Aprova Concursos - Blog

Inscreva-se

Receba as notícias por e-mail

Não serviu? Não gostou? Não funcionou? Saiba quais são os seus direitos na hora de trocar os presentes de Natal

Publicado em 26 de dezembro de 2013 por - Um Comentário

Nesta época do ano, especialmente no Natal, ações de trocas de produtos nas lojas são comuns e, em alguns casos, podem ser bastante estressantes. Por isso, é bom tomar alguns cuidados, estar bem informado e saber fazer valer os seus direitos!

Nesta primeira edição do programa Aprova Defesa do Consumidor, o professor e especialista no assunto, Ahyrton Lourenço Neto, explica o que pode e o que não pode ser feito durante as trocas de produtos com ou sem defeito.

O professor esclarece que há dois tipos de trocas. O primeiro diz respeito a produtos que apresentam algum problema ou defeito, que pode ser de qualidade; de divergência entre a oferta e o que está sendo apresentado; de quantidade errada; entre outros. Neste caso, o produto tem um vício, e há uma regra bem definida para a troca que é explicada no programa!

Outro caso de troca, que é o mais comum, principalmente agora durante as compras de Natal, é a troca combinada, prometida pelo vendedor ao cliente durante a compra, no caso do usuário final não querer ficar com o produto.

Ahyrton alerta que nos dois casos, o vendedor pode tentar enganar o consumidor e colocar inúmeras restrições que não são válidas, como, por exemplo, impor que a troca só pode ser feita em determinado dia e horário e não em todos os dias que o estabelecimento estiver aberto; que a troca não pode ser feita sem a nota fiscal e por aí vai!

Assista ao programa e aproveite todas as dicas que o professor compartilha! Inclusive, de que o Código de Defesa do Consumidor prevê a existência do consumidor equiparado, que é aquele que é atingido pela relação de consumo, ou seja, qualquer pessoa que venha a ser prejudicada pelo serviço ou produto fornecido por terceiros pode ter algum tipo de ressarcimento.


Inscreva-se

Receba as notícias por e-mail

Um comentário

  • Valquiria de Sousa

    Muito bom este professor, didática excelente com materia enriquecidíssima. Muito proveitoso, porém dúvidas relacionadas a outros ítens.

    Sr. excelentíssimo professor Ayrton : pode um plano de saúde “UNIMED PAULISTANA”” depois de quase 12 anos de adesão, por conta de um mês de atraso porque não recebi o boleto em minha residencia, e mesmo assim liguei questionando o não recebimento, antes dos sessenta dias, o plano ser CANCELADO?

    Eles alegam que o correio não entregou e que eu tenho outros canais de atendimento para averiguar o mesmo e pagar, só que eu prefiro a entrega pelo correio porque desta forma eu lembro que preciso pagar, assim como todas as outras contas . E quem garante que eles enviaram o mesmo! Recorri a Anatel em 15/01/14 com 2 números de protocolo, e ainda assim n obtive resposta. Hj 23 de jan/14 a Sra Mariana( Unimed) ligou em meu contato dizendo que somente era para orientação de que não adiantaria eu fazer nada e que o plano havia sido cancelado por inadiplência. Adesão em 24/09/2002.

    A prestação é a que vence em 05/11/2013 ( Não recebida).
    Na segunda quinzena de dezembro/13, liguei quetionando o não recebimento e para minha surpresa o atendente informou-me de que meu plano já estava cancelado pedi o supervisor e depois de muita resistência fez a demoraaada transferência e quando a supervisora entrou na linha, nao soube solucionar o problema e por fim com muita grosseria desligou o telefone em minha cara sem sequer me passar um número de protocolo. Por favor o que pode ser feito. Oriente-me. Grata

Comente:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *