o documento hábil destinado a interromper parcial ou
    totalmente as atividades de uma propriedade rural, lavrado em três
    vias, devendo constar:
    a) nome, endereço completo e NIRF (nº da Receita Federal
    constante no ITR) da propriedade rural;
    b) fundamentação legal para a medida adotada;
    c) tipo de interdição e prazo, se for o caso;
    d) local e data;
    e) identificação e assinatura do agente oficial;
    f) ciência do responsável pela propriedade rural.
    4. Auto de Infração
    É o documento hábil para o início do processo administrativo
    de apuração de infração prevista em lei e será lavrado pelo agente
    oficial, na sede da repartição ou no local em que foi constatada a
    infração, em três vias, com clareza e precisão, sem entrelinhas,
    rasuras, borrões, ressalvas ou emendas, sendo uma via entregue ao
    autuado e as demais ficarão em poder do agente oficial, devendo
    contemplar:
    a) local e data da lavratura onde a infração foi verificada;
    b) identificação do infrator com nome e endereço completo;
    c) descrição da infração;
    d) dispositivo legal ou regulamentar infringido;
    e) assinatura do autuado e de duas testemunhas (no caso
    de ausência ou recusa, deve-se mencionar o fato no
    corpo do Auto de Infração);
    f) identificação e assinatura do agente oficial responsável
    pela lavratura.
    g) prazo para interposição de defesa e autoridade para a
    qual deverá ser dirigido.
    Termo de fiscalização :É o documento que será lavrado sempre que for realizada
    visita de inspeção e fiscalização às propriedades rurais.

    Auto de Infração
    É o documento hábil para o início do processo administrativo
    de apuração de infração prevista em lei.

    A questão afirma que o auto de infração é um dos documentos que o agente oficial deve dispor no ato da fiscalização, mas na cartilha formulada pelo próprio ministério da agricultura o documento correto é o termo de fiscalização. De acordo com a cartilha, lavra-se o termo de fiscalização sempre que for realizada visita de inspeção e fiscalização às propriedades rurais. O auto de infração só é lavrado quando comprovado laboratorialmente o uso indevido de proteínas de origem animal
    na alimentação de ruminantes, enquadrando o infrator nas sanções e penalidades previstas em lei. Exames laboratoriais não tem resultado imediato tendo portanto o agente oficial que realizar a coleta do material e levar para a análise. O agente pode retornar ou não para lavrar esse auto de infração. Logo não necessariamente deve haver uma nova visita ou fiscalização para que a lavratura aconteça. O termo de fiscalização então nesse caso não se faz mais necessário haja vista que já foi feito na fase inicial do processo.

    Diante das argumentações com base na cartilha feita pelo ministério da agricultura peço anulação da questão pois o enunciado faz uma afirmação falsa ao dizer que o agente oficial dispõe no ato da fiscalização o auto de infração tornando a compreensão por parte do candidato confusa , comprometendo a resolução e consequentemente por não existir resposta correta.

    Fonte:http://www.agricultura.gov.br/arq_editor/file/Aniamal/programa%20nacional%20dos%20herbivoros/manual%20de%20colheita%20de%20amostras.pdf.

  • recursos

    O gabarito diz que a resposta correta é – II e III.
    Trecho da questão:
    I. A forma “se” tem a mesma função que possui no título do texto “E se o Brasil ainda fosse uma monarquia?”.

    II. O trecho “todas as palavras usadas numa língua” atua sintaticamente como sujeito do verbo “encontrar”.

    III. A expressão “nos dicionários” atua como adjunto adverbial.

    IV. “numa língua” também funciona como adjunto adverbial.

    Recurso
    A questão é passível de anulação, pois “numa língua” exerce função de adjunto adverbial, uma vez que mantém relação sintática com a forma verbal “usadas”, que, por sua vez, constitui uma oração subordinada adjetiva restritiva reduzida de particípio. Portanto, a questão apresenta três afirmações corretas: II, III e IV. Como não há opção assim, solicito anulação da questão

  • recursos

    O gabarito diz que a resposta correta é a letra – alizarina e iodeto de potássio.

    Recurso

    Definição de densidade:

    A determinação da densidade é feita com um aparelho, o termolactodensímetro. A densidade abaixo do mínimo fornece uma indicação de adição de água no leite e, eventualmente, poderá indicar também problemas de saúde da vaca, ou mesmo problemas nutricionais. Contudo, a densidade depende também do conteúdo de gordura e de sólidos não-gordurosos, porque a gordura do leite tem densidade menor que a da água, enquanto que os sólidos não-gordurosos têm densidade maior. O teste indicará claramente alteração da densidade somente quando mais que 5 a 10% de água for adicionada ao leite. Densidade acima do normal pode indicar que houve desnatamento ou, ainda, que qualquer outro produto corretivo foi adicionado.
    Prova do álcool-alizarol
    Essa análise não mede exatamente a acidez do leite, mas sim, verifica sua tendência a coagular. O leite que coagula nessa prova não resiste ao calor, portanto, não pode ser misturado aos demais.
    TESTE DO ALIZAROL
    PRINCÍPIO: a solução de alizarina em contato com o leite, forma uma cor vermelho-tijolo no leite normal, uma cor violeta no leite alcalino e uma cor amarela no leite ácido.
    ACIDEZ DO LEITE PELO MÉTODO DORNIC

    A acidez do leite é bastante variável, sendo maior em leites com teores mais elevados de extrato seco desengordurado, refletindo o poder tampão do produto, no intervalo compreeendido entre o pH da amostra e o pH de viragem da fenolftaleína.
    O leite, ao sair do úbere, apresenta-se ligeiramente ácido, devido, em parte a alguns componentes como: caseína, fosfatos, citratos, CO2, etc., e em parte à reação interna que ocorre durante a titulação com solução alcalina.
    Esta acidez, normalmente compreeendida entre 14 e 18oD denomina-se acidez titulável inicial ou natural.
    GORDURA

    A determinação da porcentagem de gordura do leite serve para estabelecer base de cobrança de leite pelo destino comercial ou industrial (leite de consumo para queijos, etc.); ajuda na seleção de rebanhos leiteiros; integridade do leite na investigação de fraudes; concursos leiteiros nas exposições e até previsão de rendimentos industriais.

    MATERIAL: Leite: Butirômetro de Gerber para leite.

    PH

    O pH ou potencial de hidrogênio iônico, é um índice que indica a acidez,
    neutralidade ou alcalinidade de um meio.
    As substâncias mencionadas no enunciado eram diluídas em água junto com outras, como citrato de sódio e ácido cítrico numa proporção de 10% do total, e usadas para aumentar a longevidade do produto, reduzindo sua acidez.
    Ao se deteriorar, o leite se torna ácido, conta o farmacêutico bioquímico Elizeu Antonio Rossi, da Universidade Estadual Paulista em Araraquara. Daí, como a soda cáustica é alcalina, ela neutralizaria a acidez, evitando a recusa pelas fábricas. Isso não altera o sabor nem a aparência do leite, diz Rossi. O outro ingrediente da trapaça, a água oxigenada, entraria em cena para dar um fim às bactérias, que se multiplicam a toda quando o líquido não se encontra apropriadamente refrigerado. Assim, quando elas digerem a lactose, o açúcar natural desse alimento, produzem um ácido conhecido como láctico e inicia-se assim o ciclo do azedume.
    Portanto o teste do PH e da densidade também servem para indicar alteração/fraude no leite.Solicito alteração no gabarito para resposta também correta – “do ph e da densidade”.

  • recursos formulados por candidatos

    A terceira afirmativa diz que ele foi condenado a prisão perpétua porque lutava pela questão racial.
    Ocorre que em 21 de Março de 1960, um dia conhecido como “O Massacre de Scharpeville”, policiais sul-africanos atiraram contra manifestante negros, matando 69 pessoas, o que fez com que Mandela passasse a defender a luta armada contra o sistema.

    Em 1961, Mandela tornou-se comandante do braço armado do CNA, conhecido como “Lança da Nação”. Passou a buscar ajuda financeira internacional para financiar a luta.

    Em 1962, porém, foi preso e condenado a cinco anos de prisão, por incentivo a revés e viagem no exterior sem autorização.
    Em 1964 foi julgado e novamente condenado a prisão perpétua por planejar ações armadas. Permaneceu preso de 1964 a 1990, período em que tornou-se o símbolo da luta anti-Apartheid na África do Sul.

    Na prisão, Mandela tornou-se o principal símbolo da luta contra o regime racista. Manifestações e cânticos pela sua libertação corriam o mundo. Mas o líder sul-africano só foi libertado em 1990, depois de 27 anos preso, por ordem do presidente Frederik Willem de Klerk. A libertação aconteceu no auge de uma grande campanha internacional nesse sentido. O CNA também foi tirado da ilegalidade.

    Existem dois lados da história , um das autoridades locais que afirmam terem condenado Mandela por planejar ações armadas e outro do povo, que diz que ele foi preso porque lutava pela igualdade racial.
    A primeira parte da afirmativa está errada do ponto de vista histórico/governo. A questão em si diz que devemos julgar do ponto de vista da história e o que conhecemos da história, é que o governo sul-africano diz que ele foi preso e condenado a prisão perpétua por planejar ações armadas e também conspiração para ajudar outros países a invadir a África do Sul – o que ele negou ter feito.
    Em 1990, já com a decadência do regime e a queda do violento presidente Pieter Botha, Mandela, então com 73 anos, assumiu a liderança da reconstrução da África do Sul. Ele governou o país de 1994 a 1999. Em 1993, com De Klerk, Mandela recebeu o Nobel da Paz, pelos esforços desenvolvidos no sentido de acabar com a segregação racial.
    A questão afirma que Mandela foi preso porque lutava a favor da igualdade racial, mas a história diz outra coisa, portanto se no enunciado diz que devemos ver com os olhos da história a resposta está incorreta. Sendo assim a única afirmativa verdadeira é a primeira.

    Essa questão só tem uma afirmativa correta , a n° “I” e muda o gabarito para “-I,apenas”.

  • fafinha

    a questão dos atomos que formam complexos com geometria quadrada planar cabe recurso. Alem de nao ser possivel fazer a distribuição eletronica p fdeterminar os niveis de energia, a questao erra ao pedir q se determine o átomo quando as opções de resposta são todas íons.

  • diane

    a questão 27 da prova para AISIPOA tipo 06-laranj27
    Conforme regulamenta o RIISPOA, devem ter Inspeção Federal em caráter permanente os seguintes estabelecimentos,
    a saber:
    I. que recebem e distribuem ovos;
    II. onde são preparados produtos gordurosos;
    III. que produzem e processam mel;
    IV. que recebem carne in natura de estabelecimentos situados em outros municípios.
    Estão corretas apenas as alternativas
    A) I e II. B) I e III. C) II e IV. D) II, III e IV.

    na resposta do gabarito oficial consta a alternativa B, mais segundo o RIISPOA

    Art. 11º – A inspeção Federal será instalada em caráter permanente ou periódico.
    Parágrafo único – Terão inspeção federal permanente:
    1 – os estabelecimentos de carnes e derivados que abatem e industrializam as diferentes espécies de açougue e de caça;
    2 – os estabelecimentos onde são preparados produtos gordurosos;
    3 – os estabelecimentos que recebem e beneficiam leite e o destinem, no todo ou em parte, ao consumo público,
    4 – os estabelecimentos que recebem, armazenam e distribuem o pescado;
    5 – os estabelecimentos que recebem e distribuem ovos;
    6 – os estabelecimentos que recebem carnes em natureza de estabelecimentos situados em outros Estados. Alguém entrou com recurso por favor?????

    • Antonio mct

      Sim Diane, entrei com recurso nesta e tb na questão sobre a classificação dos ovos que, no Art 716 do RISPOA vai contra a alternativa supostamente correta do gabarito.

Comente:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *