Aprova Concursos - Blog

Inscreva-se

Receba as notícias por e-mail

Gabarito extraoficial INSS 2013 – Língua Portuguesa

Publicado em 13 de outubro de 2013 por - 141 Comentários

Confira o gabarito extraoficial da prova de Língua Portuguesa
do cargo de Analista do Seguro Social do concurso do INSS 2013, comentado pela professora Daniela Tatarin

 

Professora Daniela Tatarin

Professora Daniela Tatarin

Questão 01

Conhecido comercial da tevê fala de uma “cerveja que desce redondo”. O sentido atribuído à palavra “redondo” refere-se

a) à mesa do bar que aparece no cenário dos comerciais de cerveja.
b) à pró´roa cerveja que pode ser assim considerada em sentido denotativo.
c) ao ato de descer facilmente que, nesse caso, significa escorrer pela garganta.
d) ao líquido da bebida, que toma o formato arredondado da garrafa que o contém.
e) ao pronome relativo empregado na frase, para substituir o termo cerveja.

Resposta: C

Questão 02

Conforme a posição que as palavras ocupem na frase, sua significação e seu papel gramatical podem mudar. É isso que pode ocorrer com um dos adjetivos grifados nas alternativas abaixo: ele mudará de significado e classe se for antecipado ao substantivo com o qual se relaciona. Assinale-o.

a) A fábrica fica perto de uma praça antiga, hoje bem pouco arborizada.
b) Amanhã cedo sairemos em comitiva para inaugurar uma fábrica nova.
c) Nessa fábrica, bem provavelmente conheceremos equipamentos modernos.
d) Os operários dedicados dessa fábrica moram em bairros próximos e bem localizados.
e) Os produtos dessa fábrica demandam vigilância forte na sua fase de armazenamento.

Resposta: B

Questão 03

Num Concurso de redação, um candidato deveria escrever sobre Noel Rosa Chico Buarque de Holanda. Refletindo sobre a passagem do texto abaixo transcrita, identifique a alternativa que torna coerentes os ajustes redacionais então propostos, de modo a evitar que sejam repetidos os nomes dos dois artistas brasileiros.

Chico Buarque de Holanda e Noel Rosa sempre estiveram em destaque na MPB, embora Chico Buarque de Holanda tenha uma obra, sob certa perspectiva, mais polêmica do que a de Noel Rosa.

a) Chico Buarque de Holanda e Noel Rosa sempre ocuparam um lugar de destaque na MPB, embora cada um tenha uma obra, sob certa perspectiva, mais polêmica do que a dos demais.
b) Chico Buarque de Holanda e Noel Rosa sempre ocuparam um lugar de destaque na MPB, embora este um tenha uma obra, sob certa perspectiva, mais polêmica do que a aquele.
a) Chico Buarque de Holanda e Noel Rosa sempre ocuparam um lugar de destaque na MPB, embora o primeiro um tenha uma obra, sob certa perspectiva, mais polêmica do que o segundo.
a) Chico Buarque de Holanda e Noel Rosa sempre ocuparam um lugar de destaque na MPB, embora tenham uma obra, sob certa perspectiva, mais polêmica do que reconhecida.
a) Chico Buarque de Holanda e Noel Rosa sempre ocuparam um lugar de destaque na MPB, embora um tenha uma obra, sob certa perspectiva, mais polêmica do que o outro.

Resposta: C

Questão 04

O ilustre acadêmico Antônio Carlos Secchin, no artigo intitulado “Um obstinado e discreto gênio da literatura”, disponível em www.academia.org.br, declarou o que segue:

“Costuma-se dizer que o desinteresse relativo à vida de Machado de Assis (1839-1908) é simetricamente proporcional ao interesse gerado por sua obra: enquanto a produção literária de Machado não cessa de ser mais e mais valorizada, sua biografia estamparia apenas o morno transcurso de um exemplar funcionário público, de um esposo fiel e devotado à dona Carolina, de um ser algo distante das questões políticas, e, juntando-se as duas pontas da existência, de alguém que, vencendo barreiras da origem ética e de uma frágil constituição física, alçou-se ao posto de nosso escritor máximo, tornando-se também o primeiro presidente da Academia Brasileira de Letras.”

No excerto citado, observa-se o predomínio das características presentes num texto argumentativo em virtude de

a) empregar formas linguísticas com as quais o enunciados explicite sua intenção de instar o destinatário, ouvinte ou leitor a praticar atos ou tomar atitudes.
b) encadear proposições com vista à defesa de um ponto de vista e à persuasão do interlocutor.
c) fazer uma sequenciação própria da apresentação de fatos que envolvem personagens e suas respectivas ações articuladas à linha do tempo.
d) mostrar um tipo de construção em que se encadeiam os trações que caracterizam tipificando a composição de um personagem de ficção.
e) propor um tipo de construção em que se encadeiam os traços que caracterizam tipificando a composição de um personagem de ficção.
e) propor um tipo de construção em que predomine a atitude comunicativa de informar, que exclui a presença da razão e da objetividade.

Resposta: B

Questão 05

“Chamar chávena à miserável xícara onde se toma a média nos botequins, com aquele cheiro de desinfetante que vem bafejar o café com leite do pobre, deve valorizar a coisa.” (Dinah Silveira de Queiroz)

Assinale o item em que a palavra “média” tem o mesmo sentido apresentado no trecho acima:

a) A média da inflação anual ultrapassou os patamares esperados pelo Governo.
b) Pela experiência que tenho da vida, dificilmente alguém faz média comigo!
c) O grupo não conseguiu atingir a média para ser classificado no certame.
d) O professor calculou rapidamente a média dos seus melhores alunos.
e) Seu desjejum constava sempre de uma média com pão e manteiga e nada mais.

Resposta: E

Questão 06

“De noite, foi de doer na alma. Eles, apenas eles, ali trepados, cercados de água, no maior abandono do mundo. Uma luz não havia, um sinal de comunicação não havia. Só água. Muitas casas estavam completamente encobertas.” (Gilvan Lemos)

Assinale o item que contraria as ideias apresentadas no texto acima:

a) À noite, o estado físico das pessoas suscitava maior compaixão.
b) Em “só água”, a palavra “só” denota exclusão de outros elementos circunstantes.
c) Em “Uma luz não havia.”, a colocação dos termos é uma questão de estilo do autor.
d) O trecho relata as agruras de uma inundação.
e) Todas as casas do lugar estava soterradas, cobertas pela água.

Resposta: E

Questão 07

Assinale o item em que a palavra algum(a,s) se diferencia dos demais em significação e sentido:

a) Algum dado importante faltou ao cadastro do candidato?
b) Algum desejo do infeliz melhor seria que nunca tivesse se concretizado.
c) Recebi algum informe importante e decisivo sobre o assunto em pauta.
d) Naquela altura dos acontecimentos, remédio algum lhe mitigaria a dor que sentia.
e) Traziam na velha mala de couro algum dinheiro para realizar a compra da fazendola.

Resposta: D

Questão 08

“A língua é viva, eu sei, mas sujeita a vírus que, de repente, atacam a TV, a internet e a imprensa, contaminam milhões, e as pessoas começam a achar que foi sempre assim que se falou ou se deve falar.” (Ruy Castro. Folha de S.Paulo, 27/06/2012)

Assinale a assertiva correta sobre o emprego, no texto, da flexão de número da palavra “vírus“:

a) está é uma palavra que só se emprega no plural, tal como ocorre com “boas” e “óculos”.
b) está empregada no singular, como se pode depreender do uso do artigo definido que a precede.
c) está empregada no plural, como se percebe pelo flexão da forma verbal de “atacar”.
d) foi empregada no singular por ter-se originado do Latim.
e) exemplifica o emprego de uma palavra que preserva integralmente a grafia latina.

Resposta: C

Questão 09

Uma das estratégias do humor é, sem dúvida, a quebra da expectativa de desenvolvimento numa sequência de fatos. Dentro desse quadro, circula na Internet a seguinte historieta, cuja veracidade é bastante discutível.
“O grande jurista Ruy Barbosa, ao chegar à casa ao entardecer, ouviu um barulho suspeito vindo do seu quintal. Dirigindo-se ao local donde vinham os ruídos, deparou com um homem que recolhera, num saco, três patos muito bem nutridos de sua criação. Rui aproximou-se do indivíduo, surpreendendo-o no momento em que se preparava para pular o muro que circundava a casa. Disse, então, o causídico ao infrator:
– Oh, bucéfalo anácrono! Não te interpleo pelo valor instrínseco das aves palmípedes que estás a carregar, mas pelo ato vil e sorrateiro de profanares a minha habitação, levando os ovíparos à sorrelfa. Se fazes isso por necessidade, transijo; mas se é para zombares da minha condição de cidadão digno e honrado, reagirei como minha bengala no alto da tua sinagoga, de modo que te reduzirei a quinquagésima potência do que o vulgo denomina nada.
O ladrão, totalmente confuso, diz:
– Dotô, posso levá ou tenho que deixá os pato?”

(http://mariomarcos.wordpress.com/2012/09/12 – adaptado)

Marque a alternativa que completa a seguinte proposição: a compreensão do texto acima reproduzido permite depreender que o humor da narrativa está centrado

a) na cena composta por um homem assustado tentando pular um muro com um saco contendo patos vivos, provavelmente grasnando.
b) na crítica à existência de cidadãos cultos e letrados, incapazes de entender a fala popular do homem comum, seu compatriota.
c) na marcante diferença entre as falas dos personagens, cada uma delas típica de um uso linguístico de determinada natureza social.
d) no improvável encontro de um intelectual de renome com um homem sem cultura escolarizada.
e) no fato de um homem culto preocupar-se com um roubo de pouca importância, que praticamente não lhe diminuiria nem o status nem as posses.

Resposta: C

Questão 10

O jornal O Globo de 25/10/2011 deu a seguinte notícia: “A vitória avassaladora  da Presidente argentina  pode abrir caminho para que Cristina Kirchner avance com projetos cada vez mais polêmicos, entre eles o de uma reforma constitucional que incluiria a possibilidade de reeleição indefinida, atitude negada por ela durante a campanha.”

Considerando apenas os dados disponíveis no texto, pode-se fazer a seguinte interpretação da notícia:

a) A maneira pela qual se deu a vitória de Cristina Kirchner talvez sirva como argumento para uma possível reforma constitucional.
b) Cristina Kirchner pretende aprovar a possibilidade de reeleição indefinida, embora essa atitude contrarie o que foi dito durante a sua campanha eleitoral.
c) Para dar sequência a projetos de reforma, impõe-se que Cristina Kirchner abra os caminhos criados por sua vitória nas urnas.
d) Depois de eleita, Cristina Kirchner ameaça a sociedade argentina com uma polêmica reforma constitucional que vai de encontro com a liberdade de imprensa.
e) Por conta do procedimento autoritário de Cristina Kirchner, a reeleição presidencial pode ser colocada em discussão após sua vitória.

Resposta: A

 

 


Inscreva-se

Receba as notícias por e-mail

141 comentários

  • Jean

    galera, preciso de ajuda, se alguem conhece alguém ou vai fazer,
    preciso recorrer de questões de noções de administração…quer puder me ajudar
    agradeceria mesmo…até faria uma troca ou compartilhamento de alguns recursos
    que eu já tenho de questões de direito constitucional e previdênciário..
    socorro gente..preciso de uma questão!!
    abraços
    jeantavares2011@gmail.com

  • Rafael

    Pessoal, a questão 05 não caberia recurso? Pois, média é uma gíria paulista, ou seja, gíria regionalizada e não nacional. Portanto, como pessoas de outras regiões do país pode saber o significado desta expressão regional? Abraços!

  • Cláudio

    Caramba!!

    Se a Funrio retificar as alternativas das questões 4 e 9 para as que a professora Daniela indicou, vou gabaritar em português!

  • Cleber

    Ai gente, vamos anular o concurso do INSS, devido a todas irregularidades e as provas com questoes erradas, respostas repetidas, gabarito constando uma delas e gabarito errado/duvidoso
    entre aqui muitos ja assinaram o abaixo assinado
    https://secure.avaaz.org/po/petition/Cancelamento_do_Concurso_Publico_para_Analista_do_Seguro_Social_do_INSS/?apOHIfb

  • Telmo

    que droga, como pode não se deter ao inunciado da pergunta, pois soterrado aplica-se apenas a Terra e não a agua. obrigado por tirar a duvida.

  • Dhones

    Pessoal, temos que entrar com recurso contra as questões 4 e 9, quanto mais recursos melhor, nada ver essas respostas do gaberito preliminar as respostas são b e c respectivamente, falta de respeito dessa organizadora!

  • Telmo

    Questão 9 B) na critica à existência de cidadãos cultos e letrados, incapazes de entender a fala popular do homem comum, seu compatriota,

    COMO? se o texto começa com o Letrado e não com o cidadão comum, quem deveria criticar seria a existência de um homem não letrado.

    questão 20) se fizer a conta pelo 3% a resposta correta nos centavos é a Letra A, mas o enunciado pede 2,8% não chega nem perto da resposta.

    Questão 43 se é integrada por três representantes não pode ser a letra E com 2,1 e 1 totalizando 4?

  • Reginaldo Bossan

    Pessoal, boa noite!

    Realmente a FUNRIO demostrou que não tem condições de elaborar uma prova de nível nacional.

    Deixou muito a desejar em todos os quesitos, desde o local de realização da prova até a divulgação deste gabarito polêmico.

    Onde eu fiz a prova por exemplo, só tinha um banheiro masculino pequeno e um feminino para todos os candidatos. Falta de informação total nos corredores do colégio, não encontrei nenhuma lista com o nome dos candidatos e sala respectiva. Ao precisar utilizar o banheiro mal fui acompanhado pelo fiscal, que me passou pra outro e que me passou para um terceiro, no fim subi para a sala sozinho, nada de detectores de metal, ou seja, se alguém foi com a intenção de frauvez de esdar a prova certamente teve sua vida facilitada.

    Questões com erro de grafia, respostas repetidas , frases com redação e sentidos duvidosos dando margem a duplo entendimento. Seguem alguns erros GROTESCOS que eu percebi:

    PORTUGUÊS:
    Questões 4 e 9. Lamentável a escolha do gabarito da banca (A e B), conforme já comentado por vários candidatos e conforme a correção antecipada da professora do Aprovaconcursos.

    Comentário: Q5 alternativa E. Eu acertei, mas achei lamentável a banca cobrar o significado de média (café com leite) sendo que em alguns locais do Brasil isso é totalmente desconhecido. Seria uma linguagem regional. Além disso, qual o valor de uma pessoa saber isso para uma prova de português????

    DIREITO CONSTITUCIONAL:
    Questão 35 (SUS) – pede as diretrizes e em seguida coloca a palavra EXCETO, ou seja, querendo cobrar a questão incorreta, mas das alternativas 4 eram incorretas e apenas uma correta… INVERTERAM TUDO!!

    ADM:
    Questão 50: Duas alternativas exatamente iguais (A e C) e as duas estavam corretas!!! (Eu acertei , marquei “A”! rs)

    Questão 61: erro de português, em vez de fixação de despesa escreveram FIAÇÃO de despesa. Só se eles estivessem se referindo à compra de fios… rs Não sei se isso pode dar em recurso…mas deveria…

    Questão 62: Marquei a opção “E” que difere apenas no último item da alternativa considerada correta pela banca “B”, porém, considero que “Incentivar a equipe no atingimento de metas e superação de obstáculos”
    pode ser enquadrado tanto como LIDERANÇA (opção da banca) quanto como TRABALHO EM EQUIPE (minha escolha), ou vai me dizer que não tem nada a ver???

    Questão 64: Resposta da banca: alternativa “C” Guru; A resposta correta seria alternativa “B” Mentor.
    Definições:
    GURU
    s.m. Guia espiritual e religioso no hinduísmo. / Guia intelectual em matéria fundamental para uma pessoa. / Inovador aceito por um grupo (de música, de dança etc.).
    MENTOR
    s.m. Guia, orientador de um jovem. / Autor intelectual; responsável pela idealização ou pelo planejamento de alguma coisa, para cuja execução influencia o comportamento de outrem.

    Questão 70: (Sobre Curva ABC) A banca considerou como correta a alternativa “C” que diz: Identifica os itens de MENOR IMPORTÂNCIA e a partir deles deriva para os de média e grande importância….
    Fiz uma pesquisa e confirmei que: A curva ABC é um método de classificação de informações, para que se separem os itens de MAIOR importância ou impacto, os quais são normalmente em menor número (Carvalho, 2002, p. 226).CARVALHO, José Mexia Crespo de – Logística. 3ª ed. Lisboa: Edições Silabo, 2002. ISBN 978-972-618-279-5

    PESSOAL VAMOS TODOS RECORRER!!! QUANTO MAIS GENTE MELHOR! NÃO FIQUEM ESPERANDO QUE ALGUÉM RECORRA POR VOCÊ, AFINAL VOCÊ DEVE SER O MAIOR INTERESSADO!
    BOA SORTE A TODOS E QUE VENÇA A JUSTIÇA!

    • Ellen Maciel

      Muito bom, Reginaldo Bossan. Observei também todos esses erros e, com certeza, recorrerei, até agora com pelo menos 7 questões. Não vou ter pena nem preguiça. Esta Banca é muito ruim. Foi a primeira vez que participei de um certame organizado por esta e é lamentável a quantidade de erros absurdos tanto do conteúdo da prova quanto da própria organização do evento. Aqui em Belém, eu fiquei sabendo que em pelo menos duas salas, os envelopes das provas vieram violados, candidatos se recusaram a fazer a prova e procuraram a PF, não sei o que vai dar. A prova de fisioterapia já foi anulada por causa de problemas maiores. Resta aguardar e recorrer nessas questões em que a maioria que estudou está se sentindo prejudicada devido ao resultado duvidoso da Banca.

      • Reginaldo Bossan

        É isso mesmo Ellen!

        Todos esses fatos nos fazem pensar se a pequena quantidade de vagas disponibilizada pelo INSS já não teriam seus lugares reservados, considerando o histórico no mínimo duvidoso dessa banca que deveria na verdade se chamar:

        FUNDEQUINTAL em vez de FUNRIO !!!!

    • Talita

      Questão 04 – Portugues

      Pessoal entra com recurso da questão 04
      podem utilizar este posicionamento pq já fiz outro, ou então podem complementar!

      LUIZ ANTONIO SACCONI – editora atual,
      É O SEGUINTE:

      TEXTO ARGUMENTATIVO: é um estilo de texto com posicionamentos pessoais e exposição de ideias, apresenta de forma lógica, com razoável grau de objetividade e total coerência a fim de defender um ponto de vista e convencer o interlocutor.

    • rafaela ferreira maniçoba

      Valeu recorri a todas sabe que não tinha prestado atenção que tinha 2 respostas iguais e por azar errei + acertei kkk

  • Vanessa,

    Professora, na questão 9 também coloquei a alternativa C, mas no gabarito veio a B, qual fundamentação da língua portuguesa posso usar para recorrer?
    Obrigada

  • Quel

    Eu tbm acho que a questão 2 poderia ser a letra D! Pois quando vc se refere aos operários dedicados, são aqueles que são dedicados…existe os não dedicados. Já se vc falar: os dedicados operários, quer dizer, que todos os operários da fábrica são dedicados. Essa questão deve ser anulada!

  • Rafael

    Bom dia!

    Pessoal, a questão 05 não caberia recurso? Pois, foi utilizada gíria regional, normalmente expressada na região paulista. Como outras pessoas de outras regiões do país saberiam da “média” no momento da prova? Conforme alternativas da questão, por eliminação, se chegava à resposta, mas, não é justo se nem ao menos citou no enunciado que se tratava de uma gíria regional. Abraços!

  • carlos alessandro lima miranda

    Questão 02…
    Necessário reconhecer que a questão 02 sem sombra de dúvida deverá ser anulada, pois a alternativa “d” contém mudança de sentido em sua frase.
    Na frase “os operários dedicados” significa que somente ALGUNS operários que são dedicados, ou seja, exclui os operários que não são dedicados.
    Na frase “os dedicados operários” significa que TODOS os operários são dedicados, ou seja, naquela fábrica, só existem operários dedicados.
    Logo, ou esta é alternativa correta (letra d), ou a questão possui duas alternativas corretas, devendo portanto ser anulada.
    Questão 08…
    A questão 08 deverá ser anulada pelo seguinte:
    Afirma que a palavra “vírus” está no plural assim como “atacam”, contudo não podemos aceitar esta afirmação como correta, haja vista que, para a palavra “vírus” estar no plural, a mesma deveria estar escrito da seguinte maneira, modificando-se seu determinante “a”:
    “”…mas sujeita AOS vírus que,…..”, devendo na oportunidade ser anulada a presente questão.
    Questão 09
    Inegável que a questão 09 deverá ser anulada, posto que o texto está centrado sim no fato que Ruy Barbosa realmente se importou com o roubo, tanto é que que o mesmo se insurge contra a conduta do ladrão em possivelmente profanar sua habitação e também ofender sua condição de cidadão digno e honrado, ai está justamente sua preocupação, ou seja, não preocupa-se com a perda do bem em si, mas preocupa-se em ter sua habitação profanada, não obstante ser ofendido em condição de cidadão digno e honrado.
    Assim diz: “…..mas pelo ato vil e sorrateiro de profanares a minha habitação…” e “…mas se é para zombares de minha condição de cidadão digno e honrado, reagirei….”.
    Portanto, Ruy Barbosa se preocupa sim com o roubo, mas sabe que não lhe diminuirá seu status e posse.
    Questão 10..
    Antes de adentrar no mérito da questão, verifico que a questão faz menção a duas coisas diferentes em seu pedido, ou seja, pede compreensão e interpretação, considerando que são coisas diferentes, pois assim diz:
    “Considerando APENAS dados disponíveis no texto (compreensão de texto), pode-se fazer a interpretação da notícia (interpretação de texto)”.
    Sabe-se que compreender o texto, se limita a fazer análise do texto, ou seja, do que está escrito SOMENTE, já interpretar o texto, significa extrair ideias, ir além daquilo que está escrito. Logo, a questão merece ser anulada também por este fato.
    A presente questão necessariamente deverá ser anulada, uma vez que a alternativa “b” traz com veemência, com precisão a interpretação dada ao texto.
    Está totalmente claro no texto que a presidente aprovará algo que ela havia reprovado em sua campanha, ou seja, a possibilidade de reeleição indefinida, o que faz da alternativa “b” CORRETA.
    Deste modo, deverá a questão de n° 10 ser anulada por 02 fatos:
    1- Pede compreensão e interpretação de texto, que são coisas distintas.
    2- Considera correta uma alternativa (letra a) que não possui qualquer nexo com o verdadeiro sentido do texto.
    Questão 30..
    A presente questão deverá ser anulada, posto que o art. 142, § 3°, inciso IV da CF/1988 deixa expresso que o militar não poderá fazer greve, senão vejamos:
    Art. 142. As Forças Armadas, constituídas pela Marinha, pelo Exército e pela Aeronáutica, são instituições nacionais permanentes e regulares, organizadas com base na hierarquia e na disciplina, sob a autoridade suprema do Presidente da República, e destinam-se à defesa da Pátria, à garantia dos poderes constitucionais e, por iniciativa de qualquer destes, da lei e da ordem.
    [..]
    § 3º Os membros das Forças Armadas são denominados militares, aplicando-se-lhes, além das que vierem a ser fixadas em lei, as seguintes disposições:
    [..]
    IV – ao militar são proibidas a sindicalização e a greve;
    Questão 43…
    A presente questão deverá ser anulada nos termos do art. 350 do CC/2002 pelas seguintes razões:
    A banca considerou correta uma questão que não admite a sub-rogação legal, mas na mesma oportunidade, diz que João terá direito a reembolsar-se do que despendeu para exonerar Paulo, CONTRARIANDO a regra do art. 350, vejamos:
    Art. 350. Na sub-rogação legal o sub-rogado não poderá exercer os direitos e as ações do credor, senão até à soma que tiver desembolsado para desobrigar o devedor.
    Portanto, se João pode reembolsar-se do que despendeu com Paulo, necessário reconhecer que haverá neste caso a “sub-rogação legal”, uma vez que assim é o texto de Lei.
    Ademais, considerando o exposto, em seu “PENSAR”, a banca estaria correta caso admitisse a letra “b” como correta, pois não vai de encontro com o citado art. 350, vez que não admite a hipótese de sub-rogação legal, nem a hipótese de reembolso.
    Questão 47…
    A presente questão deverá ser anulada, considerando que há relativização no que diz respeito ao tema “citação”, pois como todos sabemos, isto pelo art. 214, § 1°e também pelo princípio da instrumentalidade das formas, uma citação que não observou as prescrições legais, mas que atingiu seu fim, será válida.
    Vejamos o art. 214, § 1°:
    Art. 214. Para a validade do processo é indispensável a citação inicial do réu.
    § 1o O comparecimento espontâneo do réu supre, entretanto, a falta de citação.
    Ou seja, na hipótese, caso a citação não observe a prescrição legal, mas o réu comparece para fins de defesa, o ato estará suprido, sanado.
    O art. 244 corrobora o alegado, vejamos:
    Art. 244. Quando a lei prescrever determinada forma, sem cominação de nulidade, o juiz considerará VÁLIDO o ato se, realizado de outro modo, Ihe alcançar a finalidade.
    Assim também diz o princípio de Direito Processual Civil:
    Princípio da instrumentalidade das formas = temos que a existência do ato processual não é um fim em si mesmo, mas instrumento utilizado para se atingir determinada finalidade. Assim, ainda que com vício, se o ato atinge sua finalidade sem causar prejuízo às partes NÃO SE DECLARA SUA NULIDADE.
    Portanto, não serão nulas as citações e intimações quando atingirem sua finalidade, sendo a alternativa “d” a resposta.
    Questão 23
    A questão nº 23 – Noções de Administração – questiona que “A avaliação dos estoques pelo custo médio do item tem como aplicação” e traz como resposta correta a alternativa “A) estabilizar as flutuações de preços.”

    No entanto, a questão possui duas alternativas corretas, pois a avaliação de estoques pelo custo médio do item tem também como aplicação a utilização do preço médio de aquisição constante na nota fiscal, conforme alternativa “C) utilizar o preço médio de aquisição constantes nas notas fiscais.”

    De acordo com Araújo (1987, p. 216):

    “Este método contábil avalia o preço de todas as retiradas do estoque, ao preço unitário médio do suprimento total do item em estoque. Tem ele um efeito estabilizante, pois nivela as flutuações de preços, porem, ao longo do prazo, reflete os custos reais de compra de materiais.”

    Como a questão não faz alusão ao curto, médio ou longo prazo dessa aplicação, solicito a anulação da questão, em razão da existência de duas alternativas corretas.

    Referência bibliográfica:

    ARAÚJO, Jorge Sequeira de. Almoxarifados administração e organização. 9ª
    ed. São Paulo: Ed. Atlas, 1987.
    Questão 54..
    A questão deve ser anulada na forma da Lei n° 7.596/87, que alterou o art. 4° do Decreto-Lei n° 200/67, pois a Fundação Pública depende sim de registro, e a alternativa considerada correta diz que independe de qualquer registro.
    Vejamos o teor de Lei:

    “Art. 5º ………………………………………………………….
    IV – Fundação Pública – a entidade dotada de personalidade jurídica de direito privado, sem fins lucrativos, criada em virtude de autorização legislativa, para o desenvolvimento de atividades que não exijam execução por órgãos ou entidades de direito público, com autonomia administrativa, patrimônio próprio gerido pelos respectivos órgãos de direção, e funcionamento custeado por recursos da União e de outras fontes.
    § 3º As entidades de que trata o inciso IV deste artigo adquirem personalidade jurídica com a INSCRIÇÃO DA ESCRITURA PÚBLICA DE SUA CONSTITUIÇÃO NO REGISTRO CIVIL DE PESSOAS JURÍDICAS, não se lhes aplicando as demais disposições do Código Civil concernentes às fundações.”
    Questão 65..
    A presente questão deverá ser anulada, pois a banca considerou o “item III” correto para outras formações que não o direito, e para este está considerando como incorreto.
    Aliás, o “item III” não está errado, mas somente incompleto, devendo por tanto ser anulada a presente.

    • Rosi

      Também vi que cabe recurso a questão 24 de noções de administração.
      ARGUMENTAÇÃO:

      O assunto em questão trata do Modelo de Hackman e Oldham, que refere como técnicas de Enriquecimento do trabalho:
      Combinar Tarefas
      Formar unidades naturais de Trabalho
      Estabelecer relacionamentos com clientes
      Cargas de Trabalho verticais
      Abrir canais de retorno
      O que estaria de acordo com a resposta “C” e não com a alternativa E.

      Conforme podemos observar na obra “ Desenvolvimentos de Habilidades Gerenciais” Autores: Por Timothy T. Baldwin,William H. Bommer,Robert S. Rubin , Editora Elsevier , CAPITULO 4, pág. 131, na TABELA 4.6

      Vale ressaltar, que a alternativa E trata da “TEORIA DOS DOIS FATORES”, que é a teoria proposta por Frederick Herzberg que aborda a situação de motivação e satisfação das pessoas. O objetivo era entender os fatores que causariam insatisfação e aqueles que seriam os responsáveis pela satisfação no ambiente de trabalho.1
      Nesta teoria, Herzberg afirmava que existiam dois fatores que afetavam o individuo:2
      “Fatores motivadores” (que levam a satisfação): a satisfação no cargo é função do conteúdo ou atividades desafiadoras e estimulantes do cargo;
      “Fatores higiênicos”(que levam a insatisfação): a insatisfação no cargo é função do ambiente, do salário, da supervisão, dos colegas e do contexto geral do cargo, enriquecimento do cargo (ampliar as responsabilidades).

      Vemos assim que essa definição não possui relação direta com o enunciado da questão.

  • Aparecida Viana

    Questão 66
    A resposta do gabarito deveria ser efeito halo-horn.

    Efeito de Halo/Horn – Tendência para estender a todo o desempenho aspectos positivos ou negativos desse desempenho. Assim, quando um notador tem uma opinião favorável acerca de uma característica do trabalhador, tem tendência a considerá-lo bom em todos os fatores (efeito de Halo) e, se tem uma opinião desfavorável relativamente a um comportamento de um trabalhador, tem tendência a considerá-lo negativamente em todos os fatores (efeito de Horn).

  • Jéssika

    Gente, seria interessante postarmos aqui todas as fundamentações que encontrarmos para anular as questões. Quanto mais argumentos, mais chances vamos ter.

  • Marina

    Pessoal alguem tem recurso de Portuguê para passar?
    Acho que quanto mais pessoas recorrerem melhor…

    Abraços

    • Leonelia

      Questão 02:
      No enunciado, o examinador faz menção à mudança de significado E à alteração da classe gramatical do vocábulo grifado. Inicialmente, a FUNRIO apontou a letra (B) como resposta da questão. Contudo, a palavra “nova” qualifica o substantivo “fábrica”, esteja anteposta ou posposta a este vocábulo. Dito de outra forma, o nome “nova” continua pertencendo à classe dos adjetivos mesmo se for anteposta ao substantivo “fábrica”. Como não há outra resposta possível, a questão deve ser anulada.

      Questão 04: Inicialmente, a banca apontou a letra (A) como resposta da questão. Entretanto, o conteúdo da citada assertiva faz alusão a um texto injuntivo. “O texto injuntivo (ou instrucional) é aquele que, por meio de uma linguagem apelativa, tem como objetivo persuadir o leitor/alocutário a realizar uma ação ou a adotar determinado comportamento“. No texto injuntivo “exprimem-se ordens, pedidos, sugestões, orientações”. Essa tipologia textual “é marcada pelo emprego de formas (linguísticas) verbais no imperativo, seja no afirmativo, seja no negativo, e pelo uso da segunda pessoa (pronomes tu e você) para aproximar o receptor da mensagem“.
      No texto apresentado pela banca, entretanto, temos uma tipologia dissertativo-argumentativa. “O texto dissertativo-argumentativo (subjetivo) tem como finalidade o desenvolvimento de um tema, sendo composto por opiniões (ponto de vista) do autor acerca do assunto. Baseia-se em argumentos que pretendem persuadir o leitor“. Logo, devemos requerer a alteração de gabarito para a opção (B).

      Solicito a alteração do gabarito da letra B para a letra C.
      O gabarito preliminar afirma que o humor está centrado:
      B) na crítica à existência de cidadãos cultos e letrados, incapazes de entender a fala popular do homem comum, seu compatriota.
      No entanto o texto deixa claro, através da fala do ladrão, “Dotô, posso levá ou tenho que deixá os pato?”, que é o ladrão que é incapaz de entender a fala do cidadão letrado e não ao contrário, como descrito na alternativa B.

  • Rômulo Souza

    Na questão 64, do caderno de questões específicas de ADMINISTRAÇÃO, está como gabarito a letra “c”.

    No entanto, em diversos dicionários on-line, têm-se a mesma significação das palavras “guru” e “mentor”.

    http://aulete.uol.com.br/guru – (gu.ru) sm. P.ext. Guia, MENTOR ou líder carismático e influente.

    http://www.lexico.pt/guru/ – Designação comum de sujeito que orienta ou aconselha; aquele que dá conselhos espirituais;
    Sujeito que exerce grande poder em determinado campo de atividade, geralmente o econômico ou o de gestão.
    (Etm. do sâncristo: guru), Sinônimos de Guru: conselheiro, guia, líder e MENTOR.

    http://www.priberam.pt/dlpo/guru – gu·ru (sânscrito guru, pessoa venerável), substantivo masculino,
    1. Líder religioso budista ou hindu.
    substantivo de dois gêneros
    2. Pessoa que dá conselhos, orientações. = GUIA, MENTOR

    Dessa forma, a questão teria duas respostas.

    Já recorri. Quem concordar, faça o mesmo.

    Concurso realmente mal elaborado.

    Grato.

  • Maria da Conceição

    Gostaria de saber se cabe recurso quando há erro de digitação?
    Pois, a questão nº 1 está escrito tevê ao invés de TV e a questão 28 que está escrito: Seu § 1º ao invés de Se o § 1º.

  • Maria da Conceição

    Gostaria de saber se quando há erro de digitação pode-se pedir a anulação da questão?
    Pois, na questão nº 1 de Língua Portuguesa está escrito: “tevê” ao invés de “TV” e na questão nº 28 de Noções de Administração está escrito: “Seu § 1º” ao invés de “Se o § 1º.

  • maria de fatima

    q horas serao publicados os videos?

  • Talita

    PESSOAL RECURSOS DE PORTUGUêS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Eu tenho dessas questões … já entrei também!
    A questão 02 de Português

    Comentário: Percebam que, no enunciado, o examinador faz menção à mudança de significado E à alteração da classe gramatical do vocábulo grifado. Inicialmente, a FUNRIO apontou a letra (B) como resposta da questão. Contudo, a palavra “nova” qualifica o substantivo “fábrica”, esteja anteposta ou posposta a este vocábulo. Dito de outra forma, o nome “nova” continua pertencendo à classe dos adjetivos mesmo se for anteposta ao substantivo “fábrica”. Como não há outra resposta possível, a questão deve ser anulada.

    a QUESTÃO 04

    Comentário: Inicialmente, a banca apontou a letra (A) como resposta da questão. Entretanto, o conteúdo da citada assertiva faz alusão a um texto injuntivo. Conforme estudamos nas lições teóricas durante o curso, “o texto injuntivo (ou instrucional) é aquele que, por meio de uma linguagem apelativa, tem como objetivo persuadir o leitor/alocutário a realizar uma ação ou a adotar determinado comportamento“. Ainda de acordo com as lições apresentadas durante o preparatório de Língua Portuguesa, no texto injuntivo “exprimem-se ordens, pedidos, sugestões, orientações”. Essa tipologia textual “é marcada pelo emprego de formas (linguísticas) verbais no imperativo, seja no afirmativo, seja no negativo, e pelo uso da segunda pessoa (pronomes tu e você) para aproximar o receptor da mensagem“.

    No texto apresentado pela banca, entretanto, temos uma tipologia dissertativo-argumentativa. De acordo com as lições que vimos durante nosso preparatório, “o texto dissertativo-argumentativo (subjetivo) tem como finalidade o desenvolvimento de um tema, sendo composto por opiniões (ponto de vista) do autor acerca do assunto. Baseia-se em argumentos que pretendem persuadir o leitor“. Logo, devemos requerer a alteração de gabarito para a opção (B)

    ENTRA COM ESSES DO MEU PROF.

  • Leonelia

    comentários do professor Fabiano Sales:

    Questão 02:
    No enunciado, o examinador faz menção à mudança de significado E à alteração da classe gramatical do vocábulo grifado. Inicialmente, a FUNRIO apontou a letra (B) como resposta da questão. Contudo, a palavra “nova” qualifica o substantivo “fábrica”, esteja anteposta ou posposta a este vocábulo. Dito de outra forma, o nome “nova” continua pertencendo à classe dos adjetivos mesmo se for anteposta ao substantivo “fábrica”. Como não há outra resposta possível, a questão deve ser anulada.

    Questão 04: Inicialmente, a banca apontou a letra (A) como resposta da questão. Entretanto, o conteúdo da citada assertiva faz alusão a um texto injuntivo. “O texto injuntivo (ou instrucional) é aquele que, por meio de uma linguagem apelativa, tem como objetivo persuadir o leitor/alocutário a realizar uma ação ou a adotar determinado comportamento“. No texto injuntivo “exprimem-se ordens, pedidos, sugestões, orientações”. Essa tipologia textual “é marcada pelo emprego de formas (linguísticas) verbais no imperativo, seja no afirmativo, seja no negativo, e pelo uso da segunda pessoa (pronomes tu e você) para aproximar o receptor da mensagem“.
    No texto apresentado pela banca, entretanto, temos uma tipologia dissertativo-argumentativa. “O texto dissertativo-argumentativo (subjetivo) tem como finalidade o desenvolvimento de um tema, sendo composto por opiniões (ponto de vista) do autor acerca do assunto. Baseia-se em argumentos que pretendem persuadir o leitor“. Logo, devemos requerer a alteração de gabarito para a opção (B).

  • LUCIANO DE SOUSA PONTES

    Amigos alguém poderia me explicar a questão de número 07?

  • Cleber

    Sobre a questão 2: inaugurar uma fábrica nova. e inaugurar uma “nova” fábrica, neste caso o “nova” não continuou sendo um adjetivo, mesmo mudando o significado? se não, o “nova” no segundo caso pertence a que classe? Algeum fez esta questao, alguem sabe? pfofessora , explique, help?

  • Glaucia

    Ola, boa tarde. Hoje pela manha peguei o gabarito definitivo no site da Funrio e observei que continua em desacordo. A prova de Administração, cod. Admin. Questão 35, assertiva pede exceto, mas existem 4 respostas incorretas, e há uma única certa, se é exceto deveria ser uma questão errada, apenas e não da como resposta a correta. Questão 64 é o conceito de Mentor e não de Guru que é guia espiritual. Quero entrar em recurso com essas questões novamente. Como devo proceder?

    • Blog Aprova Concursos

      Glaucia,
      Nesse caso, deve buscar assistência jurídica já que o praxo para interpor recursos diretamente pela organizadora já terminou.
      Abs.

Comente:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *