Aprova Concursos - Blog

Inscreva-se

Receba as notícias por e-mail

Concursando fala sobre a experiência de fazer a prova do Banco do Brasil

Publicado em 2 de março de 2011 por - 7 Comentários

Habilitado no Concurso Banco do Brasil

“Procuro sempre verificar os erros depois da prova e ver em que preciso melhorar”, Emerson Takemura, candidato habilitado no concurso Banco do Brasil 2011

O concursando Emerson Toshio Takemura, 24 anos, estava entre os mais de 90 mil candidatos inscritos no concurso do Banco do Brasil para os estados de Alagoas, Amazonas, Ceará, Paraíba e Paraná.

Apesar da concorrência, Emerson, morador de Foz do Iguaçu-PR, está otimista com sua colocação. Devido à pontuação obtida na prova ele ficou entre os candidatos habilitados no concurso.

Preparação

Para a prova do BB, Emerson dedicou cerca de duas horas por dia ao estudo. “Prefiro estudar pela manhã ou no final do dia, pois são os horários em que tenho melhor rendimento”, comenta.

Como está se preparando para concursos há cerca de dois anos, ele se diz mais habituado com as disciplinas de Português e Informática e, por isso, focou mais nos conteúdos que ainda não conhecia como Conhecimentos Bancários e Habilidades no Atendimento.

No geral, Emerson achou a prova bem elaborada. Como já era de se esperar, achou que as questões de Português e Informática estavam fáceis. “A prova de Português foi um pouco extensa e, por isso, cansativa. Mas nada que um pouco de calma e atenção na hora da interpretação não resolvesse”, avalia o concursando. “Procuro sempre verificar os erros depois da prova e ver em que preciso melhorar” complementa.

Entre os métodos de estudo adotados por Emerson estavam as tradicionais apostilas e, também, as videoaulas do Aprova Concursos. “Sinto que tenho um pouco de dificuldade para assimilar conteúdos escritos, em compensação tive facilidade ao ouvir as explicações dos professores pelas videoaulas”. De acordo com ele, o ideal é selecionar os principais tópicos citados nas videoaulas e, a partir deles, aprofundar o estudo da matéria em questão.

Próximos passos

Enquanto aguarda a provável convocação do Banco do Brasil, Emerson segue com seu objetivo de concluir o ensino superior e continuar estudando para concursos que exigem este nível de graduação. “Atualmente, trabalho em contato direto com profissionais da Receita Federal, o que acaba me motivando a querer entrar para esta instituição também” revela.

Para isso, o concursando busca seguir o “mantra” de seus colegas auditores: “concurso é como uma fila indiana, uma hora chega a sua vez”.  E como a persistência é fundamental, Emerson acredita que não dá para desistir no meio do caminho, afinal “o inverno nunca falha em se tornar primavera”, Nitiren Daishonin. Quando o candidato estiver preparado, ele chega lá.


Inscreva-se

Receba as notícias por e-mail

7 comentários

Comente:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *