Aprova Concursos - Blog

Inscreva-se

Receba as notícias por e-mail

Aeronáutica: Dicas de última hora

Publicado em 8 de junho de 2013 por - Comentar

concurso_aeronautica_2011Será realizado neste domingo, dia 9 de junho, o concurso da Aeronáutica para lotação do Departamento de Ciência e Tecnologia – DCTA, do Centro de Lançamento de Alcântara – CLA e do Centro de Lançamento da Barreira do Inferno – CLBI.  O Concurso Público destina-se a selecionar candidatos ao provimento de 241 vagas para os cargos de: Pesquisador Assistente de Pesquisa, Tecnologista Pleno 1, Tecnologista Júnior, Analista em C&T Júnior, Técnico 1 e Assistente 1.

A banca organizadora deste concurso é a Fundação para o Vestibular da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” – Fundação Vunesp.

Veja o Aprova Informa que fala sobre a Vunesp como banca organizadora: http://www.youtube.com/watch?v=Xz4jeGQYNB8

Confirme seu local de prova e o horário no link: http://www.vunesp.com.br/ctae1201/

As provas objetivas, de títulos, análise de currículo e de defesa pública de memorial serão realizadas nas cidades de Natal (RN), São José dos Campos (SP) e São Luis (MA), conforme opção do cargo efetivada pelo candidato no ato da inscrição.

Compareça ao local designado para a respectiva prova com antecedência mínima de 30 minutos, munido de:

a) caneta esferográfica transparente de tinta azul ou preta, lápis preto n.º 2 e borracha macia;

b) original de um dos seguintes documentos de identificação: Cédula de Identidade (RG), Carteira de Órgão ou Conselho de Classe, Carteira de

Identidade expedida pelas Forças Armadas, Polícias Militares e Corpos de Bombeiros Militares, Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS),

Certificado Militar, Carteira Nacional de Habilitação, expedida nos termos da Lei Federal nº 9.503/97, ou Passaporte.

Prova objetiva

Será considerado habilitado na prova objetiva o candidato que obtiver no mínimo 50% de acerto na disciplina  conhecimentos específicos e 50% de acertos no conjunto das disciplinas comuns da Prova objetiva, e não zerar em nenhum dos componentes da prova.

 Prova prática

A convocação para a prova prática, para os cargos de Técnico (Mecânica, Elétrica e Hidráulica) e Tecnologista Pleno 1 (Proteção Radiológica), será publicada oportunamente no DOU e aplicada, preferencialmente, nas cidades de São José dos Campos (SP), Natal (RN) e São Luís (MA) em data, turma e local preestabelecidos, sendo de responsabilidade do candidato o acompanhamento, não podendo ser alegada qualquer espécie de desconhecimento.

Prova de títulos

A entrega de títulos, por todos os candidatos aos cargos de Analistas em C&T, Tecnologistas e Pesquisadores, deverá ocorrer na mesma data e local da prova objetiva, após o término dessa. Os títulos não poderão ser entregues fora da data, horário e do local estabelecidos. O candidato que não comparecer à prova de títulos será considerado ausente, porém, não será eliminado do Concurso, sendo lhe atribuído pontuação zero.

Análise de currículo

A entrega de currículo, por todos os candidatos ao cargo de Pesquisadores, deverá ocorrer na mesma data e local da prova objetiva, após o término dessa. A prova de títulos e análise de currículo para o cargo de Pesquisador será avaliada na escala de 0 a 100 pontos.

A nota final da análise de títulos e currículo para o candidato ao cargo de Pesquisador será obtida a partir da média das notas individuais de cada membro da Comissão Examinadora, arredondada até a segunda casa decimal. O recebimento dos títulos e documentação de currículo de todos os cargos estará sob a responsabilidade da Fundação VUNESP.

 

Prova de Defesa Pública de Memorial

Essa prova é para os cargos de Pesquisador e Assistente de Pesquisa. Serão convocados para realizar a prova de defesa pública de memorial os candidatos mais bem habilitados na prova objetiva.

O candidato deverá apresentar no dia da prova de defesa pública de memorial seis cópias impressas de um memorial mencionando: a) formação acadêmica; b) principais realizações nos últimos 3 (três) anos, incluindo os descritos na Tabela de Currículo; e c) qualificação diferenciada nos últimos 5 (cinco) anos, incluindo os descritos na Tabela de Currículo. O memorial deve obrigatoriamente conter uma seção com relato, claro e objetivo, do conhecimento e/ou experiência requeridos para o cargo. A prova de defesa pública de memorial será avaliada na escala de 0 a 100 (cem) pontos.

A prova de defesa pública de memorial será realizada pelo DCTA e consistirá de uma apresentação oral com duração máxima de 20 (vinte) minutos, frente à Comissão Examinadora, das principais atividades desenvolvidas pelo candidato, na qual deverão ser ressaltadas as realizações mais relevantes associadas ao cargo e o seu conhecimento e/ou experiência, conforme definido na tabela abaixo, seguida de arguição pelos membros da Comissão Examinadora, com duração máxima de 40 (quarenta) minutos.

Havendo empate na última colocação, todos os candidatos nestas condições serão convocados.

 


Inscreva-se

Receba as notícias por e-mail

Comente:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *