aprovaconcursos_TRT8_300x250Gabarito extra-oficial das questões de Direito Constitucional da prova da Polícia Federal

A respeito dos direitos e garantias, julgue os seguintes itens, de acordo com as disposições da Constituição Federal de 1988 (CF).

96 Conforme a CF, admite-se a perda de direitos políticos na hipótese de cancelamento da naturalização por decisão administrativa definitiva.

Resposta: E

97 Considere que a Polícia Federal tenha recebido denúncia anônima a respeito de suposta prática delituosa inserida em seu âmbito de investigação. Nessa situação, o órgão não poderá investigar, visto que, visto que a CF veda expressamente o anonimato e a consegue deflagração da persecução penal com fundamento na referida denúncia anônima.

Resposta: E

À luz do disposto na CF, julgue o item abaixo, a respeito dos crimes de responsabilidade do presidente da República.

QUESTÃO ANULADA PELA CESPE

98 Nos crimes de responsabilidade, o presidente da República ficará suspenso de suas funções após a instauração do processo pelo Senado Federal.

Resposta: C
Gabarito Cespe: E

Comentário do professor sobre a divergência:

O gabarito da questão, na minha modesta opinião, está errado.
O item é texto expresso da CF. Art. 86, par. 1, inc II.

Julgue os próximos itens relativos à defesa do Estado e das instituições democráticas.

99 A apuração de infrações penais cometidas contra os interesses de empresa pública federal insere-se no âmbito da competência da Polícia Federal.

Resposta: C

100 Considere que determinada lei ordinária tenha criado órgão especializado em perícia e o tenha inserido no rol dos órgãos responsáveis pela segurança pública. Nessa situação, a lei está em consonância com a CF, a qual admite expressamente a criação de outros órgãos públicos encarregados da segurança pública, além daqueles previstos no texto constitucional.

Resposta: E

No que se refere à ordem social, julgue o item seguinte.

101 A CF reconheceu aos índios a propriedade e posse das terras que tradicionalmente ocupam.

Resposta: nesta questão pode caber recurso devido ao termo “propriedade”.

 

Confira os comentários do professor Akihito Allan Hirata.

 

Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *