Aprova Concursos - Blog

Inscreva-se

Receba as notícias por e-mail

Gabarito Comentado – Atualidades do Mercado Financeiro – Banco do Brasil

Publicado em 11 de fevereiro de 2014 por - 13 Comentários

Confira o gabarito comentado da prova de Atualidades do Mercado Financeiro  para o cargo de Escriturário do concurso do Banco do Brasil 2014.  A correção foi feita pelo professor do Aprova Concursos Jonas Filho.

Atenção: há questões passíveis de recurso.

21

Uma das atribuições do Conselho Monetário Nacional (CMN), que a Lei No 4.595/1964 estabelece, na qualidade de órgão integrante do Sistema Financeiro Nacional (SFN), é

(A) receber os recolhimentos compulsórios das instituições financeiras

(B) realizar as operações de redesconto e empréstimos a instituições financeiras

(C) determinar os percentuais do recolhimento compulsório

(D) executar os serviços de meio circulante

(E) orientar a aplicação dos recursos das instituições financeiras

GABARITO: E

(A)   – atribuição do Bacen

(B)   – atribuição do Bacen

(C)   – PASSÍVEL DE RECURSO. Atualmente é atribuição do Bacen. “O BCB está autorizado pela Lei 4.595, com a redação dada pela Lei 7.730, de 31/1/1989, a instituir recolhimento compulsório de até 100% sobre os depósitos à vista e até 60% de outros títulos contábeis das instituições financeiras.”

(C)Esta alteração não tirou a atribuição do CMN: Lei 4.595, art. 4º “ XIV – Determinar recolhimento de até 60% (sessenta por cento) do total dos depósitos e/ou outros títulos contábeis das instituições financeiras, seja na forma de subscrição de letras ou obrigações do Tesouro Nacional ou compra de títulos da Dívida Pública Federal, seja através de recolhimento em espécie, em ambos os casos entregues ao Banco Central do Brasil, na forma e condições que o Conselho Monetário Nacional determinar, podendo este……”

(D)  – Atribuição do Bacen.

(E)   – Opção considerada como a única CORRETA.

 

22

Em termos teóricos, podem ser conferidas ao Banco Central diversas atribuições, destacando-se, dentre elas, a de ser o Banco dos Bancos, o Único Banco Emissor ou o Banqueiro do Governo.

Sob o enfoque de Banqueiro do Governo, o Banco Central deve ser o

(A) financiador das obras de infraestrutura da União

(B) emprestador de dinheiro para as obras de fomento

(C) centralizador do caixa do governo

(D) detentor do monopólio de órgão arrecadador da União

(E) detentor do monopólio da distribuição do dinheiro

GABARITO: C

(A)   – Lei 4.595 – Art. 12. O Banco Central da República do Brasil operará exclusivamente com instituições financeiras públicas e privadas, vedadas operações bancárias de qualquer natureza com outras pessoas de direito público ou privado, salvo as expressamente autorizadas por lei.

(B)   – Vide comentário acima.

(C)   – “O BCB tem ainda como função constitucional receber em depósito as disponibilidades de caixa da União.” Retirado do site do Bacen.

(D)  – Atribuição da Receita Federal.

(E)   – O Banco do Brasil também tem esta atribuição.

 

23

No Sistema Financeiro Nacional (SFN), sob o enfoque da Dinâmica do Mercado, o elemento técnico-conceitual referente à parte da economia que acompanha o comportamento dos salários e do poder de compra do salário da população, é a

(A) política fiscal

(B) política de preços

(C) inflação

(D) política de rendas

(E) taxa de juros

GABARITO: D – Por uma questão de lógica, não tem o que comentar.

 

24

Nos últimos anos, observou-se que o mercado bancário teve elevado crescimento e forte acirramento entre as instituições bancárias no desenvolvimento de suas atividades, aumentando, dessa forma, a competição bancária.

Um dos fatores que impulsionaram essa disputa mercadológica, entre as instituições bancárias, surgiu com a

(A) ausência de interesse nas compras de folhas de pagamento

(B) redução de taxas de juros dos Títulos Públicos Federais

(C) alta das taxas SELIC

(D) redução dos níveis de crédito

(E) falta de garantia do chamado crédito consignado

GABARITO: B

A redução da Selic dá ânimo à economia e estimula o crescimento. O efeito é exatamente o inverso daquele obtido pelo aumento da taxa de juros: o sistema de crédito cresce, o volume de dinheiro em circulação aumenta e as pessoas consomem mais. A facilidade em obter financiamentos pode, por exemplo, fazer com que as pequenas empresas cresçam, novos negócios surjam e os empregos se multipliquem. Isto aumenta a competição entre os bancos.

 

25

Fazem parte do Sistema Financeiro Nacional (SFN) Instituições Financeiras Bancárias e Instituições Financeiras não Bancárias.

Nesse enfoque, pertencem ao grupo das Instituições não Bancárias, dentre outras, os Bancos

(A) Múltiplos, com carteira de crédito imobiliário

(B) Múltiplos, com carteira comercial

(C) Comerciais

(D) Cooperativos

(E) de Investimento

GABARITO: E.

PASSÍVEL DE RECURSO. Argumentação: Um banco para ser múltiplo tem que ter no mínimo duas carteiras, sendo uma comercial ou de investimento. A carteira comercial transforma o banco múltiplo em Instituição Financeira Bancária, isto é, tem o efeito multiplicador da moeda por ter depósito à vista. Um banco múltiplo que não tenha carteira comercial, mas tenha uma carteira de investimento e uma carteira de crédito imobiliário também é uma Instituição Financeira não Bancária, pois não podem ter contas de depósitos à vista. Assim, considero duas opções como certas: A e E.

 

 


Inscreva-se

Receba as notícias por e-mail

13 comentários

Comente:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *